Diferenças entre edições de "São Sebastião do Paraíso"

74 bytes adicionados ,  23h32min de 8 de julho de 2018
m
sem resumo de edição
m
<!--Localização-->
|mapa =MinasGerais Municip SaoSebastiaodoParaiso.svg
|latP =S |latG = 20 |latM = 55 |latS=01
|lonP =O |lonG = 46 |lonM = 59 |lonS=27
| latG = 20
| latM = 55
|latS=01
|lonP =O
| lonG = 46
| lonM = 59
|lonS=27
|estado =Minas Gerais
|região_intermediária = Varginha
|região_imediata = São Sebastião do Paraíso
| data_microrregião = [[IBGE]]/[[2008]]<ref name="IBGE_DTB_2008" />
|região_metropolitana =
|vizinhos =[[São Tomás de Aquino (Minas Gerais)|São Tomás de Aquino]], [[Capetinga]], [[Pratápolis]], [[Fortaleza de Minas]], [[Jacuí]], [[Monte Santo de Minas]], [[Itamogi]], [[Santo Antônio da Alegria]] ([[São Paulo (estado)|SP]]), [[Altinópolis]] ([[São Paulo (estado)|SP]]) e [[Patrocínio Paulista]] ([[São Paulo (estado)|SP]])
|dist_capital =400
|data_pib_per_capita = [[IBGE]]/[[2015]]<ref name="IBGE_PIB"/>
}}
'''São Sebastião do Paraíso''' é um [[município]] [[brasil]]eiro do [[estados do Brasil|estado]] de [[Minas Gerais]], situado na divisa com o [[EstadoSão Paulo (estado)|estado de São Paulo]], na microrregião de mesmo nome. A população estimada em 2017 era de 70.533<ref name="IBGE_Pop_2017"/> habitantes. A área é de 814,925&nbsp;km².
 
O município tem como principal atividade a produção de [[café]].
 
== Geografia ==
O município de São Sebastião do Paraíso está distante {{fmtn|400|km}} de [[Belo Horizonte]], capital estadual, e {{fmtn|755|km}} de [[Brasília]], capital federal. Ocupa uma área de {{fmtn|814,925|km²}},<ref name="IBGEárea">{{citar web|URL=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/sao-sebastiao-do-paraiso/panorama|título=IBGE - São Sebastião do Paraíso - Panorama - Território e Ambiente|acessodata=13 de março de 2018}}</ref> e se limita com os municípios de [[São Tomás de Aquino (Minas Gerais)|São Tomás de Aquino]] e [[Patrocínio Paulista]] a noroeste, [[Pratápolis]] a nordeste, [[Capetinga]] a norte, [[Itamogi]] e [[Monte Santo de Minas]] a sul, [[Jacuí]] a sudeste, [[Santo Antônio da Alegria]] a sudoeste, [[Altinópolis]] a oeste.<ref name="SaoSebastiaodoParaisomapa">{{citar web|url=https://www.google.com.br/maps/place/S%C3%A3o+Sebasti%C3%A3o+do+Para%C3%ADso+-+MG,+37950-000/@-20.9030254,-47.2994478,10z/data=!3m1!4b1!4m5!3m4!1s0x94b71634cade5b53:0x4e5539c90d0b2785!8m2!3d-20.917221!4d-46.984069|título=São Sebastião do Paraíso - Território|publicado=GoogleMaps|acessodata=13 de março de 2018}}</ref> De acordo com a divisão do [[Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística]] vigente desde 2017,<ref>{{citar web|URL=https://www.ibge.gov.br/geociencias-novoportal/cartas-e-mapas/redes-geograficas/2231-np-divisoes-regionais-do-brasil/15778-divisoes-regionais-do-brasil.html |título=Divisão Regional do Brasil |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2017 |acessodata=11 de fevereiro de 2018 |wayb=20180211121200}}</ref> o município pertence às Regiões Geográficas [[Região geográfica intermediária|Intermediária]] de Varginha e [[Região geográfica imediata|Imediata]] de São Sebastião do Paraíso. Até então, com a vigência das divisões em [[Microrregiões do Brasil|microrregiões]] e [[Mesorregiões do Brasil|mesorregiões]], o município fazia parte da [[microrregião de São Sebastião do Paraíso]], que por sua vez estava incluída na [[Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas]].<ref>{{Citar periódico |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |ano=1990 |título=Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas |jornal=Biblioteca IBGE |página=61–62 |volume=1 |url=http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv2269_1.pdf |acessadoem=11 de fevereiro de 2018 |wayb=20180211121250}}</ref>
 
