Diferenças entre edições de "The Terror"

1 byte removido ,  13h59min de 9 de agosto de 2018
Após a morte de Franklin, Crozier se torna o comandante da expedição, com o capitão James Fitzjames assumindo o papel de oficial executivo. Apesar de alguma tensão inicial entre eles, os dois homens gradualmente se tornam amigos quando tentam lidar com as ameaças do monstro, da doença e da fome iminente. Em 1848, as equipes tornam-se mais debilitadas pelo frio extremo e pela falta de comida fresca, e o monstro continua a progredir neles. Um maldito "[[mascarada|carnaval de máscaras]] da [[Véspera de Ano Novo]]" acabou com um grande número da expedição, incluindo três dos quatro cirurgiões, sendo morto pelo monstro e o [[fogo amigo]] do destacamento [[Royal Marines]] da expedição. Crozier posteriormente castiga o Mate Cornelius Hickey de Caulker e outros dois homens com 50 cílios do gato das nove caudas. Hickey começa a tramar contra os oficiais, especialmente Crozier e o tenente John Irving, que antes descobriram Hickey está [[relação sexual|copulando]] com outro membro da tripulação na espera do ''Terror''.
 
À medida que a primavera se aproxima, ''Erebus'' é finalmente esmagado e afundado pelo gelo implacável. A equipe restante escapa para o ''Terror'' por um curto período de tempo, até que Crozier finalmente ordene o navio abandonado. Os 105 sobreviventes da expedição se mudaram para 'Terror Camp', um refúgio de tenda na Ilha do Tei Guilherme. Depois de descartar uma tentativa de chegar ao lado oposto da [[Península de Boothia]], Crozier e Fitzjames concluem que sua melhor esperança é levar os [[Baleeira|barcos salva-vidas]] de ambos os navios para o sul para o continente [[Canadá|canadense]]] e depois para baixo do Rio Back para um posto avançado no [[Grande Lago do Escravo|Great Slave Lake]], uma árdua jornada de várias centenas de milhas. No entanto, antes que eles possam partir, Irving é atacado e assassinado por Hickey. Hickey é o culpado da morte de Irving em um bando de caçadores de Esquimaux que Irving tinha de fato amitido, e os Esquimaux são atacados e [[Assassínio em massa|massacrados]] por vingança. A partir deste ponto, as tripulações temem e evitam a população nativa.
 
Com toda a esperança de resgate eliminados, as tripulações começam a transportar os barcos à Ilha do Rei Guilherme. A caminhada é brutal, e muitos dos homens morrem de exaustão, exposição e doença, incluindo Fitzjames. Há rumores de motim de Hickey e seu séquito crescente, e o monstro continua a aparecer com uma frequência mortal, em um certo ponto, matando toda uma equipe de barcos enquanto exploram uma vantagem aberta no gelo. Sem outras opções, e apesar de sofrer baixas, a equipe continua a pressionar para o sul e, eventualmente, chegar a uma posição na margem sul da ilha que eles chamam 'Rescue Camp'. Os sobreviventes se separam em vários grupos. Hickey e seu grupo declaram sua intenção de retornar ao Terror Camp, enquanto outro grupo opta por retornar ao próprio Terror, apesar da possibilidade de que ele tenha sido esmagado pelo gelo. Crozier concorda em deixá-los ir, mas depois, ele e Goodsir são atraídos para fora do campo e emboscados pelos homens de Hickey. Crozier dispara e feridas fatalmente Magnus Manson, amante de Hickey e o líder peincipal, e depois é baleado e aparentemente morto por Hickey, enquanto Goodsir é tomado como refém.