Diferenças entre edições de "Jogos Paralímpicos de Inverno"

5 553 bytes removidos ,  21h16min de 24 de julho de 2018
Pequenos ajustes. / Adequação. / Correção de vários erros gramaticais. / Remoção de frases com cunho interpretativo pessoal, além de conteúdo que seria melhor representativo e ajustado no próprio artigo referente à Pyeong Chang 2018. / Remoção de referências inexistentes.
(Pequenos ajustes. / Adequação. / Correção de vários erros gramaticais. / Remoção de frases com cunho interpretativo pessoal, além de conteúdo que seria melhor representativo e ajustado no próprio artigo referente à Pyeong Chang 2018. / Remoção de referências inexistentes.)
Pela primeira vez, os Jogos de Inverno foram descentralizados. Os desportos de gelo (hóquei sobre trenó e curling em cadeira de rodas) foram realizados em [[Turim]], enquanto que os eventos de neve foram realizados nas montanhas dos alpes, forçando a operação de duas vilas paralímpicas (nas cidades de [[Turim]] e [[Sestriere]]). As delegações de [[México]] e [[Mongólia]] participaram pela primeira vez na história dos Jogos Paralímpicos de Inverno. Esta edição apresentou a primeira participação da [[Itália]] nos eventos coletivos.<ref>{{citar web|url=https://www.olympic.org/news/firsts-at-the-torino-2006-paralympic-winter-games|título=Firsts at the Torino 2006 Paralympic Winter Games|data=2006-03-20|acessodata=2018-01-01}}</ref>
 
Motivado pelo sucesso inesperado dos Jogos Olímpicos e também pelo resultado da Itália nos mesmos, o interesse do público cresceu. No total, 169.974 ingressos foram vendidos para os eventos destes Jogos. Os ingressos disponíveisbilhetes para a Cerimônia de Abertura, juntamente com as disputas de hóquei sobre trenó e do estreante curling sobre cadeiracadeiras de rodas, se esgotaram pouco tempo após a abertura das bilheterias. O número recorde de 1.037 representantes da mídia chegouchegaram a Turim para cobrir os Jogos. A "host broadcaster" e a International Sports Broadcasting (ISB) forneceram mais de 130 horas de cobertura ao vivo. Faltando pouco tempo para a abertura, o IPC lançou o seu canal de televisão online nos Jogos (o ''Paralympic Sport.TV''), com quase 40 mil pessoas de 105 países assistindo as transmissões pelo mesmo. A maioria dos seus telespectadores eram dos Estados Unidos, Itália, Canadá, Alemanha e Japão. Este canal atraiu um aumento de cinco por cento em novos espectadores todos os dias dos Jogos.<ref>{{citar web|título= Torino 2006 Paralympic Winter Games |publicado= International Paralympic Committee | url = https://www.paralympic.org/torino-2006 |acessodata=2018-01-01}}</ref>
 
O quadro final de medalhas apresentou uma grande mudança. A [[Rússia]] terminou em primeiro lugar com 13 ouros (com 33 medalhas no total). Na segunda colocação apareceu a Alemanha com 8 ouros. A grande novidade foi a aparição da [[Ucrânia]], que ficou em terceiro com 7 ouros (e segundo no quadro total, com 25 medalhas). Os [[Estados Unidos]] terminaram na quarta colocação e a [[França]] em quinto. Também mereceram destaque as participações do [[Canadá]] (que ganhou as medalhas de ouro nos dois esportes coletivos, terminando os Jogos em sexto lugar com 5 ouros) e a Itália (que foi a nona colocada com dois ouros).<ref>{{citar web|título= Medal Standings - Torino 2006 Paralympic Winter Games |publicado= International Paralympic Committee | url = http://www.paralympic.org/Sport/Results/reports.html?type=medalstandings&games=2006PWG&sport=all |acessodata=2018-01-01}}</ref>
 
