Diferenças entre edições de "Resistência Nacional Moçambicana"

4 bytes adicionados ,  17h49min de 4 de maio de 2018
sem resumo de edição
m (ajustes gerais nas citações, outros ajustes usando script)
A RENAMO começou suas operações na província de [[Manica (província)|Manica]], centro de Moçambique, com [[André Matsangaíssa]], um dissidente da [[FRELIMO]]. Matsangaíssa foi morto pelas forças governamentais em [[Gorongosa]] no dia 17 de outubro de [[1979]], num ataque da RENAMO a uma posição das forças governamentais. A base era conhecida com o nome de "Casa Banana". Depois de uma luta pela sucessão violento, Afonso Dhlakama tornou-se o novo líder da RENAMO.
 
Durante a [[Guerra Civil moçambicanaMoçambicana]] da década de 1980, a RENAMO também recebeu o apoio da África do Sul.<ref>[http://www.gutenberg-e.org/geh01/geh16.html Binding Memories: Chronology]</ref> Nos [[Estados Unidos]], a [[CIA]] e os [[conservadorismo|conservadores]] fizeram ''lobby'' para o apoio à RENAMO, no entanto encontrou-se forte resistência por parte do Departamento de Estado, que disse "não reconhecer ou negociar com a RENAMO".<ref>[http://books.google.com/books?id=14YWKklpbTEC&pg=PA204&lpg=PA204&ots=I9LTNg9wHX&sig=Qqc0zaUY-MpPl8K17W98BYM-pr4&hl=en ''Deciding to Intervene''], p. 204.</ref><ref>[http://books.google.com/books?id=14YWKklpbTEC&pg=PA207&dq=%22not+recognize+or+negotiate+with+RENAMO%22&ei=EDAvSNWLOIT6yASJwb3eDA&sig=xHohVyqD2C49eHDEPSA1JaX5s-Q ''Deciding to Intervene''], p. 207.</ref><ref>[http://books.google.com/books?id=3mYhufO4Bg0C&pg=PA71&lpg=PA71&dq=%22william+casey%22+renamo&source=web&ots=9UtRCF2Fjo&sig=oJaVLBxlRKGRWpHGdPRDM-o47vM&hl=en ''Africa: The Challenge of Transformation'']</ref> O governo [[britânico]] de [[Margaret Thatcher]] não enxergava a guerra civil em Moçambique como parte da [[Guerra Fria]], assim a princípio apoiava informalmente a RENAMO. No entanto quando a FRELIMO tomou a atitude de fechar a fronteira para Rodésia, fato que vinha a calhar com os interesses britânicos que naquele momento se punha contra a colônia rebelde (Rodésia), o governo britânico passou a apoiar a FRELIMO, enquanto que o governo rodesiano apoiou a RENAMO.
 
=== 1992 - atualidade ===
518

edições