Diferenças entre edições de "Nuno Gonçalves"

1 779 bytes adicionados ,  18h18min de 12 de abril de 2018
sem resumo de edição
(Melhorar)
 
Graças a estudos científicos de dendocronologia realizados em 2001, sabe-se que os Painéis só podem ter sido pintados na década de 40 do século XV. Uma investigação publicada em 2000 permitiu detectar a assinatura do pintor (NGs) e uma data (1445) na bota duma das figuras. Ambas as investigações fizeram cair por terra a opinião dominante de que os painéis seriam da década de 70 e relacionados com a conquista de Arzila por D. Afonso V, permitindo agora constatar que se referem antes ao período da Regência do Infante D. Pedro, o que a torna numa das maiores, se não na máxima obra-prima da pintura europeia da primeira metade do século XV.<ref>A. R. Disney, ''History of Portugal and the Portuguese Empire'', Cambridge University Press, 2009, vol. 1, p. 168., [http://cvc.instituto-camoes.pt/ciencia/e51.html]</ref>
 
== Nuno Gonçalves nos ''Painéis''? ==
[[File:Nuno gonçalves, pannelli di san vincenzo, 1470 ca. 06 l'arcivescovo 3.jpg|thumb|left|Possível ''Auto-retrato'' de Nuno Gonçalves (segundo do lado direito)]]
Segundo [[José Saraiva]], no ''[[Painel do Arcebispo (Painéis de São Vicente de Fora)|Painel do Arcebispo]]'', junto à cabeça do que se julga ser o cronista Fernão Lopes e quase encostando-se a ela vê-se uma personagem de cabeça calva e destapada que considera ser a do Autor do ''Painéis de São Vicente de Fora''. [[José de Figueiredo]] sugeriu que o artista estava no canto superior direito do ''[[Painel do Infante (Painéis de São Vicente de Fora)|Painel do Infante]]'', mas para Saraiva o pintor não deveria encontrar-se no painel mais nobre de todo o ''Políptico'' onde está agrupada a [[Dinastia de Avis|família de Avis]] e, num plano mais recuado, os altos dignitários da corte do Regente [[Pedro de Portugal, 1.º Duque de Coimbra|D. Pedro]]. Não poderia ser escalado para o artista um lugar neste painel por maior que fosse o seu talento e categoria. O lugar do artista do pincel estaria naturalmente indicado ao lado do artista da pluma.<ref name=José/>
 
Em abono da sua identificação, alegou José de Figueiredo o facto de parecer que a figura que ele aponta como a do pintor estar a fitar um espelho, o que o levou a crer estar ali um auto-retrato. Mas, segundo José Saraiva, a mesma circunstância ocorre também na cabeça que se encosta à de Fernão Lopes, sendo possível que a amizade tivesse grande parte na aproximação dessas duas cabeças.<ref name=José>José Saraiva, ''Os Painéis do Infante Santo'', edição do autor, 1925, ilustrações de Alberto Souza, pag. 203, impresso em Leiria pela Tipografia Central.</ref>
 
== Ver também ==
* [[Lista de pinturas de Nuno Gonçalves]]
* ''[[Painéis de São Vicente de Fora]]''
 
=={{Ligações externas}}==
42 527

edições