=== Sóchi 2014 ===
O balneário russo de [[Sóchi]] usou a maioria dos locais de competição recém-construídos no [[Parque Olímpico de Sóchi]] e na [[Clareira Vermelha]].<ref name="autogenerated1"/> Durante o período prévio aos Jogos, o IPC demonstrou preocupação em relação a sua realização, declarando publicamente que "não existia condições de acessibilidade na Rússia" (esta frase foi derivada da infame declaração dada por oficiais soviéticos ao abrir mão de sediar os [[Jogos Paralímpicos de Verão de 1980]], quando na época alegaram "que não existiam atletas com deficiência no país"). Motivados por esta situação ocorrida 34 anos antes, os organizadores construíram a infraestrutura seguindo fielmente as normas e especificações pedidas pelo IPC. Dois meses antes dos Jogos, uma inspeção geral foi realizada e alguns erros de acessibilidade foram corrigidos. Os organizadores, juntamente com a cúpula do IPC, esperavam que a realização deste evento no país fosse mudar ideia das autoridades russas em questão a acessibilidade, juntamente com a expectativa de que outras cidades russas seguissem este modelo. O então presidente do IPC [[Philip Craven]] declarou, em entrevista, que Sóchi era a primeira cidade completamente acessível da Rússia, comemorando o fato de que o país havia avançado com relação a 1980.<ref name="bbc-venues">{{citar web|título=Sochi 2014 Paralympics: IPC confident on venue accessibility|url=http://www.bbc.com/sport/0/disability-sport/26317884|obra=BBC Sport|acessodata=3 de março de 2014}}</ref><ref name="guardian-ukraineoc"/>
 
Mesmo com estes avanços e a nova percepção do para-desporto no país (além das relações quanto a acessibilidade),o período prévio aos Jogos de 2014 foi extremamente tenso, uma vez que dia seguinte ao encerramento dos [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2014|Jogos Olímpicos de Inverno]] aconteceu a [[Intervenção militar da Rússia na Ucrânia (2014–presente)|Intervenção militar da Rússia na Ucrânia]], forçando o boicote de autoridades dos [[Estados Unidos]] e da [[Grã-Bretanha]], chegando ao ponto da opinião pública britânica fosse favorável ao boicote do evento. Ao mesmo tempo, o IPC estava monitorando a situação, chegando a anunciar que esta ocorrência não iria afetar a participação dos para-atletas ucranianos que já haviam começado a chegar a Sóchi, muito embora o chefe de delegação ucraniana tenha ameaçado desistir dos Jogos (se a tensão aumentasse entre os dois lados). Ainda assim, os atletas ucranianos realizaram diversos protestos indiretos em suas provas, durante esta edição dos Jogos.
 
A Rússia terminou estes Jogos em primeiro lugar no quadro de medalhas, tanto nos ouros obtidos (que somaram 30) quanto no total de pódios conquistados (80), configurando o recorde no total de medalhas conquistadas na história deste evento. O esquiador russo [[Roman Petushkov]] ganhou todos os eventos de sua categoria no esqui cross-country e no biatlo, totalizando 6 medalhas de ouro e se tornando o maior medalhista individual em uma edição na história destes Jogos.<ref name="bbc-romanrecord">{{citar web|título=Sochi Paralympics: Roman Petushkov sets golds record|url=http://www.bbc.com/sport/0/disability-sport/26591726|obra=BBC Sport|acessodata=17 de março de 2014}}</ref><ref name="rt-finalresults">{{citar web|título=Sochi Paralympics Final Day: Russia tops table with record 80 medals, 30 gold|url=http://rt.com/news/paralympics-sochi-medals-record-182/|obra=Russia Today|acessodata=17 de março de 2014}}</ref> Entretanto, foi evidenciado o [[método do desaparecimento positivo|escândalo de doping institucional do governo do país]], que levou a posterior suspensão do Comitê Paralímpico Russo (CPR) e a expulsão da Rússia dos [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2016]].<ref>{{citar web|título=Rio Paralympics 2016: Russian athletes banned after doping scandal|url=http://www.bbc.co.uk/sport/disability-sport/37002582|website=BBC Sport|acessodata=7 de agosto de 2016|data=7 de agosto de 2016}}</ref><ref>{{citar web|autor1 =IPC Media Centre|título=The IPC suspends the Russian Paralympic Committee with immediate effect|url=https://www.paralympic.org/news/ipc-suspends-russian-paralympic-committee-immediate-effect|website=paralympic.org|publicado=International Paralympic Committee|acessodata=7 de agosto de 2016|data=7 de agosto de 2016}}</ref><ref>[http://globoesporte.globo.com/paralimpiadas/noticia/2016/08/apos-punicao-no-rio-russia-e-banida-da-paralimpiada-de-inverno-em-2018.html] Após punição no Rio, Rússia é banida da Paralimpíada de Inverno, em 2018</ref>
 
