Diferenças entre edições de "Sistema Solar"

6 bytes removidos ,  04h12min de 9 de agosto de 2018
m
Wikipédia:Palavras a evitar#Eufemismos: Falecimento;
m (Wikipédia:Palavras a evitar#Eufemismos: Falecimento;)
 
=== A astronomia moderna ===
Por mais de mil anos praticamente não houve uma evolução do conhecimento astronômico no ocidente, prevalecendo, portanto, o [[Geocentrismo|modelo geocêntrico]]. Apenas no [[século XVI]] o astrônomo polonês [[Nicolau Copérnico]] veio a publicar em seu livro [[De revolutionibus orbium coelestium|''Das Revoluções das Esferas Celestes'']] que todos os planetas, inclusive a Terra, orbitavam o Sol, o que ficou conhecido como [[Heliocentrismo|modelo heliocêntrico]]. Tal teoria afirmava também que somente a Lua girava ao redor do nosso planeta, que as estrelas eram objetos muito distantes que não orbitavam o Sol e que a Terra tinha um movimento próprio de rotação que durava 24 horas, o que produzia a deslocação aparente das estrelas no céu na direção oposta. Por conseguinte, o movimento retrógrado e a alteração cíclica de brilho dos planetas foram explicados como sendo simples consequências da variação da distância entre a Terra e esses corpos à medida que seguem sua trajetória. Acredita-se que a maior parte das obras de Copérnico foi publicada somente no fim de sua vida por receio que o próprio tinha de ser ridicularizado e de suas teorias serem desaprovadas, principalmente pela [[Igreja Católica]]. Suas ideias permaneceram pouco conhecidas mesmo após cerca de cem anos de seusua falecimentomorte, quando uma sucessão de avanços científicos levou à completa descrença no modelo geocêntrico e à criação de uma visão moderna sobre a astronomia, o que ficou conhecido como Revolução Copernicana.<ref>{{citar web|url=http://csep10.phys.utk.edu/astr161/lect/retrograde/copernican.html|arquivourl=http://www.webcitation.org/6E9yLd6V0|arquivodata=3 de fevereiro de 2013|título=The Copernican Model: A Sun-centered Solar System|autor=Departamento de Física e Astronomia da [[Universidade do Tennessee]]|língua=Inglês|acessodata=3 de fevereiro de 2013}}</ref>
 
O astrônomo dinamarquês [[Tycho Brahe]] fez importantes contribuições para o desenvolvimento da [[História da astronomia#Astronomia Moderna|astronomia moderna]]. Com diversos instrumentos criados por ele, efetuou numerosas observações e reuniu dados detalhados sobre a posição dos planetas, especialmente de Marte, a partir do seu próprio observatório, [[Uranienborg]], com uma impressionante precisão. Além disso, observou uma [[SN 1572|supernova que explodiu em 1572]] e provou que ela se encontrava muito longínqua, assim como as estrelas, e demonstrou ainda que um cometa que passara em 1577 situava-se bem mais distante da Terra que a Lua, contrariando a teoria aristotélica de acordo com a qual tais corpos surgiriam a partir de fenômenos atmosféricos.<ref>{{citar web|url=http://csep10.phys.utk.edu/astr161/lect/history/brahe.html|arquivourl=http://www.webcitation.org/6E9zP008x|arquivodata=3 de fevereiro de 2013|título=The observations of Tycho Brahe|autor=Departamento de Física e Astronomia da [[Universidade do Tennessee]]|língua=Inglês|acessodata=3 de fevereiro de 2013}}</ref>
515

edições