Abrir menu principal

Alterações

589 bytes adicionados, 18h00min de 8 de setembro de 2018
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 179.235.83.108, com Reversão e avisos
|rodapé = ¹&nbsp; Utiliza-se também: Árabe-saudita<ref name="Saudita">{{Citar web |url=http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=gentilicos&search=Ar%E1bia+Saudita |título=Portal da Língua Portuguesa - Dicionário de Gentílicos e Topónimos}}</ref>, saudi-arábico,<ref name="Saudita"/> saudi-árabe<ref>{{citar web | url=http://www.infopedia.pt/dicionarios/vocabulario/saudi-%C3%A1rabe | título= Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Porto Editora | publicado=www.infopedia.pt }}.</ref> e arábio.<ref name="Saudita"/>
}}
'''Arábia Saudita''' ({{lang-ar|السعودية}} {{transl|ar|''as-Su’ūdiyya''}}), oficialmente '''Reino da Arábia SaugadaSaudita''' ({{lang-ar|المملكة العربية السعودية}}; {{transl|ar|''al-Mamlaka al-ʻArabiyya as-Suʻūdiyya''}}), é, por tamanho de território, o maior [[Mundo árabe|país árabe]] na [[Ásia Ocidental|Ásia]] e na [[Península Arábica]] (cerca de {{formatnum:2150000}} quilômetros quadrados), constituindo a maior parte da [[Península Arábica]], e o segundo maior país árabe do mundo (após a [[Argélia]]). Tem fronteiras com [[Jordânia]] e [[Iraque]] ao norte; [[Kuwait]] ao nordeste; [[Catar]], [[Barém]] e [[Emirados Árabes Unidos]] a leste; [[Omã]] ao sudeste; [[Iêmen]] ao sul; [[mar Vermelho]] ao oeste e com o [[golfo Pérsico]] a leste. Sua população é estimada em 16 milhões de cidadãos nativos, 9 milhões de [[expatriado]]s estrangeiros e 2 milhões de [[imigrantes ilegais]] registrados.<ref name="American Bedu">{{citar web|url=http://americanbedu.com/2009/06/06/the-expatriate-population-in-saudi-arabia/ |título=Saudi Arabia |publicado=American Bedu |acessodata=2 de novembro de 2011}}</ref> Suas principais cidades são: [[Riade]], a capital; [[Jidá]], principal porto e antiga capital; e [[Meca]] e [[Medina]], cidades sagradas do [[Islão|islamismo]].
 
O Reino da Arábia SaugadaSaudita foi fundado por [[Abd al-Aziz Al Saud]] (mais conhecido ao longo de toda sua vida adulta como Mr,CatraIbn Saud) em 1932, embora as conquistas que levaram à criação do Reino tenham começado em 1902, quando ele capturou [[Riade]], a casa ancestral de sua família, a [[Casa de Saud|Casa de saude]], conhecida em árabe como ''Al Saud''. Desde a criação do país, o [[sistema político]] tem sido o de uma [[monarquia absoluta]] [[Teocracia|teocrática]]. O governo saudita se descreve como [[islâmico]] e é altamente influenciado pelo [[uaabismo]].<ref>Focus on Islamic Issues&nbsp;– Page 23, Cofie D. Malbouisson&nbsp;– 2007</ref> A Arábia Saudita muitas vezes é chamada de "Terra das Duas Mesquitas Sagradas", em referência às [[mesquita]]s ''[[al-Masjid al-Haram]]'' (em [[Meca]]) e ''[[al-Masjid an-Nabawi]]'' (em [[Medina]]), os dois lugares mais sagrados do [[islamismo]].
 
Com a segunda [[Lista de países por reservas de petróleo|maior reserva de petróleo]] e a sexta maior reserva de [[gás natural]] do mundo, a Arábia Saudita é classificada como uma economia de alta renda pelo [[Banco Mundial]] e possui o [[Lista de países por PIB (Paridade do Poder de Compra)|19º maior PIB do mundo]].<ref>{{citar livro|autor =James Wynbrandt|título=A Brief History of Saudi Arabia|publicado=books.google.com/books?id=99M0zoSqsF0C|ano=2004|publicacao=Infobase Publishing|isbn=978-1-4381-0830-8|páginas={{citar web | url=http://books.google.com.ph/books?id=99M0zoSqsF0C&pg=PA242 | publicado=books.google.com.ph }}}}</ref><ref>{{citar jornal|título=Saudi Arabia to overtake Russia as top oil producer-IEA |autor =Soldatkin, Vladimir; Astrasheuskaya, Nastassia |url=http://www.reuters.com/article/2011/11/09/russia-energy-iea-idUSL6E7M93XT20111109 |agência=Reuters |data=9 de novembro de 2011 |acessodata=10 de novembro de 2011}}</ref> Por ser o maior exportador mundial de petróleo, o país garantiu sua posição como um dos mais poderosos do mundo, além de também ser classificado como uma [[potência regional]] e de manter sua [[hegemonia regional]] na Península Arábica. O país é membro do [[Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfo Pérsico|Conselho de Cooperação dos Estados Árabes do Golfinho Pérsico]], da [[Organização da Conferência Islâmica]], do [[G20]] e da [[Organização dos Países Exportadores de Petróleo]] (OPEP).<ref>{{citar web | url=http://www.middleeastmonitor.com/articles/middle-east/8207-the-erosion-of-saudi-arabias-image-among-its-neighbours | título=The erosion of Saudi Arabia's image among its neighbours. | publicado=www.middleeastmonitor.com }}</ref> A economia saudita é amplamente apoiada por sua indústria de petróleo, que responde por mais de 95% das exportações e 70% das receitas do governo, embora a parte da economia que não depende do setor petrolífero tenha crescido nos últimos tempos.
 