De acordo com a divisão do [[Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística]] vigente desde 2017,<ref>{{citar web|URL=https://www.ibge.gov.br/geociencias-novoportal/cartas-e-mapas/redes-geograficas/2231-np-divisoes-regionais-do-brasil/15778-divisoes-regionais-do-brasil.html |título=Divisão Regional do Brasil |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |data=2017 |acessodata=11 de fevereiro de 2018 |wayb=20180211121200}}</ref> o município pertence às Regiões Geográficas [[Região geográfica intermediária|Intermediária]] de Varginha e [[Região geográfica imediata|Imediata]] de São Sebastião do Paraíso. Até então, com a vigência das divisões em [[Microrregiões do Brasil|microrregiões]] e [[Mesorregiões do Brasil|mesorregiões]], o município fazia parte da [[microrregião de São Sebastião do Paraíso]], que por sua vez estava incluída na [[Mesorregião do Sul e Sudoeste de Minas]].<ref>{{Citar periódico |autor=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) |ano=1990 |título=Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas |jornal=Biblioteca IBGE |página=61–62 |volume=1 |url=http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv2269_1.pdf |acessadoem=11 de fevereiro de 2018 |wayb=20180211121250}}</ref>
 
=== Clima ===
{{VT|Recordes climáticos de São Sebastião do Paraíso}}
O [[clima]] paraisense é caracterizado, segundo a classificação climática de [[Classificação climática de Köppen-Geiger|Köppen]], como [[Clima tropical de altitude|tropical de altitude]] (ou ''Cwb'') com invernos secos, verões chuvosos e temperaturas moderadas durante todo o ano. Com temperatura média compensada anual de {{fmtn|21.0|°C}} e pluviosidade média de aproximadamente {{fmtn|1744,51750|mm/ano}}, concentrados entre os meses de outubro e abril, sendo janeiro o mês de maior precipitação (335,5 mm). O mês mais quente, fevereiro, tem temperatura média de {{fmtn|23.0|°C}}, sendo a média máxima de {{fmtn|29.2|°C}} e a mínima de {{fmtn|18.1|°C}}. E o mês mais frio, junho, de {{fmtn|17.3|°C}}, sendo {{fmtn|25.4|°C}} e {{fmtn|11.0|°C}} as médias máxima e mínima, respectivamente. [[Outono]] e [[primavera]] são estações de transição.
 
Desde 1961, a menor temperatura registrada em São Sebastião do Paraíso foi de {{fmtn|-4.8|ºC}} em 8 de junho de 1985,<ref>Anuário Estatístico de Minas Gerais (1994), p. 51</ref> e a maior atingiu {{fmtn|37.4|ºC}} em 15 de outubro de 2015. O maior acumulado de chuva em 24 horas foi de {{fmtn|179.8|mm}} milímetros (mm) em 9 de março de 1982. Outros grandes acumulados foram {{fmtn|135.8|mm}} em 3 de janeiro de 2000, {{fmtn|125|mm}} em 13 de fevereiro de 2009, {{fmtn|114.8|mm}} em 10 de novembro de 1981, {{fmtn|109.9|mm}} mm em 24 de fevereiro de 2002, {{fmtn|107.5|mm}} em 14 de janeiro de 2000 e {{fmtn|106.5|mm}} em 15 de dezembro de 1988.<ref>{{citar web|url=http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/gera_serie_txt.php?&mRelEstacao=83631&btnProcesso=serie&mRelDtInicio=01/01/1961&mRelDtFim=01/01/2016&mAtributos=,,,,,,,,,,1,,,,,,|título=BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - São Sebastião do Paraíso|publicado=Instituto Nacional de Meteorologia|acessodata=16 de junho de 2016}}</ref> Em janeiro de 2003 foi observado o maior volume total de chuva em um mês, de {{fmtn|647.2|mm}}.<ref>{{citar web|url=http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/gera_serie_txt_mensal.php?&mRelEstacao=83631&btnProcesso=serie&mRelDtInicio=01/01/1961&mRelDtFim=01/01/2016&mAtributos=,,,,,,,,,1,,,,,,,|título=BDMEP - Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - São Sebastião do Paraíso|publicado=Instituto Nacional de Meteorologia|acessodata=16 de junho de 2016}}</ref>
 
