Diferenças entre edições de "Dionne Warwick"

1 byte adicionado ,  13h38min de 5 de abril de 2018
O nome do compositor Burt Bacharach, numa citação no primeiro parágrafo da biografia de Marie Dionne Warwick, estava sem a inicial B.
(Atualizar.)
(O nome do compositor Burt Bacharach, numa citação no primeiro parágrafo da biografia de Marie Dionne Warwick, estava sem a inicial B.)
 
==Biografia==
Cresceu ouvindo e cantando [[música gospel|gospel]], estilo que incorporaria de maneira vibrante em seu modo de [[canto|cantar]]. Em [[1963]], emplacou o clássico [[soul]] "Don't Make Me Over", chamando a atenção de David e Bacharach, que estavam procurando a voz ideal para suas sentimentais baladas. Com ela, rapidamente várias músicas que a dupla escreveu se tornaram sucesso com a sua voz, como "Walk On By", "Do You Know The Way To San Jose?", "Alfie" e "I'll Never Fall In Love Again". Entretanto, outras da autoria de David/ acharachBacharach ficaram consagradas nas vozes de outros artistas, porém, gravadas primeiramente por Dionne durante os anos 60, como "[[(They Long To Be) Close To You]]", "[[Raindrops Keep Fallin' on My Head]]", "What The World Needs Now", "The Look Of Love", entre outras, além de "[[I Say A Little Prayer]]", que apesar de ter feito sucesso na voz de [[Aretha Franklin]], é uma música consagrada por Dionne, e uma das mais requisitadas pelos seus fãs.
 
Após toda a fama obtida durante os anos 60, o trio se desfez no início dos anos 70 e a carreira de Dionne deu uma pausa,não conseguindo obter êxitos mesmo lançando discos, com exceção do hit "Then Came You". Somente no final da década, precisamente em 1979, que ela voltou com força total lançando o álbum ''Dionne'', produzido por [[Barry Manilow]]. Este não trouxe apenas músicas notáveis, mas sim, um dos maiores hits de toda a sua carreira: "I"ll Never Love This Way Again". Outras canções que também tiveram certa popularidade foram "Deja Vu" e, em especial no Brasil, "Feeling Old Feelings".
Utilizador anónimo