Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado, 00h06min de 24 de abril de 2018
sem resumo de edição
}}
 
Durante a [[reforma de Diocleciano]] em 296, a Lídia renasceu como uma província romana separada, muito menor que a antiga satrapia, mas ainda com capital em Sardes. A '''Província da Lídia''' foi reunida a diversas outras províncias da região ocidental da Ásia Menor para formar a [[Diocese da Ásia]], sob o comando de um [[vigário (governador)|vigário]], que estava subordinada à [[Prefeitura pretoriana do Oriente]] juntamente com diversas outras dioceses. Sob o comando do [[imperador bizantino]] [[Heráclio]] {{nwrap|r.|610|641}}, a Lídia passou a fazer parte do [[Tema Anatólico]], um dos primeiros [[tema (distrito bizantino)|temas]] (províncias civis e militares bizantinas) e, depois, do [[Tema Tracesiano]]. Embora os [[turcos seljúcidas]] tenham conquistado praticamente toda a Anatólia para formar o [[Sultanato de Rum]] (com capital em [[Icônio]], rebatizada como [[KonyaCônia]], nome que mantém até hoje), a Lídia ainda permaneceu parte do Império Bizantino. Durante a [[saque de Constantinopla|ocupação de Constantinopla]] pela [[Quarta Cruzada]], a Lídia passou para o comando do [[Império de Niceia]].
 
=== Período otomano ===