=== PyeongChang 2018 ===
O pequeno condado sul-coreano de [[PyeongChang]] usou a maioria da infraestrutura existente no [[Resort de Alpensia]], juntamente com os ginásios recém-construídos na cidade costeira de [[Gangnung]], para realizar estes Jogos. TalMesmo comocom osum [[Jogoslegado Paralímpicosafetivo dee Verãoesportivo demuito 2016|Jogos de Verão de 2 anos antes]]grande,o período prévio aos Jogos foi extremamente preocupante não somente em questões organizacionais e também em questões financeiras.Apesar deAo existircontrário umdas grandesedes legadoanteriores, esportivo e emotivo em relação aos esportes paralímpicos de verão (a capitalorganização [[Seul]],sedioudo osevento para [[Jogos2018 Paralímpicosiniciou desua Verãopreparação defaltando 1988|Jogos de Verão 30três anos antes]]) ,a população sul coreana demonstrava desinteresse em relação aos jogos,chegando ao ponto de contagiarpara o Comitêmesmo Organizador,que começou as preparações para ao evento,em março de 2015,faltando apenas 3 anosiniciar.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=PyeongChang 2018 foi instigada a acelerar a preparação para os Jogos Paralímpicos nos próximos 12 meses|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1025378/pyeongchang-2018-urged-to-step-up-paralympic-preparations-in-critical-12-months|website=Inside the Games|publicado=Inside the Games|acessodata=25 de março de 2018|data=5 de fevereiro de 2015}}</ref>.O atrasoA do íniciopreparação da organizaçãocidade doacabou eventosendo foiacelerada tão notório,que o Comitê Paralímpico Internacional,foi forçadocom a advertirdivulgação publicamentedo os organizadores.Com isso,um mês mais tarde foi divulgado o Manualmanual de Acessibilidadeacessibilidade dos Jogos,dando o início oficial da preparação do eventoParalímpicos.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Pyeongchang 2018 completes Accessibility Manual to "accelerate" Winter Games preparations|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1025928/pyeongchang-2018-completes-accessibility-manual-to-accelerate-winter-games-preparations|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|acessodata=25 de março de 2018|data=3 de março de 2015}}</ref>. O mesmo manual recebeu diversas críticas quando foi entregue aos voluntários durante o processo de treinamento por ter palavras pejorativas relacionadas aos portadores de deficiência. <ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Kim Yuna among stars to help promote Pyeongchang 2018 "Paralympic Day"|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1062804/pyeongchang-2018-president-says-winter-paralympics-will-make-south-korea-a-more-open-society|website=Inside The Games|publicado=Giles,Thomas| acessodata=17 de julho de 2018|data=19 de março de 2018}}</ref>.
 
Durante algum tempo, tanto o Comitê Paralímpico Internacional quanto os organizadores destes Jogos tiveram certo alívio. Como efeito paralelo, uma tímida promoção do evento começou pelos próximos dois anos e meio.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Kim Yuna among stars to help promote Pyeongchang 2018 "Paralympic Day"|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1026136/kim-yuna-among-stars-to-help-promote-pyeongchang-2018-paralympic-day|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|acessodata=25 de março de 2018|data=14 de março de 2015}}</ref> Durante uma reunião do Comitê Paralímpico Internacional, realizada em janeiro de 2016, acabou sendo deflagrada uma nova advertência aos sul-coreanos, graças a prioridade que os mesmos estavam dando apenas à promoção do evento.
Mesmo assim,estas medidas foram consideradas insuficientes pelo Comitê Paralímpico Internacional,chegando ao ponto da divulgação,em janeiro de 2016, da segunda advertência pública ao Comitê Organizador.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Kim Yuna among stars to help promote Pyeongchang 2018 "Paralympic Day"|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1026136/kim-yuna-among-stars-to-help-promote-pyeongchang-2018-paralympic-day|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|acessodata=25 de março de 2018|data=14 de março de 2015}}</ref>.Na ocasião,o Chefe da comissão de inspeção do IPC, o espanhol Xavier Gonzalez ressaltou a necessidade de se fazer mais para aumentar a conscientização sobre a Paralímpiada, depois que algumas pesquisas realizadas no país evidenciaram o baixo interesse local quanto ao reconhecimento e investimento nos paratletas.<ref>{{citar web|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1033504/ipc-urge-pyeongchang-2018-to-raise-greater-awareness-of-winter-paralympic-sport|título=IPC urge Pyeongchang 2018 to raise greater awareness of winter Paralympic sport|data=21 de janeiro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|autor1=Inside the Games}}</ref> Em fevereiro de 2016,um centro de treinamento paralímpico foi inaugurado dentro do [[Resort de Alpensia]].<ref>{{citar web|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1034443/fitness-centre-opened-ahead-of-pyeongchang-2018-paralympics|título=Fitness centre opened ahead of Pyeongchang 2018 Paralympics|data=16 de fevereiro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|website=Inside The Games|publicado=Palmer,Dan|autor1=Inside the Games}}</ref> Contudo, uma terceira advertência pública veio à público em dezembro de 2016, uma vez que o trabalho realizado desde a orientação anterior pouco refletiu na percepção da população local sobre o movimento paralímpico. Novamente, Gonzalez alertou sobre a situação quanto ao evento na Coreia do Sul, uma vez que o interesse local era muito baixo e existia o risco de que ele permanecesse baixo pelos próximos 15 meses.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Pyeongchang 2018 must "hit the accelerator" on engagement and promotion of Winter Paralympics, IPC warn|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1044527/pyeongchang-2018-must-hit-the-accelerator-on-engagement-and-promotion-of-winter-paralympics-ipc-warn|website=Inside The Games|publicado=7 de dezembro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|data=16 de fevereiro de 2016}}</ref>
 
