Abrir menu principal

Alterações

m
Foram revertidas as edições de Filipe Silva sgt para a última revisão de Aleth Bot, de 07h45min de 28 de junho de 2018 (UTC)
 
=== COEsp ===
No COEsp, o treinamento pode incluir sessões de afogamento e choques elétricos, noites inteiras de imersão na água gelada de um rio e o golpe conhecido como "telefone", que por duas vezes já causou penetração nos tímpanos. Nele, o policialsoldado ganha experiência em operações de alto risco em favelas, selvas ou em regiões montanhosas. O aluno dorme e alimenta-se muito pouco e é submetido a situações extenuantes, aprendendo a controlar melhor sua agressividade. Misturam-se instruções de [[atirador de elite]], emboscada, defesa pessoal, conduta de patrulha, montanhismo, sobrevivência no mar, primeiros socorros, armamento, situações com reféns e diversas outras situações de risco. Apenas 20% dos que entram nesse curso vão até o fim.
 
Suas aulas teóricas incluem, desde 2010, entender as aspirações políticas dos grupos terroristas, suas maneiras de agir e como identificar seus integrantes e instrumentos de ataque e estudar a origem e história destes.<ref name=":11" />
 
Cada aspirante ao BOPE dá uma média de 2500 tiros no curso preparatório, aprende-se a usar 12 tipos diferentes de armas e seus atiradores de elite são capazes de acertar uma moeda de 5 centavos a uma distância de 100 metros.<ref name=":7">''[[Veja]]'': Edição n.º 2030, de [[17 de outubro]] de [[2007]]</ref> Uma pesquisa acadêmica revelou que, com o COEsp, os policiaissoldados da tropa ganham a capacidade de exercer diversas funções simultâneas, diferente de outras pessoas, desenvolvendo, entre outras coisas, percepção, raciocínio rápido, e capacidade de tomar decisões em situações extremas. Tudo sem perder o controle emocional.<ref>{{citar web|url=http://noticias.terra.com.br/brasil/policia/rio-cientistas-estudam-cerebro-de-policiais-do-bope,85aa292573d2b310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html|titulo=Rio: cientistas estudam o cérebro do Bope|data=31 de julho de 2010|acessodata=21 de maio de 2016|obra=O Dia|publicado=Terra|ultimo=|primeiro=}}</ref>
 
Suas primeiras instruções são sobre direitos humanos, comunicação com o público e linguagem corporal, incluindo protocolos da [[Organização das Nações Unidas]] (ONU) sobre como tratar a população civil e palestras de profissionais das áreas de [[direito]], [[sociologia]] e [[psicologia]].<ref name=":15" />