Diferenças entre edições de "Taxa de licença de televisão"

13 bytes removidos ,  21h31min de 22 de julho de 2018
A taxa de licença é usada quase inteiramente para financiar serviços domésticos de rádio, televisão e internet da [[BBC]]. O dinheiro recebido da taxa representa aproximadamente 75% do custo desses serviços, com a maior parte do restante proveniente dos lucros da BBC Studios, um braço comercial da corporação que comercializa e distribui seu conteúdo fora do Reino Unido, e opera ou licencia serviços e marcas de televisão da marca BBC. A BBC também recebe algum financiamento do governo escocês para financiar o serviço de televisão em língua gaélica da BBC Alba na [[Escócia]]. A BBC recebia uma subvenção governamental direta do Foreign and Commonwealth Office para financiar serviços de rádio e televisão transmitidos para outros países, como a [[BBC World News]], a rádio BBC World Service e a BBC Arabic Television. Esses serviços são executados sem fins lucrativos e não comerciais. A subvenção foi abolida em 1 de abril de 2014, deixando estes serviços a serem financiados pela taxa de licença do Reino Unido, um movimento que causou alguma controvérsia.<ref>http://downloads.bbc.co.uk/bbctrust/assets/files/pdf/consult/wsol/wsol_positioning.pdf</ref><ref>https://publications.parliament.uk/pa/cm201314/cmselect/cmfaff/1045/104504.htm</ref>
 
A BBC não é a única emissora de serviço público. O [[Channel Four]] também é um serviço público de televisão, mas é financiado por meio de publicidade e subsídios do governo. A emissora de língua galesa S4C no País de Gales é financiada através de uma combinação de subvenção direta do Departamento de Cultura, Mídia e Esporte, publicidade e recebe parte de sua programação gratuita pela BBC (veja acima). Esses outros radiodifusores são todos muito menores que a BBC. Além das emissoras públicas, o Reino Unido tem uma ampla gama de televisão comercial financiada por uma mistura de publicidade e assinatura. Uma licença de televisão ainda é exigida dos telespectadores que apenas assistem a esses canais comerciais, embora 74,9% da população assistam à BBC One em qualquer semana, tornando-a o canal mais popular do país. Uma licença similar, mandada pelo Wireless Telegraphy Act de 1904, existia para rádio, mas foi abolida em 1971.<ref>http://www.barb.co.uk/whats-new/weekly-viewing-summary?_s=4</ref>
 
===Suécia===