Abrir menu principal

Alterações

595 bytes adicionados, 11h57min de 12 de julho de 2018
→‎Solução: Resposta
Alt Jr. [[Usuário(a):ALT JR|ALT JR]] ([[Usuário(a) Discussão:ALT JR|discussão]]) 02h24min de 12 de julho de 2018 (UTC)
:Falamos a mesma língua e as nossas variantes têm menos diferenças do que as variantes do inglês por exemplo. O que a comunidade decidiu e não é contestado é que cada artigo deve usar apenas uma variante linguística, senão aí é que o texto fica uma confusão. --[[Usuário:Stegop|Stegop]] ([[Usuário Discussão:Stegop|discussão]]) 03h43min de 12 de julho de 2018 (UTC)
 
............
 
Compreendo. Mas se deve ser usada apenas uma variante no texto, como escolher qual será usada? É uma imposição? Uma única pessoa determina que todos os leitores da língua portuguesa devem ler a variante europeia?
 
Acredito que um de gerenciamento, uso de parênteses, notas de rodapé, etc., poderiam ao menos equacionar o problema, de modo a respeitar-se as especificidades de cada variante. Note -se que, no caso em apreço, as diferenças não são meramente ortográficas, mas semânticas. As palavras ostentam significados totalmente diferentes
 
Saudações cordiais.
53

edições