Diferenças entre edições de "Groove metal"

151 bytes removidos ,  20h40min de 17 de junho de 2018
sem resumo de edição
|contexto cultural = Final da [[década de 1980]] nos [[Estados Unidos|EUA]] e [[Brasil]]
|instrumentos = [[Bateria (instrumento musical)|Bateria]], [[baixo]], [[guitarra]], [[vocal]]
|popularidade =
|derivações = [[Nu metal]]
|subgêneros =
|gêneros fusão =
|cenas regionais = {{EUA}}, {{Brasil}}
|outros tópicos = [[Anexo:Lista de bandas de groove metal|Bandas]]
}}
'''Groove metal''' (também chamado de ''post-thrash'' ou ''neo-thrash'') é um subgênero do [[heavy metal|metal]] que iniciou seu desenvolvimento no final da década de 1980 e inícido da década de 1990. Tendo como progenitor principal o [[thrash metal]], o groove metal caracterizava-se pelo uso de tempos deliberadamente mais lentos que o thrash, apenas ocasionalmente utilizando tempos rápidos. Os riffs são similares àqueles utilizados no thrash metal, mas tocados em velocidade média e com amplo destaque ao uso de repetições e um senso de ritmicidade. O precursor do estilo foi o grupo [[Exhorder]], porém o gênero foi popularizado com o lançamento de álbuns como ''[[Vulgar Display of Power]]'' do [[Pantera (banda)|Pantera]], ''La Sexorcisto: Devil Music, Vol. 1'' do [[White Zombie]], ''[[Chaos A.D.]]'' do [[Sepultura (banda)|Sepultura]] e ''[[Burn My Eyes]]'' do [[Machine Head (banda)|Machine Head]]. O groove metal foi influência base no posterior surgimento do subgênero [[nu metal]].
Utilizador anónimo