Abrir menu principal

Alterações

3 827 bytes removidos ,  11h09min de 18 de junho de 2018
sem resumo de edição
O '''Egito Otomano''' abrange dois períodos principais da [[história do Egito]] a partir do século 16 até ao início do século 20, quando sob o domínio ou aliado ao Império Otomano que estava baseado na Turquia (atual).
{{Info/Estado extinto
|nome_oficial =
|nome_completo= Egito Otomano
|nome_comum =
|continente = [[África]]
|estatuto =
|império =
|forma_de_governo= Províncias do Império Otomano
|ano_início = 1517
|ano_fim = 1867
|p1 = Sultanato Mameluco (Cairo)
|bandeira_p1= Mameluke Flag.svg
|p2 = Sultanato de Funje
|bandeira_p2=
|p3 = Emirado de Diriyah
|bandeira_p3= Flag of the First Saudi State.svg
|s1 = Quedivato do Egito
|bandeira_s1= Flag of Muhammad Ali.svg
|s2 = Emirado de Négede
|bandeira_s2= Flag of the Second Saudi State.svg
|s3 = Vilaiete de Hejaz
|bandeira_s3= Ottoman_flag.svg
|imagem_bandeira = Flag of Egypt (1844-1867).svg
|bandeira = Bandeira
|bandeira_tipo =
|imagem_escudo = Osmanli-nisani.svg
|símbolo = Brasão de Armas
|símbolo_tipo =
|predef_mapa =
|predef_mapa_legenda =
|mapa = Egypt under Muhammad Ali Dynasty map en.svg
|legenda_mapa = O Eailete do Egito em 1833
|capital = [[Cairo]]
|título_governante= [[Sultão]]
|governante1 = [[Selim I]]
|ano_governante1 = 1517 - 1520
}}
 
==Eialete do Egito==
'''Egito Otomano''' ([[Língua turca otomana|turco otomano]]: ایالت مصر; Eyālet-i Miṣir) é o termo utilizado para designar o período no qual o [[Egito]], [[Subdivisões do Império Otomano|sob domínio]] do [[Império Otomano]], era administrado como [[eialete]] (espécie de província), entre [[1516]] a [[1867]]. Embora tenha havido uma pequena interrupção [[Campanha do Egito|durante a ocupação francesa]], entre [[1798]] a [[1801]], logo a seguir o Egito - sob a dinastia de Muhammad Ali - permaneceu nominalmente uma província otomana. Concedido [[Estados vassalos e tributários do Império Otomano|o estatuto de Estado tributário]] ou [[Quedivato do Egito|quedivato]] em [[1867]], e gozou de relativa independência até a [[Imperialismo britânico|ocupação imperialista britânica]] de [[1882]].
{{Main|Eialete do Egito}}
O [[Eialete do Egito]] (1517–1867) foi estabelecido quando a [[região mais ao norte do Egito]] ficou sob o domínio direto do [[Império Otomano]] com a sua vitória de 1517 sobre o [[Sultanato Mameluco]]. A interrupção da [[Campanha do Egito|campanha Francesa]] de [[Napoleão]] no Egito e na Síria (1798–1801) permitiu a tomada de poder por [[Maomé Ali]] do Otomano Hurshid Pasha e a fundação da dinastia Maomé Ali.
 
==Quedivato Históriado Egito==
{{Main|s1 = Quedivato do Egito}}
{{Ver artigo principal|[[Guerra egípcio-otomana (1831-1833)]], [[Guerra egípcio-otomana (1839-1841)]], [[Crise Oriental de 1840]]}}
O '''Quedivato do Egito''' (1867-1914) foi um estado tributário autónomo do Império Otomano. O estatuto autonomeado de Maomé Ali como vice-reinado ou [[Quediva]] foi oficialmente reconhecido em 1867, embora até então o Egito estivesse sujeito à influência da [[França]] e especialmente do [[Reino Unido]], que completou o [[Canal de Suez]] em 1869.
 
