Pierre Larousse: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  11 de junho de 2018
m
Foram revertidas as edições de 177.93.146.213 para a última revisão de Clarice Reis, de 00h13min de 19 de fevereiro de 2018 (UTC)
(→‎Biografia: Corrigiu erro ortográfico)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição via aplic. móvel
m (Foram revertidas as edições de 177.93.146.213 para a última revisão de Clarice Reis, de 00h13min de 19 de fevereiro de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
 
== Biografia ==
Nasceu em 23 de outubro de 1817, na cidade de [[Toucy]], na [[França]]. Aos dezesseisdezasseis anos ganhou uma bolsa para concluir seus estudos em [[Versailles]]. Com 21 anos, Pierre Larousse regressou à sua terra natal para trabalhar como professor. Deparou-se com métodos e manuais de ensino que considerou extremamente arcaicos.
 
Dois anos depois, em 1840, abandonou a escola em que lecionava para dedicar-se plenamente a sua grande vocação. Apesar dos poucos recursos, foi a [[Paris]] onde participou de diversos cursos gratuitos. Como os estudos não eram oficializados por nenhum tipo de diploma, foi considerado um autodidata. Em [[1848]], ele publicou sua primeira obra, uma gramática: "A lexicologia das escolas". Tratava-se de uma obra moderna, pioneira. Naquela época, a maioria das regiões francesas falava dialeto e na escola se aprendia o francês. Em [[1851]], Pierre Larousse teve um encontro com Augustin Boyer, um professor que acabava de abandonar o magistério e pretendia iniciar-se no comércio. Os dois ficaram amigos e associaram-se para fundar, em 1852, a livraria ''Larousse & Boyer''. A partir de então, Pierre Larousse revolucionou o ensino do francês, com o objetivo de estimular a criatividade, inteligência e capacidade de raciocínio das crianças. em [[1856]], foi lançado, com grande êxito, o ''Novo Dicionário da Língua Francesa'', precursor do [[Petit Larousse]]. Mas havia tempo que Pierre Larousse tinha outro projeto em mente: a elaboração de uma enciclopédia comparada, segundo seu desejo, à enciclopédia ''Diderot y d'Alembert''. Seria um livro em que, em suas próprias palavras, "fosse possível encontrar, por ordem alfabética, todo o conhecimento que atualmente enriquece o espírito humano"; que não fosse dirigido apenas a uma elite, mas a toda a sociedade, para "instruir a todo o mundo sobre todas as coisas". Esse projeto tornou-se uma realidade em [[27 de dezembro]] de [[1863]], com o lançamento do primeiro fascículo do ''Grande Dicionário Universal'', dedicado à glória das ideias republicanas, liberais, progressistas e laicas. Pierre Larousse esteve presente em todo o processo de criação da obra, lendo e revisando os verbetes dos dicionários. Durante o trabalho, contava piadas, divertia-se, indignava-se, fazia reflexões, explicava, sempre... ensinava. Em 1869, Auguste Boyer separou-se de Pierre Larousse. As obras escolares e o dicionário passaram a ser distribuídos, a partir de então, pela Editora Boyer, que imprimia através de Larousse suas próprias obras. Pierre Larousse sofreu uma embolia cerebral causada por esgotamento provocado pelo excesso de atividades empreendidas. Em 1871 foi afetado por uma paralisia e faleceu em 3 de janeiro de 1875, aos 57 anos, sem chegar a ver sua obra finalizada.