Mesmo assim,estas medidas foram consideradas insuficientes pelo Comitê Paralímpico Internacional,chegando ao ponto da divulgação,em janeiro de 2016, da segunda advertência pública ao Comitê Organizador.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Kim Yuna among stars to help promote Pyeongchang 2018 "Paralympic Day"|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1026136/kim-yuna-among-stars-to-help-promote-pyeongchang-2018-paralympic-day|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|acessodata=25 de março de 2018|data=14 de março de 2015}}</ref>.Na ocasião,o Chefe da comissão de inspeção do IPC na ocasião, o espanhol Xavier Gonzalez ressaltou a necessidade de se fazer mais para aumentar a conscientização sobre a Paralímpiada, depois que algumas pesquisas realizadas no país evidenciaram o baixo interesse local quanto ao reconhecimento e investimento nos paratletaspara-atletas.<ref>{{citar web|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1033504/ipc-urge-pyeongchang-2018-to-raise-greater-awareness-of-winter-paralympic-sport|título=IPC urge Pyeongchang 2018 to raise greater awareness of winter Paralympic sport|data=21 de janeiro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|website=Inside The Games|publicado=Etchells,Daniel|autor1=Inside the Games}}</ref> Em fevereiro de 2016,um centro de treinamento paralímpico foi inaugurado dentro do o [[Resort de Alpensia]], sendo ele um centro de treinamento paralímpico.<ref>{{citar web|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1034443/fitness-centre-opened-ahead-of-pyeongchang-2018-paralympics|título=Fitness centre opened ahead of Pyeongchang 2018 Paralympics|data=16 de fevereiro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|website=Inside The Games|publicado=Palmer,Dan|autor1=Inside the Games}}</ref> Contudo, uma terceira advertência pública veio à público em dezembro de 2016, uma vez que o trabalho realizado desde a orientação anterior pouco refletiu na percepção da população local sobre o movimento paralímpico. Novamente, Xavier Gonzalez alertou sobre a situação quanto ao evento na Coreia do Sul, uma vez que o interessereconhecimento local eraainda muitoera baixo e existialançavam-se odúvidas riscoquanto deao que eleocorreria permanecessesobre baixoisto pelosnos próximos 15quinze meses seguintes.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Pyeongchang 2018 must "hit the accelerator" on engagement and promotion of Winter Paralympics, IPC warn|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1044527/pyeongchang-2018-must-hit-the-accelerator-on-engagement-and-promotion-of-winter-paralympics-ipc-warn|website=Inside The Games|publicado=7 de dezembro de 2016|acessodata=25 de março de 2018|data=16 de fevereiro de 2016}}</ref>
Acompanhando o baixo interesse local pelos [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2018|Jogos Olímpicos]],o interesse pelos ingressos foi extremamente baixo.Em outubro de 2017,faltando aproximadamente 6 meses para os Jogos Paralímpicos,o POGOC(Comitê Organizador Local) divulgou que 4,2% dos ingressos haviam sido vendidos,alguns dias mais tarde,essa porcentagem foi desmentida por fontes locais que divulgaram que apenas 457 dos 223.353 ingressos disponíveis foram vendidos,totalizando apenas 0,2%.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Just 0.2 per cent of tickets sold for Pyeongchang 2018 Winter Paralympics, official claims|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1057154/just-02-per-cent-of-tickets-sold-for-pyeongchang-2018-winter-paralympics-official-claims|website=Inside The Games|publicado=27 de outubro de 2017|acessodata=17 de julho de 2018|data=27 de outubro de 2017}}</ref>.Após a divulgação desse número extremamente baixo,o recém eleito presidente do IPC,o brasileiro [[Andrew Parsons]],reagiu positivamente a situação a comparando com o ocorrido no período prévio aos [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2016]] em que ele era o presidente do [[Comitê Paralímpico Brasileiro]] ,que quando o período dos Jogos foi chegando o interesse local pelos jogos foi progressivamente aumentando com a proximidade do evento e isso inflamou o interesse pelos ingressos.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Exclusive: Pyeongchang 2018 has reacted positively to ticket sales criticism, claims IPC President Parsons|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1057814/exclusive-pyeongchang-2018-has-reacted-positively-to-ticket-sales-criticism-claims-ipc-president-parsons|website=Inside The Games|publicado=12 de novembro de 2017|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>.Após estas reações,novas bilheterias específicas para o evento foram abertas em [[Seul]],em diversas instituições da província de[[Gangwon]] e na prefeitura de [[Gangneung]] ,e também no [[Aeroporto Internacional de Incheon]] e no [[Aeroporto Internacional de Gimpo]],que são as principais portas de entrada da Coreia do Sul.Nos últimos dias de 2017,a agência estatal [[Yonhap]] divulgou que o total de ingressos vendidos chegou a 37%.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=More than half of Pyeongchang 2018 Paralympic tickets sold, IPC reveal|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1059786/more-than-half-of-pyeongchang-2018-paralympic-tickets-sold-ipc-reveal|website=Inside The Games|publicado=5 de janeiro de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=27 de outubro de 2017}}</ref> .O primeiro boletim expedido em 2018,foi de que a venda exata de 50% dos ingressos foi atingida e que o evento de maior interesse era o para snowboarding,com aproximadamente 84% dos ingressos disponíveis para o esporte já vendidos.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=More than half of Pyeongchang 2018 Paralympic tickets sold, IPC reveal|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1059786/more-than-half-of-pyeongchang-2018-paralympic-tickets-sold-ipc-reveal|website=Inside The Games|publicado=5 de janeiro de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=5 de janeiro de 2018}}</ref>.Um novo aumento de vendas de ingressos ocorreu após o início do [[Revezamento da Tocha Olímpica]] em solo coreano,chegando ao dia 21 de janeiro ao total de 70,4%<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=More than half of Pyeongchang 2018 Paralympic tickets sold, IPC reveal|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1060415/pyeongchang-2018-announce-improved-ticket-sales-for-olympics-and-paralympics|website=Inside The Games|publicado=21 de janeiro de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=21 de janeiro de 2018}}</ref>. Uma das ações que também ajudou a aumentar o interesse do público foi a realização de um festival de [[K-pop]],para celebrar o [[Onda Coreana|Hallyu]] ,dentro do Parque Olímpico,este festival foi patrocinado pela Korea Tourism Organization (KTO),com diversos artistas se destacando os grupos [[B1A4]] e [[BTOB]].Ao e também o leilão de dois lotes de ingressos para dois jogos do torneio de hóquei sobre o trenó comprados pelos atores [[Jang Keun-suk]] e [[Lee Dong-wook]],que davam direito a participarem de um meet-and-great com eles e acesso aos camarotes.O dinheiro arrecado durante os leilões foi revertido para a compra de novos ingressos para populações de baixa renda.<ref>{{citar web|autor1 =Inside the Games|título=Festival celebrating Korean culture launched to help promote Winter Paralympic Games|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1062204/festival-celebrating-korean-culture-launched-to-help-promote-winter-paralympic-games|website=Inside The Games|publicado=4 de março de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>.<ref>{{citar web|autor1 =KoreaBoo|título=Festival celebrating Korean culture launched to help promote Winter Paralympic Games|url=https://www.koreaboo.com/news/lee-dong-wook-spends-10000-seats-fans-watch-paralympics/|website=KoreaBoo|publicado=16 de março de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>.<ref>{{citar web|autor1 =Drama Fever|título=Jang Geun Suk watches the Paralympics with 2,018 fans|url=https://www.dramafever.com/pt/news/jang-geun-suk-watches-a-paralympics-game-with-2018-fans/|website=Drama Fever|publicado=13 de março de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>.
 