== VerVeja também ==
[[Ficheiro:Egypt Eyalet, Ottoman Empire (1609).png|thumb|O Eialete em 1609.]]
* [[Império Otomano#História|História do Império Otomano]]
O Egito foi conquistado pelo [[Império Otomano]] em [[1517]], após a [[Guerra Mameluco-Otomana (1516-1517)]] e a perda da [[Síria]] para os Otomanos em [[1516]].<ref name="Faroqhi"> {{citar livro| url=http://books.google.com/books?id=e0p2cfVe6EEC&pg=PA60
|título=The Ottoman Empire: A Short History |primeiro =Saraiya |último =Faroqhi | others = Shelley Frisch, translator |publicado= Markus Wiener Publishers |local= Princeton, New Jersey | oclc = 180880761 |ano= 2008 | isbn = 9781558764491 |página=60}}</ref> Foi administrado como uma [[vilaiete]] do Império Otomano (em [[Língua turca|turco]]: ''Misir Eyaleti'') de 1517 até 1867, com uma interrupção durante a [[Campanha do Egito|ocupação francesa]], de 1798 a 1801.
 
Egito sempre mostrou-se uma difícil província para os [[Lista de sultões do Império Otomano|sultões otomanos]] controlar, em parte devido à força contínua e a influência dos [[mamelucos]], a casta militar egípcia que governou o país durante séculos. Como tal, o Egito permaneceu como uma região semiautônoma sob os mamelucos, até ser invadido pelas forças francesas de [[Napoleão I]] em [[1798]]. Depois que os franceses foram expulsos, o poder foi apreendido em [[1805]] por [[Maomé Ali|Maomé Ali Paxá]], um comandante militar albanês do exército otomano, no Egito.
 
Embora o Egito fosse uma província otomana desde o tempo das guerras contra os mamelucos, nos anos seguintes o albanês Maomé Ali tornou-se seu governador. Ele liderou uma guerra contra os otomanos, a fim de obter a autoridade hereditária sobre o Egito, durante a qual temporariamente conquistou a [[Síria otomana]] (atuais [[Síria]] e [[Palestina]]). Mas depois da [[Crise Oriental de 1840]], foi submetido por parte dos aliados europeus do [[sultão]] e forçado a devolver o Egito.
 
Maomé Ali reinou até [[1842]]. A integração formal do Egito como uma Províncias do Império Otomano foi descontinuado em [[1867]], quando o sultão [[Abdulazize (sultão)|Abdulazize]] reconheceu o estatuto dos descendentes de Muhammad Ali, como governantes hereditários do Egito e vassalos do sultão.
 
{{referências}}
 
== Bibliografia ==
 
* E. Combe, ''L’Égypte ottomane de la conquête par Selim (1517) à l’arrivée de Bonaparte (1798)''. Extrait du ''Précis de l’histoire d’Égypte'', t. 3, première partie, IFAO, Le Caire, 1933.
* Henri Deherain, ''L'Égypte turque. Pachas et mamelouks du XVIe au XVIIIe siècle'', in G. Hanotaux, ''Histoire de la nation égyptienne'', Paris, Plon, 1934, t. V.
* Michel Tuchscherer, ''Café et cafés dans l'Égypte ottomane, {{XVIIe s}} et {{XVIIIe siècle}}s,'' in Contributions au thème du et des cafés, ed. Desmet-Grégoire.
 
== Ver também ==
* [[Quedivato do Egito]]
 
{{Províncias do Império Otomano}}
 
[[Categoria:História do Egito por período]]
[[Categoria:Século XIX no Egito]]
[[Categoria:Século XX no Egito]]
[[Categoria:Subdivisões do Império Otomano]]
[[Categoria:Estados e territórios fundados em 1517]]
[[Categoria:Estados e territórios extintos em 1867]]
5 264

edições