Diferenças entre edições de "Mar Morto"

1 byte removido ,  14h38min de 26 de maio de 2018
sem resumo de edição
O '''mar Morto''' ({{lang-he|ים המלח}}, [[Transliteração|transl.]] ''{{Audio|He-Dead_Sea.ogg|Yam ha-Melah}}''; {{lang-ar|البحر الميت}}, transl. {{Audio|ArDeadSea.ogg|''Al Bahr al Mayyit''}}) é um [[lago]] de [[água salgada]] do [[Oriente Médio]].
 
Com uma superfície de aproximadamente 1050650 km² em 2014,{{Nota de rodapé|De 2004 a 2014, sua superfície se reduziu em média 1,2 km<sup>2</sup> por ano.}} um comprimento máximo aproximado de 50 km e a uma largura máxima de 18 km,<ref>{{Citar web|URL = http://isramar.ocean.org.il/isramar2009/DeadSea/Gertman&Hecht_2002.pdf|título = The Dead Sea hydrography from 1992 to 2000|acessadoem = 30/3/2014|data = 2002|língua= en|publicado = Israel Oceanographic and Limnological Research|citação = ...o comprimento do mar Morto diminuiu de 80 km para cerca de 50 km e seu volume diminuiu para 146 km3. O nível da superfície do mar Morto continuou caindo, e em 2001 chegou a 414 m, enquanto a sua profundidade máxima foi reduzida para 316 m.|página = Página 171}}</ref> é alimentado pelo [[rio Jordão]] e banha a [[Jordânia]], [[Cisjordânia]] e [[Israel]]. Em 1930, quando o mar Morto começou a ser monitorado continuamente,<ref name="JVL">{{Citar web|URL = https://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/Peace/water2.html#Dead|título = Overview of Middle East Water Resources - Dead Sea|acessadoem = 30/3/2014|data = 2014|língua=en|publicado = Jewish Virtual Library}}</ref> sua superfície era de aproximadamente 1050 km², com um comprimento máximo de 80 km e uma largura máxima de 18 km.<ref>{{Citar web|URL = http://aterrasanta.com.br/website/mar-morto-dead-sea-suas-aguas-escondem-sodoma-e-gomorra|título = Mar Morto (Dead Sea): Suas águas escondem Sodoma e Gomorra?|acessadoem = 29/3/2014|data = 20/8/2013|publicado = Portal Terra Santa}}</ref>
 
O mar Morto tem esse nome devido à grande quantidade de sal nele contida, dez vezes superior à dos demais oceanos, donde decorre a escassez de vida em suas águas,<ref>http://www.itqb.unl.pt/~Metalloproteins_Bioenergetics/news/CM06032004.htm "Artigo de Jornal sobre vários micro-organismos extremófilos"</ref><ref>http://www.faculdadeguarai.edu.br/aulas/AGRONOMIA/3%20periodo/microbiologia/Microbiologia%20ambiental%20%28solos%29.pdf "Slides de Aulas da Faculdade Guaraí que Referem esses microorganismos"</ref> havendo apenas alguns [[Arqueobactéria halófila|tipos de arqueobactérias]] e [[Dunaliella|algas]].<ref>Arie Nissenbaum. "[http://www.springerlink.com/content/n31m5m5w24572266/ The microbiology and biogeochemistry of the Dead Sea]", Microbial Ecology