Ferdinando Carulli: diferenças entre revisões

412 bytes adicionados ,  23 de junho de 2018
m (não havia controlo de autoria)
Entre os violões usados por Carulli, encontram-se:
 
* Guitarra, em meados de 1810 <Ref>[http://mediatheque.cite-musique.fr/masc/play.asp?ID=0157284 fotos]</ref><ref>[http://mediatheque.cite-musique.fr/masc/play.asp?ID=0157284 Guitar of Gustave Carulli] E.33, Museum Cité de la Musique</ref><ref>[https://archive.org/stream/guitarmandolinbi00bone#page/n103/mode/1up Guitar of Gustave Carulli] from the book ''The guitar and mandolin : biographies of celebrated players and composers for these instruments'' by Philip James Bone - see p. 70 and text on p. 71</ref>
* Guitarra em meados de 1810 ([http://mediatheque.cite-musique.fr/masc/play.asp?ID=0157284 fotos])
De acordo com James Bone livro de Philip ''O violão e bandolim: biografias de jogadores célebres e compositores para esses instrumentos (p. 70, 71)'', este instrumento foi apresentado por Ferdinando Carulli a seu filho Gustave Carulli. As iniciais GC pode ser visto no instrumento, em ambos os lados da ponte.
* Pierre Rene Lacote, chamado Guitar ''Décacorde''
Carulli trabalhou em conjunto com Lacote para criar o Décacorde (10 cordas). Existe uma patente para o instrumento. Especula-se que a "invenção" original e patente visava violonistas amadores. Na configuração de patente só as 5 cordas de baixo eram desgastadas. Por outro lado, existem outras configurações, de 6 ou 7, e diz-se que os Décacordes foram usados profissionalmente.
 
== Links Externos ==
6 423

edições