Baturité: diferenças entre revisões

108 bytes adicionados ,  18h25min de 8 de junho de 2018
==Cultura==
[[Ficheiro:Sobrado dos macieis - baturite-ce.jpg|thumb|right|200px|Sobrado dos Maciéis, nos anos de 1920, localizado próximo a Praça Santa Luzia, no centro.]]
Um dos principais eventos culturais da cidade são as Festas de Nossa Senhora da Palma, padroeira do município, que se realiza entre os dias 6 a 15 de agosto e, a Festa de Santa Luzia que se realiza entre os dias 3 a 13 de dezembro, a Festa de Santo Antonio que ocorre entre os dia 1 a 13 de junho e a Festa de Cristo Rei no mês e novembro. A feira livre, sempre realizada aos sábados, também já é um marco cultural na cidade e reúne feirantes da cidade e de regiões vizinhas.
 
Espalhados pela cidade, principalmente pela região central, encontram-se casarões em estilo colonial construídos em meados do século XIX, época da fartura do café, alguns poucos tombados. Estátuas e bustos de baturiteenses notórios, como [[Ananias Arruda]] e [[Valdemar Falcão]], estão expostos em praças que levam seus nomes. A influência da igreja católica na cultura da cidade é bastante expressiva. O monumento erguido à [[Nossa Senhora de Fátima]], trazido de [[Portugal]], pode ser visto de praticamente toda a cidade e muitos se aventuram em chegar lá vencendo seu acesso que possui 365 degraus. A bi-centenária igreja de Nossa Senhora da Palma, construída em 1762 no [[arte bizantina|estilo bizantino]] com predominação no [[barroco]], é a única nesse estilo no Brasil e já serviu como depósito de pólvora na época da [[Confederação do Equador]].
Utilizador anónimo