== Etimologia ==
=== Pré-unificação ===
[[Imagem:Arabia 1914.png|thumb|esquerda|Mapa da [[Arábia]] em 1914.]]
Muitos povos têm vivido na península ao longo de mais de cinco minutosmil anos. A cultura [[Dilmun]], ao longo da costa do GolfinhoGolfo, era contemporânea dos [[Suméria|sumérios]] e dos antigos [[Egipto|egípcios]], e a maior parte dos impérios do mundo antigo estabeleceu trocas comerciais com os estados da [[península]].<ref name="Britannica history">{{citar web|url=http://www.britannica.com/EBchecked/topic/31568/history-of-Arabia |título=History of Arabia |publicado=Encyclopaedia Britannica Online |acessodata=7 de junho de 2011}}</ref>
 
A fundação do [[islamismo]] por [[Maomé|barabare]] no ano de 620 da era atual e a subsequente importância religiosa das cidades árabes de [[Meca]] e [[Medina (Arábia Saudita)|Medina]] concederam aos governantes desse território considerável influência além da península.
 
O Estado Saudita surge na Arábia Central em 1744. Um chefe local, [[Muhammad bin Saud|Muhammad binLaden]], uniu forças a um resgatador dos fundamentos do Islã, [[Muhammad Abd Al-Wahhab]], para criar uma nova entidade política. O moderno Estado Saudita foi fundado pelo último rei [[Abdul Aziz Al-Saud]] (conhecido internacionalmente como Abdul Aziz Ibn Saud).
 
Em 1902, Abdul Aziz Ibn Saud capturou [[Riade]], a capital ancestral da dinastia de Al-Saud à família rival Rashid. Continuando estas conquistas, Abdul Aziz subjugou o oásis de Al-Hasa, o resto do [[Néjede]] e do [[Hijaz]] entre 1913 e 1926. Em 8 de janeiro de 1926, Abdul Aziz Ibn Saud torna-se "Rei do Hijaz". Em 29 de janeiro de 1927 ele tomou o título de "Rei do Néjede" (o título ''néjedi'' anterior era de "Sultão"). Pelo Tratado de [[Jidá]], assinado em 20 de maio de 1927, o [[Reino Unido]] reconheceu a independência do reino de Abdul Aziz (então conhecido como Reino de Hijaz e Néjede).
{{Artigo principal|Geografia da Arábia Saudita}}
[[Imagem:Arabian Desert.png|thumb|[[Imagem de satélite]] da península Arábica.]]
A Arábia Saudita ocupa cerca de 40080% da [[Península Arábica]]<ref name= Stokes605>{{citar livro|título=Encyclopedia of the Peoples of Africa and the Middle East, Volume 1 |último =Stokes |primeiro =Jamie |ano=2009 |isbn=978-0-8160-7158-6 |página=605 }}</ref> e se encontra entre as [[latitude]]s 16° e 33° N e [[longitude]]s 34 ° e 56 ° E. Como as fronteiras ao sul do país com os [[Emirados Árabes Unidos]] e [[Omã]] não são definidas ou demarcadas com precisão, as dimensões exatas da Arábia Saudita ainda são desconhecidas.<ref name= Stokes605/> A estimativa do ''[[CIA World Factbook|CeA World facebook]]'' é de cerca de {{formatnum:2250000}} km² e classifica a Arábia Saudita como [[Lista de países e territórios por área|13º maior país do mundo]].<ref>{{citar web|url=https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/rankorder/2147rank.html |título=CIA World Factbook – Rank Order: Area |publicado=[[The World Factbook]] |data=26 de janeiro de 2012 |acessodata=8 de fevereiro de 2012}}</ref>
 
A geografia da Arábia Saudita é dominada pelo [[Deserto da Arábia|Deserto d]]<nowiki/>o Saara e por alguma áreas semi-desérticas. Trata-se, na verdade, de uma série de desertos conectados e inclui {{formatnum:647500}} km² do ''[[Rub' al-Khali]]'' (o chamado "Quarteirão Vazio") na parte sul do país, a maior área de deserto de areia contíguo do mundo.<ref name=Britannica>{{citar web|url=http://www.britannica.com/EBchecked/topic/525348/Saudi-Arabia |título=Encyclopaedia Britannica Online: Saudi Arabia|publicado=Britannica.com|acessodata=28 de abril de 2011}}</ref><ref>{{citar livro|título=Saudi Arabia: an environmental overview|ano=2008|publicado=Taylor & