Abrir menu principal

Alterações

292 bytes adicionados, 19h52min de 20 de agosto de 2018
=== Junção de Gaia e Vila Nova ===
[[Ficheiro:Av Republica (Vila Nova de Gaia) old.jpg|thumb|[[Avenida da República (Vila Nova de Gaia)|Avenida da República]]]]
No final das guerras liberais, Gaia e Vila Nova foram, finalmente, agraciadas com autonomia política e, ao fundirem-se, nasceu o actual concelho de Vila Nova de Gaia, a 20 de Junho de 1834<ref>{{citar web|url=https://arquivo.cm-gaia.pt/creators/11820/|titulo=ASPECTOS HISTÓRICOS - A origem de Vila Nova de Gaia|data=|acessodata=|publicado=Arquivo Municipal de Vila Nova de Gaia|ultimo=Arquivo Municipal de Vila Nova de Gaia|primeiro=Arquivo Municipal de Vila Nova de Gaia}}</ref>.{{carece de fontes|cata|data=abril de 2015}}
 
Embora autónoma, o fluxo de trânsito entre as duas margens do Douro continuou a aumentar. A partir deste momento a história da cidade confunde-se com a história das suas pontes. A [[Ponte pênsil D. Maria II|Ponte Pênsil]], concluída em 1843 for a primeira ligação permanente. Em 1877 inaugurou-se a primeira travessia ferroviária para a margem norte com a [[Ponte D. Maria Pia]]. Seguiu-se a construção da [[Ponte de D. Luís (Porto)|Ponte D. Luís]], terminada em 1886. Passaram 77 anos conturbados até que em 1963 a emblemática [[Ponte da Arrábida]] foi colocada em funcionamento, projecto do engenheiro [[Edgar Cardoso]], que seria responsável igualmente pelo projecto de substituição da travessia ferroviária com a construção da [[Ponte de S. João]] em 1991. Mais uma vez, o forte crescimento populacional forçou o aumento das ligações entre as duas margens. A [[Ponte do Freixo]] concluída em 1995 e a [[Ponte do Infante]], em 2003 são as mais recentes travessias a servirem o concelho.{{carece de fontes|cata|data=abril de 2015}}
Utilizador anónimo