Diferenças entre edições de "Imunoglobulina"

25 bytes adicionados ,  20h40min de 4 de abril de 2018
m
Os trabalhos de investigação que se seguiram concentraram-se na caracterização da estrutura molecular dos anticorpos:
* No começo da década de 1960 produziu-se o principal avanço neste sentido, com a descoberta por [[Gerald Edelman|Gerald M. Edelman]] e Joseph Gally da cadeia leve,<ref>{{citar periódico|vauthors=Edelman GM, Gally JA |título=The nature of Bence-Jones proteins. Chemical similarities to polypetide chains of myeloma globulins and normal gamma-globulins |periódico=J. Exp. Med. |volume=116 |número= 2|páginas= 207–227 |ano=1962 |pmid=13889153 |doi=10.1084/jem.116.2.207 |pmc=2137388}}</ref> e a compreensão de que esta era idêntica à [[proteína de Bence Jones]] descrita em [[1845]] por [[Henry Bence Jones]].<ref>{{citar periódico|vauthors=Stevens FJ, Solomon A, Schiffer M |título=Bence Jones proteins: a powerful tool for the fundamental study of protein chemistry and pathophysiology |periódico=Biochemistry |volume=30 |número=28 |páginas=6803–6805 |ano=1991 |pmid=2069946 |doi=10.1021/bi00242a001}}</ref> Edelman continuou com a descoberta de que os anticorpos estavam compostos por cadeias leves e pesadas unidas por [[Ligação dissulfeto|ligações dissulfeto]].
* Na mesma época, [[Rodney Robert Porter|Rodney Porter]] caracterizou as regiões de ligação do antígeno no anticorpo (Fab ou F ''antigen-binding'') e a cola do anticorpo (Fc) no tipo IgG.<ref name=edel>{{citar periódico|autor =Raju TN |título=The Nobel chronicles. 1972: Gerald M Edelman (b 1929) and Rodney R Porter (1917–85) |periódico=Lancet |volume=354 |número=9183 |página=1040 |ano=1999 |pmid=10501404 |doi=10.1016/S0140-6736(05)76658-7}}</ref> Conjuntamente, estes cientistas deduziram a estrutura e a sequência completa de [[aminoácido]]s da IgG, pelo qual receberam ''[[ex aequo]]'' o [[prémio Nobel]] de [[fisiologia]] e [[medicina]] em [[1972]].<ref name=edel/>
* Apesar de a maioria destes primeiros estudos se centrarem nas [[Imunoglobulina M|IgM]] e IgG, identificaram-se também outros isótipos de imunoglobulinas na década de 1960: [[Thomas Tomasi]] descobriu os anticorpos secretados ([[Imunoglobulina A|IgA]])<ref>{{citar periódico|autor =Tomasi TB |título=The discovery of secretory IgA and the mucosal immune system |periódico=Immunol. Today |volume=13 |número=10 |páginas=416–418 |ano=1992 |pmid=1343085 |doi=10.1016/0167-5699(92)90093-M}}</ref> e [[David Rowe|David S. Rowe]] e [[John Fahey|John L. Fahey]] identificaram a [[Imunoglobulina D|IgD]],<ref>{{citar periódico|autor1 =Preud'homme JL |autor2 =Petit I |autor3 =Barra A |autor4 =Morel F |autor5 =Lecron JC |autor6 =Lelièvre E |título=Structural and functional properties of membrane and secreted IgD |periódico=Mol. Immunol. |volume=37 |número=15 |páginas=871–887 |ano=2000 |pmid=11282392 |doi=10.1016/S0161-5890(01)00006-2}}</ref> e a [[Imunoglobulina E|IgE]] foi identificada por [[Kikishige Ishizaka]] e [[Teruki Ishizaka]] como uma classe de anticorpos envolvidos nas reacções [[Alergia|alérgicas]].<ref>{{citar periódico|autor =Johansson SG |título=The discovery of immunoglobulin E |periódico=Allergy and Asthma Proceedings |volume=27 |número=2 Suppl 1 |páginas=S3–6 |ano=2006 |pmid=16722325}}</ref>
 
37 966

edições