Abrir menu principal

Alterações

Mais conteúdo e bibliografia
== Caracterização ==
[[File:Estacao Comboio Viana Castelo 2.JPG|thumb|left|Interior da estação.]]
===ViasEdifício, vias e plataformas===
O edifício da estação de Viana do Castelo foi construído no Século XIX, apresentando uma traça sóbria.<ref>REIS ''et al'', 2006:32</ref> Segundo o Directório da Rede 2011, publicado pela [[Rede Ferroviária Nacional]] em 25 de Março de 2010, a estação de Viana do Castelo compreendia três vias de circulação, duas com 275 m, e a restante, com 366 m de comprimento; as plataformas ttinham todas 40 cm de altura e 223 m de extensão.<ref>{{citar jornal|pagina=67-89|título=Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque|jornal= Directório da Rede 2011|data=25 de Março de 2010|editora=Rede Ferroviária Nacional}}</ref>
 
===Serviços===
[[File:Estação de Comboios de Viana do Castelo.jpg|thumb|left|Vista geral da estação, em 2011.]]
===Planeamento e inauguração===
A construção da Linha do Minho foi autorizada por uma carta de lei de 2 de Julho de 1867.<ref name=Fernandes64/> Um Decreto de 16 de Junho de 1872 ordenou que fossem iniciados os estudos para a Linha do Minho, que devia ligar a cidade do Porto à Galiza, por Viana do Castelo e Braga.<ref>MARTINS ''et al'' 1996:245</ref> Durante o seu planeamento da linha, estabeleceu-se que o traçado deveria passar pela faixa litoral a Norte de Viana, pelo que surgiram 2duas opções para o atravessamento da cidade: o primeiro sugeria a instalação da via férrea junto ao oceano, pelo Ocidente de Viana, numa zona menos povoada, evitando-se também que a linha desse a volta à cidade pelo Norte; no entanto, de forma a não dificultar o tráfego marítimo, o tabuleiro da ponte sobre o Lima teria de alcançar uma altura maior, sendo portanto mais complicada e dispendiosa de construir.<ref name=Fernandes64/> A segunda opção defendia a passagem pelo Leste e Norte da cidade, atravessando o Lima numa [[Ponte Eiffel|nova ponte]] ao lado da antiga estrutura de madeira; este traçado passava por zonas mais densamente construídas do que o primeiro, obrigando a maiores expropriações, e temia-se que a via férrea em redor das vertentes Leste e Norte da cidade constituísse um obstáculo ao seu desenvolvimento.<ref name=Fernandes64/> Este foi o traçado escolhido, tendo a nova ponte, desenhada por [[Gustave Eiffel]], sido construída entre Março de 1877 e Maio de 1878.<ref name=Fernandes64>FERNANDES, 1995:64</ref>
 
Esta estação situa-se no troço da Linha do Minho entre [[Estação de Darque|Darque]] e [[Estação de Caminha|Caminha]], que foi aberto à exploração no dia 1 de Julho de 1878.<ref name=Gazeta1652>{{Citar jornal|pagina=528-530|titulo=Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão|jornal=Gazeta dos Caminhos de Ferro|volume=69|numero=1652|data=16 de Outubro de 1956|url=http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/OBRAS/GazetaCF/1956/N1652/N1652_master/GazetaCFN1652.pdf| acessodata=25 de Novembro de 2013}}</ref>
==Bibliografia==
*{{citar livro|autor=FERNANDES, Mário Gonçalves|título=Viana do Castelo: A Consolidação de uma Cidade (1855-1926)|local=Lisboa| editora=Edições Colibri|ano=1995|páginas=185|isbn=972-8288-06-9}}
*{{Citar livro|autor=MARTINS, João; BRION, Madalena; SOUSA, Miguel de ''et al''|título=O Caminho de Ferro Revisitado|subtítulo=O Caminho de Ferro em Portugal de 1856 a 1996|editora=Caminhos de Ferro Portugueses|ano=1996|páginas=446|local=Lisboa}}
*{{Citar livro|autor=ORTIGÃO, Ramalho|autorlink=Ramalho Ortigão|título=As Farpas: O País e a Sociedade Portuguesa|ano=1986| anooriginal=1890|local=Lisboa|editora=Clássica Editora|páginas=276|volume=Volume 1 de 15}}
*{{Citar livro|autor=REIS, Francisco; GOMES, Rosa; GOMES, Gilberto ''et al''|título=Os Caminhos de Ferro Portugueses 1856-2006| editora=CP-Comboios de Portugal e Público-Comunicação Social S. A.|ano=2006|páginas=238|isbn=989-619-078-X|local=Lisboa}}
{{commonscat|Viana do Castelo train station|a Estação de Viana do Castelo}}