Servo Astral: diferenças entre revisões

236 bytes adicionados ,  13h32min de 14 de junho de 2018
m
Acrescentadas Referências Bibliográficas
(Nota de desambiguação.)
m (Acrescentadas Referências Bibliográficas)
==Criação de Servidores==
 
A criação de servidores pode ser realizada por diversos métodos, incluindo adaptações de métodos milenares, ou métodos próprios. Vários fóruns de Magia do Caos descrevem métodos para a criação, incluindo modelos de contratos que permitem limitar a atuação do servidor para os objetivos específicos. Pode ser utilizado, por exemplo, um método análogo aos de [[Sigilação (Sigilo)]] (como os descritos por Carroll<ref>Carroll, Peter J. (2016). ''Liber Null e Psiconauta'', p. 176. São Paulo: Editora Penumbra. {{ISBN|9788569871019}}.</ref>), inclusive atrelando o servidor a um sigilo que tenha sido criado anteriormente.
 
Após a definição da forma que o servidor irá tomar, este deve ser mentalizado, preferencialmente com foco no sigilo ou no objeto físico (se houver) que irá ancorar a entidade. Outra técnica possível é imaginar o servidor andando ao lado do magista, até que esta imaginação se torne tão natural que ocorra automaticamente, sem necessidade de esforço mental — automaticamente, será entendido que o servidor está acompanhando o magista.
==Alimentação Energética==
 
A definição da fonte de energia que alimentará o servidor é importante, pois permite seu fortalecimento, e sua obtenção de recursos para realizar as atividades propostas pelo magista. Esta fonte pode ser definida no contrato (se houver), ou pode ser, de forma simples, a própria força de vontade, intenção, ou energia psíquica do magista que criou o servidor. Alternativamente, a fonte energética pode ser a visualização do sigilo por qualquer pessoa, o agradecimento público após a realização dos objetivos, o uso de velas e incensos, oferendas em geral, ou mesmo energia elétrica, no caso de cybermorfos<ref>Carroll, Peter J. (1996). ''PsyberMagick: Advanced Ideas in Chaos Magick''. {{ISBN|1935150650}}.</ref>.
 
==Visualização e Contato==
==Destruição==
 
Quando um servidor não for mais desejado, pode ser banido permanentemente, ou destruído. Neste caso, o método de destruição também pode ser definido a priori no contrato, mas de forma geral a destruição da morada física ou sigilo, ou ainda a reabsorção pela psiquê do magista, bastariam para sua finalização<ref>Carroll, Peter J. (2016). ''Liber Null e Psiconauta''. São Paulo: Editora Penumbra. {{ISBN|9788569871019}}.</ref>.
 
== {{ver também}} ==
* Site dos 40 Servidores, por Tommie Kelly: [https://www.adventuresinwoowoo.com/thefortyservants/]
 
==Referências==
 
[[Categoria:Magia do caos]]
34

edições