Diferenças entre edições de "África Oriental Britânica"

16 bytes removidos ,  11h28min de 11 de junho de 2018
m
v1.43b - Corrigido usando WP:PCW (en dash ou em dash)
m (Robô: Alteração da categoria redirecionada Antigos protetorados para Estados protetorados extintos)
m (v1.43b - Corrigido usando WP:PCW (en dash ou em dash))
A '''África Oriental Britânica''' foi um [[protetorado]] do [[Reino Unido]] na [[África]] instituído no fim do [[século XIX]], na [[década de 1880]], em razão de interesses comerciais britânicos. Com cerca de {{fmtn|639209|[[quilómetro quadrado|km²]]}}, situava-se na [[África Oriental]], na área que hoje corresponde aproximadamente ao [[Quênia]], às margens do [[Oceano Índico]], entre [[Uganda]] e o [[vale do Rift]]. Permaneceu como protetorado até 1920, quando se tornou a [[colônia do Quênia]].
 
Antes da [[Primeira Guerra Mundial]], apenas o Quênia era conhecido oficialmente como África Oriental Britânica. No mesmo período, [[Tanganica]] e [[Moçambique]] eram oficialmente conhecidos como [[África Oriental Alemã]] e [[África Oriental Portuguesa]]. Posteriormente, o termo "África Oriental" foi livremente aplicado ao Quênia e também a Uganda, Tanganica e [[Zanzibar]], porque compartilhavam um certo número de instituições &mdash; uma moeda comum (o xelim do [[Leste Africano]]), uma [[companhia aérea]] (a ''East African Airways''), entre outros. <ref>Após a [[Descolonização britânica da África|independência]], Quênia, Uganda e Tanganica formaram, em 1967, a [[Comunidade da África Oriental]], administrada por uma Comissão. Essa cooperação entrou em colapso em 1977 mas foi recriada em 7 de julho de 2000.</ref>
 
A África Oriental Britânica &mdash; futura colônia do Quênia &mdash; foi originalmente colonizada por uma [[companhia privilegiada]], a [[Companhia Britânica da África Oriental]].<ref>PAGE, Willie F. (ed.) R. HuntDavis, Jr. (rev. ed.) [http://flagspot.net/flags/eaf-brit.html#%3Cww1 British East Africa Company]</ref> <ref>[http://pt.scribd.com/doc/33888026/ENCYCLOPEDIA-OF-AFRICAN-HISTORY-AND-CULTURE-VOLUME-IV-THE-COLONIAL-ERA-1850-TO-1960 Encyclopedia of African History and Culture Vol. IV &ndash; The Colonial Era (1850 to 1960)]. The Learning Source, 2005.</ref>
<!-- The origins of British East Africa lay in the imperial rivalries of the 1880s that led to the European PARTITION of Africa and the associated COLONIAL CONQUEST. In 1887 British private citizens formed an association that, the following year, was chartered by the British government as the Imperial British East Africa Company. Its purpose was to limit the expansion of GERMAN EAST AFRICA and to estab-lish British claims to part of the region. An 1890 British-German treaty established both a British PROTECTORATE over Zanzibar and the British East Africa Company’s claims to Kenya. In 1894 a British treaty with the king-dom of BUGANDA established the Uganda Protectorate.In 1895 the British East Africa Company relinquishedits territories to Britain, which then established the EastAfrican Protectorate. In June 1919, British East Africa be-came complete, when, under the terms of the Treaty of Versailles, which ended World War I (1914–18), theLeague of Nations made German East Africa into the British MANDATE of Tanganyika. The following year theEast African Protectorate became Kenya Colony.After World War II(1939–45) Britain coordinated the administration of its East African colonies more fully than ithad during the interwar years. It established the East African High Commission, in 1948, which took over con-trol of railways and harbors, posts and telecommunications, customs, research, and the income tax for all but Zanzibar. Upon gaining independence, between 1962 and 1963, the countries of East Africa continued this coordination underthe East African Commons Services Organization. -->
{{referências}}