Diferenças entre edições de "Nério I Acciaiuoli"

1 byte removido ,  22h25min de 25 de abril de 2018
sem resumo de edição
Nério era filho de Tiago Acciaiuoli e Bartolomeia Ricasoli, irmão mais novo de Donato e irmão mais velho de [[João Acciaiuoli|João]]. Quando seu parente [[Nicolau Acciaiuoli]], grande [[senescal]] de [[Nápoles]], que havia nomeado Donato seu vigário na Grécia, onde era proprietário de terras e castelos na [[Acaia]] e em [[Corinto]], morreu, em 1371, seu filho e sucessor, [[Ângelo Acciaiuoli]], substituiu Donato por Nério, que, já na função, participou no [[Concílio de Tebas|concílio cruzado em Tebas]] em 1373, mas sem resultados efetivos. No ano seguinte, quando o vigário geral [[catalães|catalão]] de [[Atenas]], [[Mateus de Peralta]], morreu, Nério avançou sobre [[Mégara]] e a tomou, a primeira de muitas de suas ações de conquista.
 
Em 1378, Nério foi alistado com a [[Companhia Navarra]] pelo [[grão-mestre dos Cavaleiros Hospitalários]] [[João Fernandes de Herédia]] para sua guerra contra [[Arta (Grécia)|Arta]] no [[Despotado do ÉpiroEpiro]]. Nério, por sua vez, alistou os navarros de [[João de Urtubia]], que deixaram a companhia com cerca de cem soldados e cruzaram o [[golfo de Corinto]]. No ano seguinte, Urtubia capturou [[Tebas (Grécia)|Tebas]]. Em 7 de julho de 1385, Nério adotou o título de ''"[[dominus]] Choranti et Ducaminis"'' ("senhor de Corinto e do Ducado de Atenas"). No inverno do mesmo ano, repeliu uma invasão [[otomanos|otomana]]. Em 1386, anexou a cidade baixa de Atenas e, em 2 de maio de 1388, conquistou a [[Acrópole de Atenas|Acrópole]], embora a [[peste bubônica|peste]] o tenha obrigado a fugir com a família para Tebas logo em seguida.
 
Em 29 de dezembro de 1391, Nério assinou um tratado com o príncipe [[Amadeu da Acaia]], contra os navarros. Nério foi feito duque de Atenas por [[Ladislau de Nápoles]] em 11 de janeiro de 1394 e manteve o título por nove meses antes de morrer.