Após um início de trabalhos com os quais o baixo interesse do público sul-coreano com os Jogos foi sentido,<ref>{{Citar periódico|ultimo=Etchells|primeiro=Daniel|data=27 de outubro de 2017|titulo=Just 0.2 per cent of tickets sold for Pyeongchang 2018 Winter Paralympics, official claims|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1057154/just-02-per-cent-of-tickets-sold-for-pyeongchang-2018-winter-paralympics-official-claims|jornal=Inside the Games|acessodata=17 de julho de 2018}}</ref> uma melhora progressiva acabou ocorrendo. Desde o revezamento da Tocha Olímpica no país,<ref>{{Citar periódico|ultimo=Butler|primeiro=Nick|data=21 de janeiro de 2018|titulo=Pyeongchang 2018 announce improved ticket sales for Olympics and Paralympics|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1060415/pyeongchang-2018-announce-improved-ticket-sales-for-olympics-and-paralympics|jornal=Inside the Games|acessodata=17 de julho de 2018}}</ref> passando por um programa para pessoas de baixa renda conseguirem adquirir ingressos,<ref>{{Citar periódico|ultimo=Mackay|primeiro=Duncan|data=4 de março de 2018|titulo=Festival celebrating Korean culture launched to help promote Winter Paralympic Games|url=https://www.insidethegames.biz/articles/1062204/festival-celebrating-korean-culture-launched-to-help-promote-winter-paralympic-games|jornal=Inside the Games|acessodata=24 de julho de 2018}}</ref><ref>{{Citar periódico|ultimo=|primeiro=|data=16 de março de 2018|titulo=Lee Dong Wook spends $10,000 on seats for fans to watch the Paralympics with him|url=https://www.koreaboo.com/news/lee-dong-wook-spends-10000-seats-fans-watch-paralympics/|jornal=Koreaboo|lingua=en-US|acessodata=17 de julho de 2018}}</ref><ref>{{Citar periódico|ultimo=|primeiro=|data=13 de março de 2018|titulo=Jang Geun Suk watches the Paralympics with 2,018 fans|url=https://www.dramafever.com/pt/news/jang-geun-suk-watches-a-paralympics-game-with-2018-fans/|jornal=DramaFever News|lingua=en-US|acessodata=17 de julho de 2018}}</ref> até faltarem cinco dias para a Cerimônia de Abertura ser realizada (ultrapassando a venda total de ingressos registradas em [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2006|Turim-2006]] e [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2010|Vancouver-2010]]),<ref>{{Citar web|url=http://www.theguardian.com/sport/2018/mar/13/pyeongchang-sets-new-record-for-winter-paralympics-ticket-sales|titulo=Pyeongchang sets new record for Winter Paralympics ticket sales|data=13 de março de 2018|acessodata=24 de julho de 2018|obra=the Guardian|publicado=|ultimo=Belam|primeiro=Martin|lingua=en}}</ref> o que ao final registrou um novo marco na história dos Jogos Paralímpicos de Inverno.<ref name=":0">{{citar web|url=https://www.paralympic.org/news/record-international-audiences-pyeongchang-2018|titulo=Record international audiences for PyeongChang 2018|data=4 de junho de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|publicado=Paralympic.org|ultimo=|primeiro=}}</ref>
Faltando 5 dias para a cerimônia de encerramento,o Comitê Organizador anunciou que 320,531 ingressos foram vendidos,chegando a mais de 90% do total disponível e que a venda de ingressos foi o dobro dos [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2006|Turim 2006]] e ultrapassou o total de [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2010|Vancouver-Whistler 2010]].<ref>{{citar web|autor1 =The Guardian|título=Pyeongchang sets new record for Winter Paralympics ticket sales|url=https://www.theguardian.com/sport/2018/mar/13/pyeongchang-sets-new-record-for-winter-paralympics-ticket-sales|website=The Guardian OnLine|publicado=13 de março de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>.Ao final dos jogos, 343.000 ingressos foram vendidos,um total sem precedentes na história dos Jogos.<ref>{{citar web|autor1 =International Paralympic Committee |título=Pyeongchang sets new record for Winter Paralympics ticket sales|url=https://www.paralympic.org/news/record-international-audiences-pyeongchang-2018|website=paralympic.org|publicado=18 de abril de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>
 