DesdeSegundo dados do [[Instituto Nacional de Meteorologia]] (INMET), referentes aos período de 1961 a 1966, 1980 a 1984, 1986, 1988 e 1991 a 2012, a menor temperatura registrada em São Sebastião do Paraíso (estação convencional) foi de {{fmtn|-42.8|º°C}} em 810 de junhojulho de 19851994,<ref>Anuário Estatísticogroup="nota" de Minas Gerais (1994), p. 51<name="Temp-recorde"/><ref name="Temp-mín-INMET"/> e a maior atingiu {{fmtn|3736.48|º°C}} em 1525 de outubrosetembro de 20152003.<ref name="Temp-máx-INMET"/> O maior acumulado de chuva[[Precipitação (meteorologia)|precipitação]] em 24 horas foi de {{fmtn|179.8|mm}} milímetros (mm) em 9 de março de 1982. Outros grandes acumulados foram {{fmtn|135.8|mm}} em 3 de janeiro de 2000, {{fmtn|125|mm}} em 13 de fevereiro de 2009, {{fmtn|114.8|mm}} em 10 de novembro de 1981, {{fmtn|109.9|mm}} mm em 24 de fevereiro de 2002, {{fmtn|107.5|mm}} em 14 de janeiro de 2000 e {{fmtn|106.5|mm}} em 15 de dezembro de 1988.<ref>{{citar web|url=http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/gera_serie_txt.php?&mRelEstacao=83631&btnProcesso=serie&mRelDtInicio=01/01/1961&mRelDtFim=0125/0109/20162012&mAtributos=,,,,,,,,,,1,,,,,,|título=BDMEP - Sériesérie Históricahistórica - Dadosdados Diáriosdiários - Precipitaçãoprecipitação (mm) - São Sebastião do Paraíso|publicado=Instituto Nacional de Meteorologia|acessodata=16 de junho de /6/2016}}</ref> Em janeiroJaneiro de 2003 foi observado o maior volume total de chuva em um mês, decom {{fmtn|647.2|mm}}, foi o mês de maior precipitação.<ref>{{citar web|url=http://www.inmet.gov.br/projetos/rede/pesquisa/gera_serie_txt_mensal.php?&mRelEstacao=83631&btnProcesso=serie&mRelDtInicio=01/01/1961&mRelDtFim=0130/0109/20162012&mAtributos=,,,,,,,,,1,,,,,,,|título=BDMEP - Sériesérie Históricahistórica - Dadosdados Mensaismensais - Precipitaçãoprecipitação Totaltotal (mm) - São Sebastião do Paraíso|publicado=Instituto Nacional de Meteorologia|acessodata=16 de junho de /6/2016}}</ref>
{{Tabela climática de São Sebastião do Paraíso}}
 
 
===Religião===
Conforme [[Circunscrições eclesiásticas católicas do Brasil|divisão oficial da Igreja Católica]], São Sebastião do Paraíso está inserida na [[Diocese de Guaxupé]]. A Igreja Matriz de São Sebastião do Paraíso, começou a ser construída em 1937 no mesmo local da capela, que foi o ponto inicial da comunidade paraisense e em 1952 a construção da Igreja foi terminadaconcluída. No censo de 2010 o [[Igreja Católica|catolicismo romano]] era a religião da maioria da população, com {{fmtn|46491}} adeptos, ou 71,55% dos habitantes.<ref name="Censo10Religião"/>
 
São Sebastião do Paraíso também possui alguns credos protestantes ou reformados. Em 2010, {{fmtn|11514}} habitantes se declararam [[Protestantismo|evangélicos]] (17,72%), sendo que {{fmtn|6.2966296}} pertenciam às evangélicas de origem pentecostal (9,69%), {{fmtn|1221}} às evangélicas de missão (1,88%) e {{fmtn|3977}} a igrejas evangélicas não determinadas (6,15%). Das igrejas evangélicas pentecostais, {{fmtn|2494}} pertenciam à [[Assembleia de Deus (Brasil)|Assembleia de Deus]] (3,84%), 915 à [[Congregação Cristã do Brasil]] (1,41%), 483 à [[Igreja Universal do Reino de Deus]] (0,74%), 259 à [[Igreja do Evangelho Quadrangular]] (0,40%), 278 à [[Igreja Deus é Amor]] (0,43%). Em relação às evangélicas de missão, eram {{fmtn|682}} [[Igreja Presbiteriana|presbiterianos]] (1,05%), 342 [[Igreja Batista|batistas]] (0,53%), 105 [[Igreja Adventista do Sétimo Dia|adventistas]] (0,16%) e 7 [[Igreja Metodista|metodistas]] (0,01%).<ref name="Censo10Religião"/>
 
