Diferenças entre edições de "Madalena de Brandemburgo (1412–1454)"

18 bytes adicionados ,  05h50min de 21 de julho de 2018
(adição de Info/Nobre)
 
Madalena era filha do Eleitor [[Frederico I de Brandemburgo]] (1371-1440) e [[Isabel da Baviera, Eleitora de Brandemburgo|Isabel da Baviera]] (1383-1442 ), filha do Duque [[Frederico da Baviera|Frederico da Baviera-Landshut]]. Os irmãos de Madalena foram Eleitores de Brandemburgo, um após o outro, primeiro [[Frederico II de Brandemburgo|Frederico II]], e depois, [[Alberto III Aquiles]].
 
Ela se casou em 3 de julho de 1429, em Tangermünde, com o [[Frederico II, Duque de Brunsvique-Luneburgo|Duque Frederico II de Brunsvique-Luneburgo]] (1418-1478). O casamento tinha sido arranjado pelo Imperador [[Sigismundo do Sacro Império Romano-Germânico|Sigismundo]], como o casamento de sua irmã, Cecília, com o Duque Guilherme III de Brunsvique-Luneburgo.<ref>Ernst Daniel Martin Kirchner: ''Morrer Churfürstinnen und Königinnen auf dem Trono der Hohenzollern'', vol. 1, Wiegandt & Grieben, 1866, p. 27</ref> Os dois casais noivaram em 3 de março de 1420. Madalena trouxe um [[dote]] de 10.000 ''[[Florim Renano|florins renanos]]'' para o casamento, pelo que Wichard von Rochow tinha levantado, e foi prometido o Castelo de [[Bad Bodenteich|Bodenteich]] herança à eventual viuvez de Madalena, porém, depois, ao invés disso, recebeu a cidade e o castelo de [[Lüchow (Wendland)|Lüchow]]<ref>Wilhelm Havemann: ''Geschichte der Lande Braunschweig und Lüneburg'', vol. 1, Dieterichsche Buchhandlung, 1853, p. 695</ref>.
 
== Descendência ==
1 492

edições