Aproximadamente, 626 representantes de mídia cobriram estes Jogos (registrando um aumento de 15% com relação a [[Jogos Olímpicos de Inverno de 2014|Sochi-2014]]). O [[Japão]] teve o maior público acumulado (metade de seus telespectadores assistiram aos Jogos de 2018 pela [[NHK]]), sendo que [[China]] e [[França]] também registraram consideráveis aumentos de público em comparação aos Jogos de 2014. A emissora [[Canadá|canadense]] [[Canadian Broadcasting Corporation|CBC]] foi a que dedicou uma maior parte de sua programação com a transmissão destes Jogos, totalizando 288 horas. Outros países que se destacaram com o total de horas na cobertura deste evento foram a Coreia do Sul (totalizando 169 horas) e a Rússia (com 168 horas). No que tange a cobertura ao vivo, as redes [[NRK]] (da [[Noruega]]) e [[Channel 4]] (do [[Reino Unido]]) totalizaram 68 horas de transmissão, cada uma.<ref name=":0" /> De acordo com os dados apresentados pela Nielsen Sports, publicados em nome do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), estes Jogos foram transmitidos em mais de 100 países e atraíram um público acumulado de 2 bilhões e 20 milhões de pessoas (das quais 215 milhões assistiram ao evento por meio das plataformas digitais da entidade).
Cerca de 626 representantes de mídia cobriram estes Jogos (aumento de 15% em relação a 2014). Novamente,o Japão teve o maior público acumulado (com quase 433 milhões de telespectadores acumulados durante os 12 dias,sendo que metade do público assistiu aos jogos pela [[NHK]] ),a audiência na [[China]] cresceu para 122 milhões de pessoas,enquanto que a audiência na [[França]] foi assombrosa,chegando a 265,4 milhões de telespectadores acumulados,um aumento de mais de 300% em relação a Sóchi.
De acordo com dados da Nielsen Sports publicados em nome do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), os Jogos foram transmitidos em mais de 100 países e atraíram um público acumulado de 2,02 bilhões de pessoas,sendo que mais de 215 milhões assistiram aos Jogos por meio das plataformas digitais da entidade.Embora esta cifra fosse um pouco menor do que a registrada em 2014,sendo que 30% do público foi da Rússia, o número de telespectadores fora do país anfitrião em PyeongChang 2018 aumentou 27,4%,alcançando 1,87 bilhão de pessoas.Além disso, o número total de horas de transmissão para os Jogos aumentou para 2.079, um aumento de 87,8% em relação a quatro anos atrás. A [[CBC]] do Canadá foi a emissora que dedicou o maior tempo de sua programação ao evento totalizando 288 horas,somados os dias prévios e os dias posteriores , seguido pelos anfitriões Coreia do Sul (169 horas) e a Rússia (168 horas).
 