Além do catolicismo romano e do protestantismo, também existiam 2492 [[Espiritismo|espíritas]] (3,84%), e 824 [[testemunhas de Jeová]] (1,27%). Outros {{fmtn|2880}} [[Irreligião|não tinham religião]] (4,43%).<ref name="SIDRA_Religião">{{citar web|url=http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp?c=2094&i=P&nome=on&qtu8=137&qtu14=3&notarodape=on&tab=2094&opn8=0&opn14=0&unit=0&pov=3&poc133=2&OpcTipoNivt=1&opn1=0&nivt=0&orc86=3&orp=5&qtu3=27&qtu13=47&opv=1&poc86=1&opc133=2&pop=1&opn2=0&opn15=0&orv=2&orc133=4&qtu2=5&qtu15=3&sev=93&sev=1000093&opc86=1&sec133=0&opp=f1&opn3=0&qtu6=5565&opn13=0&sec86=0&ascendente=on&sep=38559&orn=1&qtu7=36&pon=1&qtu9=558&opn6=3&digt6=Bom+Jesus+da+Lapa&OpcCara=44&proc=1&qtu1=1&opn9=0&cabec=on&opn7=0&decm=99|título=Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião|data=2010|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|acessodata=13 de março de 2018}}</ref>
No recenseamento geral de [[1920]], o município era constituído por 4 distritos eram eles: São Sebastião do Paraíso, [[São Tomás de Aquino]], [[Capetinga|Goianases]] e [[Pratápolis|Espírito Santo do Prata]].<ref name="IBGEhistoria">{{citar web|url=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/sao-sebastiao-do-paraiso/historico|título=São Sebastião do Paraíso - Historia|publicado=IBGE|acessodata=16 de março de 2018}}</ref> Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: São Sebastião do Paraíso, Capetinga, Espírito Santo do Prata, Guardinha e Goianases. O Decreto-lei Estadual em [[1938]], desmembra do município de São Sebastião do Paraíso os distritos de Capetinga e Goianases, para formarem o novo município de [[Capetinga]]. Ainda sob a mesma Lei, o distrito de Espírito Santo da Prata passou a denominar-se [[Pratápolis]]. Em 1943 é desmembrado do município de São Sebastião do Paraíso o distrito de [[Pratápolis]], elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de [[1960]], o município é constituído de 2 distritos: São Sebastião do Paraíso e Guardinha. Assim permanecendo em divisão territorial datada de [[2014]].<ref name="IBGEhistoria"/>
 
Em [[2017]], São Sebastião do Paraíso era formada por quarenta um41 bairros, os quais eram: Centro, Alto Bela Vista, Bela Vista, Brás, Califórnia Garden, Cidade Nova, Conjunto Maria Italiana, Conjunto Monsenhor Mancini, Cristo Rei, Jardim América, Jardim Bernadete, Jardim Coimbra, Jardim das Acácias, Jardim das Paineiras, Jardim Daniela, Jardim Acapulco, Jardim Itamaraty, Jardim Mediterranèe, Jardim Novo Milênio, Jardim Ouro Verde, Jardim São José, Jardim Planalto, Lagoinha, Mocoquinha, Nascentes do Paraíso, Paraíso do Bosque, Parque das Andorinhas, Parque São Francisco, Parque São Judas Tadeu, Portal dos Ipês, Residencial Beldevere, Real Grandeza, Residencial Santa Tereza, Residencial Morumbi, Rosentina Figueiredo, Rubens Rocha Gonçalves, San Genaro, São Sebastião, Veneza, Verona, Vila Alza, Vila Formosa, Vila Helena, Vila Helena, Vila Ipê, Vila João XXIII, Vila Mariana, Vila Operária, Vila Santa Maria e Vila Muschioni.
 
