Abrir menu principal

Alterações

398 bytes removidos, 01h16min de 30 de julho de 2018
Foram preenchidas 0 referências com reFill ()
Restos atribuíveis ao gênero ''Paraceratherium'' foram encontrados nas formações do início ao fim do período Oligoceno (34–26 milhões de anos atrás) na Eurásia, nos dias atuais, [[China]], [[Mongólia]], [[Índia]], [[Paquistão]], [[Cazaquistão]], [[Geórgia]], [[Turquia]], [[Romênia]], [[Bulgária]] e nos [[Bálcãs]].<ref name="Prothero 2013 35 52" /> Sua distribuição pode ser correlacionada com o desenvolvimento [[paleogeográfico]] do cinturão de montanhas alpino-himalaio. A distribuição dos fósseis de paraceratérios encontrados implica que eles habitaram uma massa terrestre contínua com um ambiente similar em todas elas, mas isto é contraditório porque os mapas paleogeográficos mostram que essa área teve várias barreiras marinhas, então o gênero foi bem-sucedido em ser amplamente distribuído apesar disto.<ref>{{citar periódico| doi = 10.1007/s00114-011-0786-z| pmid = 21465174|título= Giant rhinoceros ''Paraceratherium'' and other vertebrates from Oligocene and middle Miocene deposits of the Kağızman-Tuzluca Basin, Eastern Turkey|periódico= Naturwissenschaften| volume = 98|número= 5|páginas= 407–423|ano= 2011|último1 = Sen |primeiro1 = S. |último2 = Antoine |primeiro2 = P. O. |último3 = Varol |primeiro3 = B. |último4 = Ayyildiz |primeiro4 = T. |último5 = Sözeri |primeiro5 = K. | bibcode = 2011NW.....98..407S}}</ref> A fauna que coexistiu com os paraceratérios inclui outros rinocerontes, [[artiodátilo]]s, roedores, [[cães-urso]], furões, [[hienodontídeos]], [[nimravidíos]] e felinos.<ref name="Prothero 2013 107 121" />
 
Os vários tipos de formações geológicas onde os fósseis foram encontrados sugerem que os paraceratérios ocupavam diferentes habitats dependendo da área em questão.<ref name="Prothero 2013 107 121"  /> A [[formação de Hsanda Gol]] da Mongólia representa uma bacia árida e desértica, acredita-se que o ambiente tenha tido poucas árvores altas e uma cobertura limitada de arbustos, tal como a fauna consistia principalmente de animais que se alimentavam da copa das árvores ou perto do solo.<ref>{{citar periódico| doi = 10.1038/28603|ano= 1998|último1 = Meng |primeiro1 = J. |título= Faunal turnovers of Palaeogene mammals from the Mongolian Plateau|periódico= Nature| volume = 394|número= 6691|páginas= 364–367|último2 = McKenna |primeiro2 = M. C. | bibcode = 1998Natur.394..364M}}</ref> Um estudo de pólen fóssil mostrou que grande parte da China era arbustiva lenhosa, com plantas como ''[[Atriplex]]'', ''[[Ephedra]]'' e ''[[Nitraria]]'', todas adaptadas a ambientes áridos. Árvores eram raras, e concentradas próximas a lençóis freáticos.<ref>{{Citation |último1 = Leopold |primeiro1 = E. B. |autorlink1 = |autorlink2 = |último2 = Liu |primeiro2 = G. |último3 = Clay-Poole |primeiro3 = S. |capítulo= Low-Biomass Vegetation in the Oligocene? |editor-sobrenome1 = Prothero |editor-nome1 = D. R. | editor1-link = Donald R. Prothero |editor-sobrenome2 = Berggren |editor-nome2 = W.A. | editor2-link = |título= Eocene-Oligocene Climatic and Biotic Evolution |publicado= Princeton University Press |ano= 1992 |local= Princeton |páginas= 399–420 | url =| doi = | id = | isbn = 978-0-691-02542-1 | oclc = }}</ref> As partes da China onde os paraceratérios viviam tinha [[lagos secos]] e abundantes [[dunas]], e os fósseis vegetais mais comuns são folhas adaptadas ao deserto ''[[Palibinia]]''. As espécies de árvores na Mongólia e na China incluíam [[bétula]]s, [[ulmeiro]]s, [[carvalho]]s e outras árvores [[Caducifólia|decídua]]s, enquanto a Sibéria e o Cazaquistão também tinham árvores nogueiras.<ref name="Prothero 2013 107 121" /> Dera Bugti no Paquistão tinha florestas secas, de temperadas a subtropicais.<ref name="2011 isotopes">{{citar periódico| doi = 10.1016/j.palaeo.2011.07.010|título= Pakistan mammal tooth stable isotopes show paleoclimatic and paleoenvironmental changes since the early Oligocene|periódico= Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology| volume = 311|páginas= 19–29|ano= 2011|último1 = Martin |primeiro1 = C.|último2 = Bentaleb |primeiro2 = I.|último3 = Antoine |primeiro3 = P. -O. }}</ref>
 
== Extinção ==
28 706

edições