Energia primária: diferenças entre revisões

50 bytes removidos ,  01h34min de 23 de agosto de 2018
sem resumo de edição
m (ajustes usando script)
 
[[Ficheiro:TPES_outlook.jpg|thumb|Prognóstico de Energia primária]]
[[Ficheiro:TPES_2010_estimate.jpg|thumb|Energia primária do mundo 2010]]
Uma fonte de '''energia primária''' é toda a forma de [[energia]] disponível na [[natureza]] antes de ser convertida ou transformada. Consiste na energia contida nos [[Combustível|combustíveis]] crus, a [[energia solar]], a [[Energia eólica|eólica]], a [[Energia geotérmica|geotérmica]] e outras formas de energia que constituem uma entrada ao sistema. Se não é utilizável directamentediretamente, deve ser transformada numa fonte de energia secundária ([[Eletricidade|electricidadeeletricidade]], [[calor]], etc.).<ref>http://www.academiatesto.com.ar/cms/?q=energia-y-combustion</ref>
 
Na indústria energética distinguem-se diferentes etapas: a produção de energia primária, seu armazenamento e transporte em forma de energia secundária, e seu consumo como energia final.
 
Assim, por exemplo, a energia mecânica de um salto de água é transformada em [[Eletricidade|electricidadeeletricidade]] e ao chegar ao utente final esta pode ser empregue para diferentes usos (iluminação, produção de frio e calor, etc). A nível do utente todas as formas de energia são, pois, sustituiblessutituibres. Esta série de transformações implicam uma corrente energética concreta, como por exemplo a que se dá na corrente petrolífera: extracçãoextração, transporte, refinado e distribuição. A cada transformação caracteriza-se por seu rendimento, sempre inferior a 1 devido às perdas inerentes ao processo.
 
O conceito utiliza-se especialmente em estatística energética em decorrência da compilação de balanços energéticos. No entanto, costuma-se identificar com energia primária a energia que resulta da primeira transformação (como por exemplo o calor nuclear, a electricidadeeletricidade eólica ou hidráulica) e como energia final a que chega finalmente ao utente (no contador) pois são para as que se dispõe de dados.
 
== Definições ==
A [[Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe|CEPAL]], no documento "Sustentabilidade energética em América Latina e o Caraíbas: O contribua das fontes renováveis" define a '''''Energia primária''''' como:<ref name="cepal">[http://www.eclac.org/publicaciones/xml/9/13319/Lcl.1966e.pdf Sostenibilidad energética en América Latina y el Caribe: el aporte de las fuentes renovables] CEPAL. </ref>
 
Deve diferenciar-se entre disponibilidade potencial e disponibilidade efectivaefetiva. Assim, por exemplo, uma determinada bacia hidrográfica tem, por suas características físicas e a precipitação pluviométrica sobre esta, um determinado potencial hidroeléctricohidroelétrico, mas se não se constrói uma central hidroeléctricahidroelétrica, essa energia não poderá ser aproveitada.
 
O considerar a hidroelectricidadhidroeletricida como energia primária é uma convenção, já que em realidade o que se dispõe numa central hidroeléctricahidroelétrica é uma energia mecânica que se transforma em electricidadeeletricidade através de uma modificação física. O mesmo pode dizer da energia nuclear, na que os materiais radioactivosradioativos produzem calor que depois é transformado em electricidadeeletricidade mediante turbinas e geradores, através de processos físicos como a evaporação de água.
 
Complementariamente define a '''''Energia secundária''''' como:
== Matriz de oferta total de energia primária em América Latina e Espanha ==
A Oferta Total de Energia Primária (OTEP) para a região latinoamericana no ano 2000 apresenta-se a seguir.<ref name="cepal">[http://www.eclac.org/publicaciones/xml/9/13319/Lcl.1966e.pdf Sostenibilidad energética en América Latina y el Caribe: el aporte de las fuentes renovables] CEPAL. </ref>
{| data-cx-weight="368" data-cx-state="mt" data-source="177" class="" id="cx177" style="width:500px; height:100px" align="center" border="1" contenteditable="true"
 
| id="180" | --
Utilizador anónimo