Diferenças entre edições de "Arte degenerada"

1 byte removido ,  15h14min de 3 de setembro de 2018
sem resumo de edição
m (v1.43b - Corrigido usando WP:PCW (Link interno escrito como externo))
[[Ficheiro:Joachim Ringelnatz Hafenkneipe 1933.jpg|miniaturadaimagem|Hafenkneipe, de Joachim Ringelnatz, 1933]]
[[Ficheiro:Bundesarchiv Bild 183-H02648, München, Goebbels im Haus der Deutschen Kunst.jpg|thumb|direita|300px|O ''[[Reichsleiter|Reichsminister]]'' Dr. [[Goebbels]] visita a ''Entartete Kunst''.]]
'''"Arte degenerada"''' (em alemão, ''entartete Kunst'') foi o termo oficialmente divulgado para a [[arte moderna]], difamada com justificativas de teoria racial durante ao [[Nazismo|ditaduragoverno nacional-socialista]] na [[Alemanha]]. O termo “degeneração” (''[[:de:Entartung_(Medizingeschichte)|Entartung]]'') foi emprestado da [[medicina]] para a arte no final do século XIX.
 
No Regime Nazista, foram consideradas "arte degenerada" todas as obras de arte e movimentos culturais que não estavam de acordo com a concepção de arte e o ideal de beleza dos nacional-socialistas, a chamada ''Deutsche Kunst'' (arte alemã). Estes movimentos incluem: [[Bauhaus]], [[Dadaísmo]], [[Cubismo]], [[Expressionismo]], [[Futurismo]], [[Fauvismo]], [[Impressionismo]], [[Nova Objetividade|Nova objetividade]] e [[Surrealismo]]. Além disso, todas as obras de artistas de origem judaica foram classificadas como degeneradas.
Utilizador anónimo