A emissora norueguesa [[NRK]] e o [[Channel 4]] da [[Grã-Bretanha]] exibiram a maior cobertura ao vivo, exibindo 63 horas cada um.<ref>{{citar web|autor1 =International Paralympic Committee |título=Pyeongchang sets new record for Winter Paralympics ticket sales|url=https://www.paralympic.org/news/record-international-audiences-pyeongchang-2018|website=paralympic.org|publicado=18 de abril de 2018|acessodata=17 de julho de 2018|data=17 de julho de 2018}}</ref>
 
== Edições futuras ==
A cidade-sede dos XIII Jogos Paralímpicos de Inverno, a serem celebrados em 2022, será [[Pequim]]. A capital chinesa foi eleita sede em julho de 2011, na capital [[Malásia|malaia]] [[Kuala Lumpur]]. Pequim será a primeira cidade na história a sediar tanto os Jogos de Verão, como também os Jogos de Inverno.
 
== Trapaças ==
É muito comum que alguns atletas mintam sobre a sua deficiência para obter uma vantagem competitiva e o também o uso de drogas que melhoram o desempenho.<ref>{{citar jornal|título=Cheating shame of Paralympics|último =Slot|primeiro =Owen|publicado=Telegraph Media Group|obra=The Daily Telegraph|data=2001-02-03|url=http://www.telegraph.co.uk/sport/2998162/Cheating-shame-of-Paralympics.html|acessodata=2010-04-07 |local=London}}</ref><ref>{{citar jornal|título=Cheating does happen in the Paralympics|último =Grey-Thompson|primeiro =Tanni|data=2008-09-11|publicado=Telegraph Media Group|obra=The Daily Telegraph|url=http://www.telegraph.co.uk/sport/othersports/paralympicsport/2798515/Cheating-does-happens-in-the-Paralympics-Paralympics.html|acessodata=2010-04-07 |local=London}}</ref> O esquiador alemão Thomas Oelsner foi o primeiro paratletapara-atleta a testar positivo em um exame antidoping em [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2002|2002]],testando positivo para esteroides.Ele tinha ganhado duas medalhas de ouro,uma no esqui cross-country e outra no biatlo e foi desclassificado em ambas as provas.<ref>{{citar web|título=Skier Fails Drug Test |último =Maffly |primeiro =Bryan |publicado=Salt Lake 2002 Paralympics |data=2002-03-13 |url=http://saltlake2002.paralympic.org/ |acessodata=2010-04-07 |urlmorta= sim|arquivourl=https://web.archive.org/web/20100605042933/http://saltlake2002.paralympic.org/ |arquivodata=2010-06-05 |df= }}</ref> Uma preocupação agora enfrentada pelos funcionários paraolímpicos é a técnica de aumentar a pressão arterial, conhecida como [[disreflexia autonômica]]. O aumento da pressão arterial pode melhorar o desempenho de um atleta em 15% e é mais eficaz nos esportes de resistência, como o [[esqui cross-country]]. Para aumentar a pressão arterial, os atletas deliberadamente causam traumas aos membros abaixo de uma lesão na coluna. Este trauma pode incluir quebrar ossos, amarrar as extremidades de forma muito forte e usar meias de compressão de alta pressão. A lesão é indolor para o atleta, mas afeta o corpo e a sua pressão arteria, assim como um sobrecarregamento da [[bexiga]].<ref>{{citar jornal|título=Paralympic athletes who harm themselves to perform better|publicado=BBC|obra=BBC News Magazine|data=2012-08-22|url=http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-19325756|acessodata=2014-02-12}}</ref>
 