==Economia==
 
Em 2010, considerando-se a população municipal com idade igual ou superior a dezoito anos, 69,1% eram [[População em Idade Ativa|economicamente ativas ocupadas]], 27,0% inativas e 3,9% ativas desocupadas. Ainda no mesmo ano, levando-se em conta a população ativa ocupada na mesma faixa etária, 37,80% trabalhavam no setor de [[Serviço (economia)|serviços]], 17,98% em [[Indústria de transformação|indústrias de transformação]], 15,48% na [[agropecuária]], 14,31% no [[comércio]], 6,40% na [[construção civil]], e 1,11% na [[utilidade pública]].<ref name="AtlasIDH2013"/>Conforme a Estatística do Cadastral de Empresas de 2015, São Sebastião do Paraíso possuía, no ano de 2015, {{fmtn|2206}} unidades locais, {{fmtn|2132}} delas atuantes. [[Salário]]s juntamente com outras remunerações somavam {{fmtn|311556}} mil reais e o salário médio mensal de todo o município era de 1,9 [[Salário mínimo|salários mínimos]].<ref>{{citar web|URL=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/sao-sebastiao-do-paraiso/pesquisa/19/29761|título=São Sebastião do Paraíso - estatísticas do cadastro central de empresas - 2015|data=2015|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|acessodata=16 de março de 2018}}</ref>
 
==Estrutura Urbana==
==Infraestrutura==
===Saúde===
A rede de [[saúde]] de São Sebastião do Paraíso possuía, em 2009, 52 estabelecimentos, sendo que 33 pertenciam ao [[Sistema Único de Saúde]] (SUS), com um total de 302 leitos para internação (302 privados).<ref>{{citar web|URL=https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/sao-sebastiao-do-paraiso/pesquisa/32/28163|título=Serviços de saúde 2009|data=2009|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|acessodata=16 de março de 2018}}</ref> Em abril de 2010, a rede profissional de saúde do município era constituída por 421 [[médico]]s, 79 auxiliares de enfermagem, 82 [[Técnico em enfermagem|técnicos de enfermagem]], 60 [[enfermeiro]]s, 25 [[farmacêutico]]s, 42 [[Cirurgião-dentista|cirurgiões-dentistas]], 23 [[fisioterapeuta]]s, 16 [[assistente social]], 12 [[nutricionista]]s, 22 [[psicólogo]]s e 14 [[fonoaudiólogo]], totalizando 421 profissionais.<ref>{{citar web|url=ftp://ftp.datasus.gov.br/caderno/geral/mg/|título=Cadernos de Informações de Saúde - São Sebastião do Paraíso/MG|publicado=DATASUS|acessodata=16 de março de 2018}}</ref>
 
No mesmo ano, a [[Esperança de vida|expectativa de vida ao nascer]] era de 75,2 anos, a taxa de [[mortalidade infantil]] de 15,1 por mil nascimentos e a [[taxa de fecundidade]] de 1,9 filhos por mulher.<ref name="AtlasIDH2013"/> Segundo dados do [[Ministério da Saúde (Brasil)|Ministério da Saúde]], 231 casos de [[Síndrome da imunodeficiência adquirida|AIDS]] foram registrados em São Sebastião do Paraíso entre 1990 e 2015 e, de 2001 a 2011, foram notificados {{fmtn|173}} casos de [[dengue]], dois casos de [[malária]] e quatro de [[leishmaniose]].<ref>{{citar web|URL=http://www.relatoriosdinamicos.com.br/portalodm/6-combater-a-aids-a-malaria-e-outras-doencas/BRA003031761/sao-sebastiao-do-paraiso---mg|título=6 - combater a AIDS, a malária e outras doenças|publicado=Portal ODM|acessodata=16 de março de 2018}}</ref> Em 2014, 98,9% das crianças menores de um ano de idade estavam com a carteira de vacinação em dia<ref>{{citar web|URL=http://www.relatoriosdinamicos.com.br/portalodm/4-reduzir-a-mortalidade-infantil/BRA003031761/sao-sebastiao-do-paraiso---mg|título=4 - reduzir a mortalidade infantil|publicado=Portal ODM|acessodata=16 de março de 2018}}</ref> e, dentre as crianças menores de dois anos foram pesadas pelo [[Programa Saúde da Família]] (PSF), 0,1% estavam desnutridas.<ref name="ODM-1">{{citar web|URL=http://www.relatoriosdinamicos.com.br/portalodm/1-acabar-com-a-fome-e-a-miseria/BRA003031761/sao-sebastiao-do-paraiso---mg|título=1 - Acabar com a fome a miséria|publicado=Portal ODM|acessodata=16 de março de 2018}}</ref>
 
