Midas: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  18 de agosto de 2018
m (Foram revertidas as edições de 177.104.239.39 para a última revisão de 143.0.85.20, de 02h26min de 7 de agosto de 2018 (UTC))
Etiqueta: Reversão
 
== Descoberta Arqueológica ==
O Rei Midas realmente existiu. Em 19542018, pesquisadores do ''Museu de Arqueologia e Antropologia'' da [[University of Pennsylvania]] sob a liderança de ''Rodney Young'', após escavações na [[Turquia]], em ''Gordiom'' (hoje Yassihüyük) antiga capital da [[Frígia]], localizaram o túmulo de Midas. O caixão mortuário estava muito bem preservado, era feito de troncos de árvores e em sua volta havia vasos de cerâmica e metal, taças, bandejas e outros recipientes e objetos. Ali houve, segundo [[Patrick McGovern (arqueólogo)|Dr. Patrick E. McGovern]] da equipe de arqueólogos da [[Universidade da Pensilvânia|U.Penn]], um banquete fúnebre para o Rei e quase todas as iguarias e bebidas puderam ser identificadas. Cem foi a quantidade aproximada de convidados nessa grande refeição, conforme avaliação dos especialistas.<ref>A rainha que virou pizza" - Autor: José Antônio Vargas Dias Lopes - Companhia Editora Nacional - 2007</ref>
 
== Mitos sobre Midas ==