Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 01h59min de 5 de julho de 2018
m
[[Imagem:São Paulo (Greve de 1917).jpg|thumb|left|250px|Operários e anarquistas marcham portando bandeiras negras pela cidade de São Paulo na greve de 1917.]] Os precedentes indiretos da Insurreição de 1918 remetem primariamente a vinda dos primeiros escritos de [[Bakunin]], [[Kropotkin]] e outros libertários europeus para o [[Brasil]] em fins do [[século XIX]] junto a imigrantes [[italianos]] e [[espanhóis]] que vinham da Europa para servir de mão de obra barata nas fábricas e nas fazendas dos empresários e latifundiários brasileiros.
 
Mais diretamente, a insurreição é consequência do alto grau de organização do operariado brasileiro nas primeiras décadas do [[século XX]] principalmente na Capital Federal que a época era o [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]] e na cidade de [[São Paulo (estado)|São Paulo]]. Em [[1917]] por conta da articulação de diferentes sindicatos e organizações anarquistas as indústrias de São Paulo são paralisadas com a adesão massiva dos operários aquela que ficaria conhecida como a Grande Greve Geral de 1917.
 
Paralelamente a gripe espanhola que se espalhou pelas principais capitais do Brasil fazendo milhares de vítimas. Como conseqüência da [[Primeira Guerra Mundial]] o custo de vida elevado atingiu principalmente as camadas mais pobres da população, levando a fome a milhares de pessoas, e a fome resultando em saques a diversos armazéns.
883 643

edições