Abrir menu principal

Alterações

O sindicalista fluminense [[Marcelo Vivório]] declarou, ao final de março de 2015, que já conseguira mais de 200 mil assinaturas, das 500 mil necessárias, para o registro no TSE de um novo partido com o nome "PRONA", que contaria com grandes figuras da antiga sigla, como a [[Havanir Nimtz|Dra. Havanir Nimtz]].<ref name="Perosa2015">{{citar web|primeiro=Teresa|último=Perosa|título=''O Prona vai voltar''|url=http://epoca.globo.com/tempo/expresso/noticia/2015/03/o-prona-vai-voltar.html|publicado=[[Época (revista)|Época]]|data=30 de março de 2015|acessodata=6 de abril de 2016|língua3=pt}}</ref><ref name="Vivorio2016">{{Citar web|primeiro=Marcelo|último=Vivório|url=http://prona.org.br/blog/2016/11/01/o-prona-e-contra-o-casamento-gay-e-a-legalizacao-do-aborto/ |titulo= O PRONA É CONTRA: O Casamento gay e a legalização do aborto. |data=1.º de novembro de 2016 |acessodata=4 de novembro de 2016 |publicado=Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Campos}}</ref>
 
=== Último no Ranking da Corrupção ===
O [[Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral]], com base em dados divulgados pelo [[Tribunal Superior Eleitoral]], divulgou um [[Dossiê do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral|balanço]], em [[4 de outubro]] de [[2007]], com os partidos com maior número de parlamentares cassados por corrupção desde o ano 2000. O Prona aparecia em último lugar na lista, com uma única cassação, empatado com [[Partido Humanista da Solidariedade]] (PHS), [[Partido Verde (Brasil)|Partido Verde]] (PV) e [[Partido Republicano Progressista]] (PRP).<ref name="O Globo 04-10-2007">{{citar web |arquivourl= https://web.archive.org/web/20111020103343/http://oglobo.globo.com/pais/mat/2007/10/04/298003467.asp |arquivodata=[[20 de outubro]] de [[2011]]| autor=| titulo= Desde 2000, 623 políticos foram cassados. DEM lidera ranking| publicado = O Globo| url=http://oglobo.globo.com/pais/mat/2007/10/04/298003467.asp| formato= | acessodata=[[2 de dezembro]] de [[2013]]}}</ref>
 
6 423

edições