Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido ,  18h48min de 5 de agosto de 2018
 
=== Morte do pai ===
Após uma longa estadia em Inglaterra para celebrar o Jubileu de Ouro da sua avó, Sofia conheceu melhor o príncipe-herdeiro [[Constantino I da Grécia|Constantino da Grécia]] ("''Tino''") no verão de 1887. A rainha observava a sua relação cada vez mais próxima e escreveu: "''Haverá alguma hipótese de a Sofia se casar com o Tino? Seria muito agradável para ela e para ele é excelente''".<ref>Gelardi, p. 18.</ref> No entanto, este período coincidiu com uma época infeliz para a família de Sofia, uma vez que o seu pai, o imperador [[Frederico III da Alemanha|Frederico III]], estava a morrer de forma agonizante devido a um cancrocâncer na laringitelaringe. A sua esposa e filhos estavam sempre presentes no seu quarto no Novo Palácio, e foi no dia do aniversário de Sofia que o estado do imperador piorou de forma irreversível. Nesse dia, o pai de Sofia tinha planeado fazer um piquenique com a família para celebrar a ocasião, mas, depois de uma madrugada muito complicada, às sete da manhã, um dos criados pegou no ramo de flores que Frederico tinha encomendado para a filha e colocou-o ao seu lado na cama.<ref>{{citar livro|nome = Hannah|sobrenome = Pakula|título = "An Uncommon Woman - The Empress Frederick"|ano = 1995|isbn = 13 978-1-8421-2623-3|página = 541|editora = Phoenix}}</ref> O imperador morreu no dia seguinte. O irmão mais velho de Sofia, agora imperador da Alemanha, não demorou a explorar as coisas do pai, na esperança de encontrar "''provas incriminatórias''" de "''conspirações liberais''". Sabendo que as suas três filhas mais novas dependiam mais dela para encontrar apoio moral, a imperatriz-viúva dedicou-se mais a elas. "''Tenho as minhas três doces meninas - de quem ele gostava tanto - e que são a minha consolação''".<ref>Gelardi, p. 20.</ref>
 
=== Casamento e controvérsia com a família ===