Diferenças entre edições de "Neurônio motor"

30 bytes removidos ,  00h30min de 20 de junho de 2018
m
v1.43b - Corrigido usando WP:PCW (Caracteres de controle Unicode - Cabeçalhos com negrito)
m
m (v1.43b - Corrigido usando WP:PCW (Caracteres de controle Unicode - Cabeçalhos com negrito))
 
==== Neurônios motores somáticos ====
Os neurônios motores somáticos se originam no [[sistema nervoso central]] (SNC), e projetam seus axônios para os [[músculos esqueléticos]]<ref>{{citar livro|título=Human Physiology: An Integrated Approach|último =Silverthorn|primeiro =Dee Unglaub|publicado=Pearson|ano=2010|isbn=978-0-321-55980-7|páginas=398}}</ref> (como os músculos dos membros, músculos abdominais e intercostais), que estão envolvidos na [[locomoção]]. Além da contração voluntária do músculo esquelético, os neurônios motores alfa também contribuem para o tônus ​​muscularmuscular, a força contínua gerada pelo músculo não contraído para se opor ao alongamento. Quando um músculo é alongado, os neurônios sensoriais dentro do [[fuso muscular]] detectam o grau de estiramento e enviam um sinal para o SNC. O SNC ativa os neurônios motores alfa na medula espinhal, o que faz com que as fibras musculares extrafusais contraiam e, portanto, resistam a um alongamento adicional. Este processo também é chamado de reflexo de estiramento.
 
Os três tipos desses neurônios são os neurônios eferentes alfa, os neurônios eferentes beta e os neurônios eferentes gama. Eles são chamados de eferente para indicar o fluxo de informação do sistema nervoso central (SNC) para a periferia.
{{Vertambém|Unidade motora}}
 
===== '''Neurônios motores alfa''' =====
Inervam [[Fibra muscular extrafusal|fibras musculares extrafusais]], que são o principal componente gerador de força de um músculo. Seus corpos celulares estão no chifre ventral da medula espinhal e às vezes são chamados de células do corno ventral. Um único neurônio motor pode fazer sinapses com 150 fibras musculares, em média.<ref name=":3">Tortora, G. J., Derrickson, B. (2011). Muscular Tissue. In B. Roesch, L. Elfers, K. Trost, et al. (Ed.), ''Principles of Anatomy and Physiology'' (pp. 305-307, 311). New Jersey: John Wiley & Sons, Inc.</ref> O neurônio motor e todas as fibras musculares às quais ele se conecta constitui uma [[unidade motora]]. As unidades motoras são divididas em 3 categorias: <ref name=":0">Purves D, Augustine GJ, Fitzpatrick D, et al., editors: Neuroscience. 2nd edition, 2001 [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK10874/]</ref>
# ''Unidades motoras lentas (S)'' estimulam as pequenas fibras musculares, que se contraem muito lentamente e fornecem pequenas quantidades de energia, mas são muito resistentes à [[fadiga]], por isso são usadas para sustentar a [[Contracção muscular|contração muscular]], como manter o corpo ereto. Elas ganham energia através de meios oxidativos e, portanto, exigem [[Oxigénio|oxigênio]]. São também são chamadas de fibras vermelhas.<ref name=":0">Purves D, Augustine GJ, Fitzpatrick D, et al., editors: Neuroscience. 2nd edition, 2001 [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK10874/]</ref>
# ''Unidades motoras rápidas e fatigantes (FF)'' estimulam grupos musculares maiores, que aplicam grande quantidades de força, mas que fadigam muito rapidamente. Elas são usadas ​​parapara tarefas que exigem grandes explosões breves de energia, como saltar ou correr. Elas ganham energia através de meios glicolíticos e, portanto, não necessitam de oxigênio. São chamadas de fibras brancas.<ref name=":0">Purves D, Augustine GJ, Fitzpatrick D, et al., editors: Neuroscience. 2nd edition, 2001 [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK10874/]</ref>
# ''Unidades motoras rápidas e resistentes à fadiga (FR)'' estimulam grupos musculares de tamanho moderado que não reagem tão rapidamente quanto as unidades motoras do FF, mas podem ser sustentados por muito mais tempo (como está implícito no nome) e fornecer mais força do que unidades motoras S. Usam meios oxidativos e glicolíticos para ganhar energia.<ref name=":0" />
 
===== '''Neurônios motores beta''' =====
Inervam as [[Fibra muscular intrafusal|fibras musculares intrafusais]] dos [[Fuso muscular|fusos musculares]], com colaterais para as [[Fibra muscular extrafusal|fibras extrafusais]]. Existem dois tipos de neurônios motores beta: ''contração lenta'' - que inervam as fibras extrafusais; ''contração rápida'' - que inervam fibras intrafusais.<ref name=":4">{{citar periódico|último1 =Manuel|primeiro1 =Marin|último2 =Zytnicki|primeiro2 =Daniel|título=Alpha, Beta, and Gamma Motoneurons: Functional Diversity in the Motor System’s Final Pathway|periódico=Journal of Integrative Neuroscience|volume=10|número=03|ano=2011|páginas=243–276|issn=0219-6352|doi=10.1142/S0219635211002786}}</ref>
 
===== '''Neurônios motores gama''' =====
Inervam as [[Fibra muscular intrafusal|fibras musculares intrafusais]] encontradas no fuso muscular. Eles regulam a sensibilidade do fuso ao alongamento muscular. Com a ativação dos neurônios gama, as fibras musculares intrafusais se contraem, de forma que apenas um pequeno trecho é necessário para ativar os neurônios sensoriais do fuso e o reflexo de estiramento. Existem dois tipos de neurônios motores gama: ''dinâmicos'' - se concentram nas fibras Bag1 e aumentam a sensibilidade dinâmica; ''estático'' - se concentram nas fibras Bag2 e aumentam a sensibilidade ao alongamento.<ref name=":4" />