Diferenças entre edições de "Arte"

Sem alteração do tamanho ,  14h03min de 22 de julho de 2018
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
 
== Crítica de arte ==
[[Imagem:Louis-Michel van Loo 001.jpg|thumb|180px|O [[Filosofia|Filósofofilósofo]] e Escritorescritor francês [[Denis Diderot]], considerado o Pai da [[crítica de arte]] moderna.]]
A [[crítica de arte]] é um gênero, entre [[literatura|literário]] e [[academia|acadêmico]], que faz uma avaliação sobre as obras de arte, artistas ou expositores, em princípio de forma pessoal e subjetiva, mas baseando-se na [[história da arte]] e suas múltiplas disciplinas, avaliando-se a arte segundo seu contexto ou evolução. É avaliativa, informativa e comparativa, apontando dados empíricos e testáveis. [[Denis Diderot]] é considerado o primeiro crítico de arte moderno, por seus comentários sobre as obras de arte expostas nos salões de [[Paris]], realizados no [[Museu do Louvre]] desde 1725. Esses salões, abertos ao público, atuaram como centro difusor de tendências artísticas, propiciando [[moda]]s e gostos em relação à arte, sendo, assim, objeto de [[debate]] e crítica. Diderot escreveu suas impressões sobre esses salões primeiro em uma [[carta]] escrita em 1759, que foi publicada na correspondência literária de [[Frédéric-Melchior Grimm]], e desde então até 1781, sendo o ponto de partida desse gênero.<ref>Bozal, vol. I, p. 22-23.</ref>
 
4 359

edições