Diferenças entre edições de "Eduardo Pinho Moreira"

3 bytes removidos ,  23h08min de 31 de agosto de 2018
m (Página marcada como biografia de pessoa viva que carece de mais fontes, usando FastButtons)
Eduardo Pinho Moreira iniciou sua atividade profissional, como médico, em Criciúma. Entrou na política, incentivado por diversos setores, elegendo-se deputado federal constituinte (1987-1991) pelo PMDB. Em sua atuação parlamentar, contribuiu para a garantia de direitos sociais inscritos na Constituição – especialmente na área da saúde. Em 1990, foi reeleito deputado federal por mais quatro anos (1991-1995), obtendo grande apoio da população de Criciúma, Laguna e toda a região sul de Santa Catarina. Devido ao trabalho realizado como deputado federal, foi eleito prefeito de Criciúma (1993-1996) com votação expressiva. No Executivo municipal de Criciúma, Eduardo Moreira é considerado até hoje um dos melhores prefeitos que a cidade já teve, com participação muito forte na área social. Em 1997, foi convidado para assumir a Casa Civil do Governo do Estado e para presidir a Celesc - Centrais Elétricas de Santa Catarina.
 
== ACarreira Paixão pelana Medicina e o Retorno à Política ==
Em 1998, Eduardo Pinho Moreira retornou à atividade médica. De 1999 a 2004, também passou a desenvolver um destacado trabalho de estudos e pesquisa voltado para a formação de novas lideranças, quando exerceu a presidência da Fundação Ulysses Guimarães/SC – órgão de estudo do PMDB. Foram quatro anos de dedicação ao saber e à medicina, até que, em 2002, recebeu um convite de Luiz Henrique da Silveira, para ser seu vice, na caminhada rumo ao Governo do Estado. O convite foi aceito e a candidatura bem sucedida. Em 1º de janeiro de 2003, toma posse como vice-governador de Santa Catarina. Exerce o mandato até o afastamento do então governador Luiz Henrique da Silveira, em 9 de abril de 2006, que deixou o Executivo para se dedicar à campanha de reeleição.
 
Utilizador anónimo