Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido ,  02h07min de 24 de junho de 2018
m
ajustes usando script
 
==Notícias de Portugal==
A obra mais conhecida e referenciada de Manuel Severim de Faria é, contudo, o livro [[Notícias de Portugal]], compilação de vários textos, designando por ''Discursos'', onde se debruça sobre os mais variados temas, como sejam a Milícia, a Nobreza, a Moeda, as Universidades, a Evangelização, a Carreira das Naus e a Peregrinação, aos quais se juntam, ainda, várias biografias dos Cardeais portugueses até então e alguns elogios da sua autoria e de outros autores sobre vários personagens.
 
Publicado em 1655, no ano da sua morte, o livro ''Notícias de Portugal'' surgiu 21 anos depois da publicação dos ''Discursos Vários Políticos''. Contudo, os ''Discursos'' de ambas as publicações eram similarmente direccionados à “''instrução política das artes, em que hão-de ser doutrinados
 
Manuel Severim de Faria faleceu em 1655 (a 25 de Setembro ou a 16 de Dezembro), aos 71 anos de idade, em virtude de uma forte crise de icterícia, ficando sepultado, por seu desejo expresso, junto a seu tio Baltasar Faria de Severim, na Cartuxa de Évora.
Com a extinção das ordens religiosas, decretada em 1834, e com a demolição do antigo [[Convento de São Domingos de Évora]] para a construção no local de uma nova praça, os cidadãos locais pretenderam preservar a memória de um outro religioso eborense famoso, [[André de Resende]], organizando-se para a transladação dos seus restos mortais para a Sé de Évora. Na sequência, foi recordado Manuel Severim de Faria, e por forma a sua memória não correr igual risco, uma vez que a Cartuxa de Évora se encontrava abandonada, a 30 de Julho de 1839 os seus restos mortais, juntamente com os de Baltasar Faria de Severim, foram transladados para a Sé Catedral de Évora, onde actualmente se encontra o seu túmulo, cuja tampa, mandada realizar pelo próprio, tem a seguinte inscrição:
 
{{quote2|''Manuel Severim de Faria Chantre e Cónego da Sé de Évora elegeo para si esta sepultura assim por sua devoção, como por estar nella o corpo do P. D. Basílio de Faria seu tio, que falleceo sendo Prior deste Convento a 5 de Abril de 1625.|''Manuel Severim de Faria''}}
 
 
==Cronologia==
 
* 1583 – Nasce em Lisboa Manuel Severim de Faria
* 1655 – São publicadas, em Lisboa, as “Noticias de Portugal”. Morre, em Évora.
 
==Fontes==
* ''Severim de Faria - Notas biográfico-literárias'', por José Leite de Vasconcelos, Coimbra, 1914;
* ''Elementos para a história da imprensa periódica'', por Alfredo Cunha,Lisboa, 1941;
* ''As Relações de Manuel Severim e as Gazetas da Restauração'', Alfredo Cunha, Lisboa, 1932;
* ''História da Imprensa periódica portuguesa'', José Manuel Tengarrinha, Lisboa, 1989;
* ''A Génese do Jornalismo Lusófono e as Relações de Manuel Severim de Faria'', por Jorge Pedro de Sousa, Nair Silva, Mônica Delicato e Gabriel Silva, UFP, Porto, 2007;