Abrir menu principal

Alterações

93 bytes removidos, 15h00min de 14 de abril de 2018
sem resumo de edição
No caso dos partidos [[socialistas]] e outros movimentos de esquerda, e na [[América Latina]] principalmente por influência da [[Revolução Cubana]], é mais habitual o emprego da saudação ''Compañero'' ou Companheiro. Isto é especialmente notável no caso do [[Partido dos Trabalhadores]] do [[Brasil]] e no movimento [[Sindicalismo|sindicalista]] do [[Grande ABC|ABC]], em [[São Paulo]].
 
Por outro lado, o uso desta forma de tratamento não se restringe somente a sindicatos e partidos de esquerda: os próprios [[Nazismo|nazistas]] também utilizaram amplamente o termo camarada, com a mesma conotação. E os [[Falange Espanhola|falangistas]] [[Espanha|espanhóis]] utilizam-no para saudar-se, anteposto ao seu nome de guerra. Durante o [[Francisco Franco|franquismo]], era muito comum ler na imprensa espanhola fases como "El Gobernador Civil ''Camarada Fulano de Tal''...".
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo