Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido ,  14h36min de 28 de abril de 2018
→‎A Guerra Boshin: Correções ortográficas.
Em janeiro de [[1868]], iniciou-se um período de [[guerra civil]], conhecido como [[Guerra Boshin]] ("''Guerra do Ano do Dragão''"), com a [[batalha de Toba Fushimi]] na qual um exército liderado pelas forças de [[Domínio Choshu|Choshu]] e Satsuma derrotaram o exército do xogum e forçaram o Imperador a despir Yoshinobu de qualquer poder que lhe restava. O conflito terminou no início de [[1869]] com o cerco de [[Hakodate Hokkaido]]. A derrota dos exércitos do antigo xogum (que contava com líderes como [[Otori Keisuke|Ôtori Keisuke]], [[Enomoto Takeaki]] e [[Hijikata Toshizō]]) marcou o fim da '''Restauração Meiji''', tendo cessado todos os desafios ao Imperador e ao seu governo.
 
Algumas forças do xogunato escaparam para [[Hokkaido]], onde tentaram estabelecer uma república separatista, a [[República de Ezo]] - no entanto, as forças leais ao Imperador frustraram esta tentativa de maio de 1869 com a [[Batalha de Hakodate]] em Hokkaido. A derrota dos exércitos do antigo xogum (liderada por [[Enomoto Takeaki]] e Hijikata Toshizo) marcou o fim definitivo do xogunato Tokugawa; com o poder do imperador, totalmente restauradarestaurado.
 
Os líderes da '''Restauração Meiji''', como a revolução veio a ser conhecida, clamam que suas ações restauraram o poder do Imperador. Isso não é inteiramente verdadeiro. O poder simplesmente deslocou-se do xogunato Tokugawa para uma nova [[oligarquia]] dos [[daimyo]] que o derrotaram. Essas oligarquias eram em sua maioria, dos feudos de Satsuma ([[Okubo Toshimichi]] e [[Saigo Takamori]]), e de Choshu ([[Ito Hirobumi]], [[Yamagata Aritomo]], e Kido Koin/Kido Takayoshi/Katsura Kogoro).
Utilizador anónimo