Abrir menu principal

Alterações

808 bytes adicionados ,  20h47min de 11 de abril de 2018
→‎Versões: subseçao FAT-32
 
O FAT12 organiza os dados em discos fixos e disquetes. O que distingue a FAT12 é a sua convenção de nomes de arquivos. Os nomes são constituídos por até 8 caracteres, um caráter separador constituído por um ponto (.) e uma extensão do nome com até 3 caracteres. A grande vantagem de volumes FAT é que são acessíveis pelo DOS, pelo Windows e pelo OS/2. Também é o único sistema de arquivos utilizado para disquetes e outros meios removíveis. Os volumes [[FAT]] não diferenciam maiúsculas de minúsculas.
 
=== FAT-16 ===
O sistema de arquivos '''FAT-16''' é utilizado pelos [[sistema operacional| sistemas operacionais]] [[MS-DOS]] e [[Windows 95]]. Este sistema utiliza 16 [[bits]] para o endereçamento de dados, podendo trabalhar no máximo com 65.536 (2^16) posições diferentes.
Para resolver este problema a [[Microsoft]] passou a apontar conjuntos de setores, os clusters, em vez dos setores somente, como mostra a tabela abaixo.
 
{|class="wikitable" style="margin: auto;"
{| border="1" cellpadding="2" align="center"
!Cluster (em FAT 16)
!Capacidade de Acesso Ao Disco
Dessa forma, apontando [[clusters]] dentro do limite de 32 [[KB]] cada, tornou-se possível o acesso a discos de até 2[[Gigabyte|GB]].
A grande desvantagem do sistema FAT 16 é o desperdício. Para entender melhor, imagine que você está utilizando um [[HD]] de 2 GB, cujos clusters são de 32 [[KB]]. Neste caso todos os arquivos ocuparão espaço de no mínimo 32 [[KB]], mesmo que sejam menores. O espaço que sobra em um cluster que não foi totalmente ocupado fica desperdiçado. Esse desperdício, que pode chegar a 25% da capacidade total do HD, é conhecido como Slack space, e é o grande problema desse sistema de arquivos, além da limitação quanto ao tamanho do disco rígido (2 GB).
 
=== FAT-32 ===
{{Artigo principal|FAT32}}
A fim de superar o limite de tamanho de volume do FAT16, enquanto ao mesmo tempo permitir que o código de [[modo real]] do DOS lide com o formato, a Microsoft criou uma nova versão do sistema de arquivos, '''FAT32''', que suportava um maior número de clusters possíveis, mas poderia reutilizar a maior parte do código existente, de modo que o consumo de [[memória convencional]] foi aumentado em menos de 5 KiB no DOS. Os valores de clusters são representados por números de 32 bits, dos quais 28 bits são usados para conter o número do cluster. O setor de inicialização usa um campo de [[32 bits]] para a contagem de setor, limitando o tamanho do volume FAT32 a 2 TiB para um tamanho de setor de 512 bytes e 16 TiB para um tamanho de setor de 4.096 bytes
 
=== VFAT ===
2 507

edições