Diferenças entre edições de "Fontanário"

25 bytes removidos ,  15h44min de 18 de julho de 2018
m (Spambot)
Etiqueta: Reversão
Nas terras altas da [[Mesopotâmia]], os assírios e os persas projectavam jardins rectangulares rodeados por muros e irrigados por lagos e canais que usufruíam da sombra de vastas extensões de árvores. Estes jardins simbolizavam o paraíso e inspiravam os motivos representados nos tapetes persa, motivos esses que chegaram até aos dias de hoje.
 
As casas romanas, semelhantes às gregas, incluíam um jardim rodeado de colunas, tal como se encontra descrito nas pinturas murais em Pompeia e tal como foram descritos por [[Plineu]]Plínio, noo ElderVelho. Os vastos terrenos da vila do imperados [[Adriano]], perto do [[Tivoli]] (século II a.cC.), revelavam magníficas paisagens, assim como o povo romano usufruía dos jardins que integravam os banhos públicos. Em [[Portugal]] a [[Fonte do Ídolo]] é um santuário da época romana de [[Bracara Augusta]] dedicado à divindade fluvial [[Tongoenabiago]].
 
== Mundo oriental ==
Vivendo num clima habitualmente quente e seco, os muçulmanos foram inspirados pelos [[oásis]] do deserto e pelos jardim do paraíso dos persas, que se centrava na água. Os jardins muçulmanos eram habitualmente um ou mais campos fechados rodeados por frias arcadas e plantados com árvores ou arbustos. Eram alegrados por mosaicos coloridos, fontes e lagos com um alternar de luz e sombra.
 
Após o [[século XV]], os mouros em [[Espanha]] construíram jardins semelhantes em [[Córdova (Espanha)|Córdova]], [[Toledo]] e, especialmente, em [[Alhambra]] e [[Granada (Espanha)|Granada]].
 
Jardins semelhantes nos quais flores, árvores de fruto, água e sombra, constituíam uma composição equilibrada e foram igualmente construídos pelos [[Mughal]]sMogóis, na [[Índia]], durante os [[séc. XVII|sécs. XVII]] e [[Século XVIII|XVIII]]. Os exemplos mais flagrantes são os jardins do [[Taj Mahal]], em [[Agra]], e os jardins de [[Shalimar]], em [[Lahore]].
 
Na [[China]], palácios, templos e casas possuíam pátios internos os quais podiam incluir árvores e plantas (frequentemente em vasos que podiam mudar com as estações do ano) e agradáveis lagos. A cidade imperial de Beijing possuía elaborados e agradáveis jardins com árvores, lagos artificiais com montes, pontes e pavilhões cobertos.
 
Também no [[Japão]] existe uma longa tradição inspirada nos jardins da China e [[Coreia]]. [[Kioto]]Quioto é especialmente famosa pelos seus jardins que possuem lagos e quedas de água;, rochas , pedras e areia e árvores de folhagem permanente. Cada elemento do jardim foi cuidadosamente planeado, frequentemente por monges [[Zen]] e pintores, por forma a criar um ambiente de calma, paz e harmonia.
 
== Período romântico ==
Utilizador anónimo