Planície Padana: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  13h50min de 6 de setembro de 2018
m
sem resumo de edição
m
m
 
[[Ficheiro:Pia padana.jpg|thumb|Imagem composta mostrando a planicie padana em verde, entre os [[Alpes]] a norte e os [[Apeninos]] a sul; fora da marca vermelha, a leste, a porção [[friuli|friulana]] da planície]]
A '''Planície Padana''' (também conhecida como '''Vale do Pó]]''') é um dos nomes do território [[geografia da Itália|italiano]] limitado pela [[ipsométrica]] dos 100&nbsp;m, que se estende de oeste a leste daquele país, entre os [[Alpes]] a norte e os [[Apeninos]] a sul, tendo aproximadamente no centro o [[rio Pó]]; o adjetivo “padana” deriva do nome do rio em [[língua latina|latim]], “''Padus''”. Considerando apenas a parte a sul do [[rio Ádige]], muitas vezes chamada “pianura Padano-Veneta”, cobre cerca de 46&nbsp;000&nbsp;km2, sendo assim a maior planície da Itália; abrangendo as regiões da [[Lombardia]], [[Veneto]], [[Piemonte]] e [[Emilia-Romagna]]. <ref> {{it}} [http://www.treccani.it/enciclopedia/pianura-padana/ “Padana, Pianura” na Enciclopedia Italiana Treccani.it]</ref>
 
Apesar de corresponder apenas a cerca de um oitavo do território italiano, a planície padana albergava em 1994 quase 15 milhões de habitantes, incluindo cerca de 33% de operadores do [[setor terciário]] e 40% dos operadores industriais de todo o país. A planície é uma bacia de [[subsidência]] formada e alimentada por [[aluvião|aluviões]] transportadas por rios e torrentes provenientes das duas cadeias montanhosas que a limitam; as únicas exceções em termos de composição são as [[colinas Béricas]] e [[colinas Eugâneas|Eugâneas]], no sueste da planície, que têm origem [[vulcão|vulcânica]].