Diferenças entre edições de "Henriette Morineau"

72 bytes adicionados ,  01h28min de 29 de junho de 2018
m
Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes
(Bandeira(s) da infocaixa removida(s) conforme consenso)
m (Bot: Substituição automática de afluentes - solicitado em Usuária:Aleth Bot/Substituição de afluentes)
}}
 
'''Henriette Fernande Zoé Morineau''' ([[Noirot]], [[França]], [[29 de novembro]] de [[1908]] - [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]], [[3 de dezembro]] de [[1990]]) foi uma atriz [[brasil|brasileira]].
 
== Biografia ==
Nascida na [[França]], ela se apaixonou por literatura no colégio em que estudava e interpretava os textos que tinha que ler nas aulas. Convenceu seu padrasto a permitir que estudasse com um professor de arte dramática em [[Paris]]. Saiu-se tão bem que foi indicada para um conservatório, e foi aprovada para o mesmo, em [[1926]], em primeiro lugar.
 
Atuou por três anos na [[Commédie Française]] e em uma de suas excursões, conheceu na [[Bélgica]] seu futuro marido, [[George Morineau]]. O marido foi aconselhado pelos médicos a se mudar para um país tropical e eles resolveram se mudar para o [[Brasil]]. Henriette chegou ao [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]] em [[1931]].
 
Em [[1946]] ela fundou a [[Companhia dos Artistas Unidos]], na qual por 14 anos dirigiu e interpretou peças adultas e infantis. Em pouco tempo virou uma lenda para o teatro e o cinema brasileiros e era chamada de a madame do [[teatro brasileiro]]. Foi condecorada duas vezes pelo governo brasileiro com o Cavaleiro da Ordem do Cruzeiro do Sul e também recebeu as honras de se transformar em Carioca Honorária e em Cidadã Honorária do [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]].
 
Teve uma carreira de 60 anos e um de seus últimos espetáculos de teatro foi como a Maude de "[[Ensina-me a Viver]]", em [[1982]], que inclusive fez com que a estrela caísse no palco e tivesse que ser substituída por [[Maria Clara Machado]].
1 009 169

edições