Abrir menu principal

Alterações

8 bytes adicionados ,  14h55min de 4 de setembro de 2018
Atualização de citação de referência
'''Paradoxo do Espectador'''
 
Para além do citado Paradoxo do Ator, de Denis Diderot, a contemporaneidade vê surgir também, no campo da filosofia, referência ao chamado Paradoxo do Espectador, a partir de análise na obra 'O Espectador Emancipado', de J. Rancière (RANCIÈRE, J. ''Le Spectateur Émancipé,'' La Fabrique Éditions, Paris, 2008), paradoxo mais fundamental talvez que o consagrado e referido paradoxo do ator. Nas palavras de J. Rancière: ''"Esse paradoxo é simples de formular: Não há teatro sem espectador (mesmo que um espectador único e oculto, como na representação fictícia de'' Fils Naturel ''[''O Filho Natural] ''que dá ensejo aos'' Entretien [Colóquios] ''de Diderot)..."'' (Idem).
 
== Dramaturgia Contemporânea ==
Utilizador anónimo