===Educação===
O fator "educação" do IDH no município atingiu em 2010 a marca de 0,613,<ref name="AtlasIDH2013"/> ao passo que a taxa de [[alfabetização]] da população acima dos dez anos indicada pelo último censo demográfico do mesmo ano foi de 94,1% (94,2% para os homens e 94,0% para as mulheres).<ref>{{citar web|URL=https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/1383#resultado|título=Tabela 1383 - Taxa de alfabetização das pessoas de 10 anos ou mais de idade por sexo|data=2010|publicado=Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística|acessodata=16 de março de 2018}}</ref> As taxas de conclusão dos ensinos fundamental (15 a 17 anos) e médio (18 a 24 anos) era de 55,2% e 45,0%, respectivamente, e o percentual de alfabetização da população entre 15 e 24 anos de 99,0%.<ref name="ODM-2">{{citar web|URL=http://www.relatoriosdinamicos.com.br/portalodm/2-educacao-basica-de-qualidade-para-todos/BRA003031761/sao-sebastiao-do-paraiso---mg|título=OFERECER EDUCAÇÃO BÁSICA DE QUALIDADE PARA TODOS|publicado=Portal ODM|data=2010|acessodata=16 de março de 2018}}</ref>
 
===Segurança, violência e criminalidade===
Segundo o Mapa da Violência de 2016, com dados relativos entre os anos de 2012 e 2014, divulgados pelo Instituto Sangari, dos municípios com mais de dez mil habitantes, a taxa de [[homicídio]]s por arma de fogo no município foi de 3,4 para cada 100 mil habitantes, ficando na 221ª posição a nível estadual.<ref>{{citar web|url=https://www.mapadaviolencia.org.br/mapa2016_armas.php |título=2016 - Homicídio por armas de fogo no Brasil em municípios com mais de 10.000 mil habitantes. População Total. Brasil. 2012/2014. |publicado=Instituto Sangari |data=2016 |acessodata=13 de março de 2018 }}</ref> O índice de [[suicídio]]s entre os anos de 2008 a 2012 para cada 100 mil habitantes era de 7,6<ref>{{citar web|url=http://www.mapadaviolencia.org.br/tabelas2014/2014_Suicidio_total.xlsx |título=Tabela ST. Número e taxas (por 100 mil) de suicídio em municípios com mais de 20.000 mil habitantes. População Total. Brasil. 2008/2012. |publicado=Instituto Sangari |data=2015 |acessodata=13 de março de 2018 |formato=xls}}</ref> Já em relação à taxa de óbitos por acidentes de trânsito, o índice foi de 19,7 para cada grupo de 100 mil habitantes, o 923° a nível nacional.<ref>{{citar web|URL=http://www.mapadaviolencia.org.br/tabelas2014/2014_Transp_total.xlsx|título=Tabela TT. Número e taxas (por 100 mil) de óbitos em acidentes de transporte em municípios com mais de 20.000 mil habitantes. População Total. Brasil. 2008/2012. |publicado= Instituto Sangari |data=2015 |acessodata=13 de março de 2018 |formato=xls}}</ref> Paraíso é sede do 43º Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais que é responsável pelas policiaspolícias militares de cidades vizinhas.<ref>{{citar web|URL=http://clicfolha.com.br/imprimir-materia/77679/paraiso-tera-batalhao-da-pm-a-partir-de-2-de-janeiro.|título=Paraíso terá Batalhão da PM a partir de 2 de janeiro.|data=19 de dezembro de 2017|publicado=Clicfolha|acessodata=}}</ref><ref>{{citar web|URL=http://www.paraiso.mg.gov.br/noticias.php?dsid=3190|título=Paraíso terá Batalhão da Polícia Militar|data=2 de janeiro de 2018|publicado=paraiso.mg.gov|acessodata=}}</ref>
 
===Serviços, habitação e comunicação===
Em [[setembro]] de [[2011]], Paraíso realizou o [[Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar]], a maior competição de xadrez escolar do país.<ref>{{Citar web |url=http://www.otempo.com.br/blogs/xadrez-das-gerais-19.167/minas-gerais-realizar%C3%A1-campeonato-brasileiro-de-xadrez-3.267632 |título=Minas Gerais realizará Campeonato Brasileiro de Xadrez |publicado=OTempo |acessadoem=16 de junho de 2016}}</ref>
 
{{Notas}}
{{Referências|col=2}}