Diferenças entre edições de "Acmella oleracea"

24 bytes adicionados ,  10h02min de 28 de junho de 2018
m
Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes
(Foram revertidas as edições de 2804:7F7:E189:99F8:D8DC:FE40:2DE5:F9E9 (usando Huggle) (3.3.3))
m (Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes)
O jambu é muito utilizado nas culinárias amazonense, rondoniense, acriana e paraense, podendo ser encontrado em iguarias como o ''[[tacacá]]'', o ''[[pato no tucupi]]'' e até mesmo em [[pizza]] combinado com [[mozarela]]. Pode-se preparar o jambu da mesma maneira que se prepara a [[couve]] refogada, cortando-a fininha e refogando-a no [[azeite]] com [[alho]] e [[sal]] a gosto e ''[[bacon]]'' cortado em cubinhos.
 
Uma de suas principais características é a capacidade de tremelicar os lábios de seus comensais. É usada como especiaria pelos [[China|chineses]]. As folhas podem ser usadas frescas ou secas. As folhas tenras cortadas finamente são usadas como condimento no prato nacional [[Madagáscar|malgaxe]] ''[[romazava]]''. É encontrado abundantemente no interior do [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], no município de [[Trajano de Moraes]].
 
Na [[Bahia]], especialmente, é usado como erva de alto valor religioso com os nomes oripepé, pimenta-d'água e pingo-de-ouro.
997 738

edições