Em 2016, o [[Comitê Paralímpico Internacional]] (IPC) encontrou evidências de que um esquema de manipulação de resultados dos exames de doping foi executado por autoridades russas durante os [[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2014]], sediados em [[Sóchi]].<ref name="IPC160807"/> Faltando exatamente um mês para a cerimônia de abertura dos [[Jogos Paralímpicos de Verão de 2016]], o Quadro Executivo do IPC votou por unanimidade pela exclusão do time russo do evento, alegando que o seu Comitê Paralímpico não conseguiu executar com sucesso o Código Antidopagem da entidade e que nem mesmo respeitou as regras impostas pela [[WADA]].<ref name="IPC160807"/> O então presidente do IPC, Sir Philip Craven, afirmou que o governo russo "falhou catastroficamente em proteger os seus para-atletas".<ref name="Craven160807"/> Então presidente da Comissão de Atletas da entidade, o ex-jogador de hóquei canadense Todd Nicholson disse que a Rússia manipulou seus atletas como "peões" para "demostrar proezas globais".<ref name="Nicholson160807"/>
 
== Categorias de deficiência ==
*'''Cadeira de rodas''': atletas com [[Lesão da medula espinhal|lesões na medula espinhal]] e outras deficiências que os obrigam a competir em uma [[cadeira de rodas]].
*'''Deficientes visuais''': atletas com [[deficiência visual]], que varia de visão parcial, suficiente para ser julgado como legalmente cego, até a cegueira total.
*'''''Les Autres''''': atletas com deficiência física que não se enquadram estritamente sob um das outras cinco categorias, tais como [[nanismo]], [[esclerose múltipla]] ou [[Doença congênita|congênitas]] deformidades dos membros, como a causada por [[talidomida]]. O nome para esta categoria vem do [[Língua francesa|francês]] e significa "os outros".<ref name="categories"/>
 
== Edições ==
!Ano!!Jogos!!Cidade-sede!!País
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1976]] || I || [[Örnsköldsvik]] || {{SWE}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1980]] || II || [[Geilo]] || {{NOR}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1984]] || III || [[Innsbruck]] || {{AUT}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1988]] || IV || [[Innsbruck]] || {{AUT}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1992]] || V || [[Tignes]] – [[Albertville (França)|Albertville]] || {{FRA}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1994]] || VI || [[Lillehammer]] || {{NOR}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 1998]] || VII || [[Nagano]] || {{JPN}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2002]] || VIII || [[Salt Lake City]] || {{USA}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2006]] || IX || [[Turim]] || {{ITA}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2010]] || X || [[Vancouver]] || {{CAN}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2014]] || XI || [[Sóchi]] || {{RUS}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2018]] || XII || [[Pyeongchang]] || {{KOR}}
|-
|[[Jogos Paralímpicos de Inverno de 2022]] || XIII || [[Pequim]] || {{CHN}}
|}
 
== Edições futuras ==
A cidade-sede dos XIII Jogos Paralímpicos de Inverno, a serem celebrados em 2022, será [[Pequim]]. A capital chinesa foi eleita sede em julho de 2011, na capital [[Malásia|malaia]] [[Kuala Lumpur]]. Pequim será a primeira cidade na história a sediar tanto os Jogos de Verão, como também os Jogos de Inverno.
 
== Quadro de medalhas ==
* [[Jogos Olímpicos]]
* [[Comitê Paralímpico Internacional]]
 
{{Referências}}
 
== Ligações externas ==
* [http://www.olympic.org/fr/ COI - Comitê Olímpico Internacional] (em [[Língua francesa|francês]])
* [https://www.paralympic.org/ IPC - Comitê Paralímpico Internacional] (em [[Língua inglesa|inglês]])
{{referências}}
 
{{Edições dos Jogos Paraolímpicos}}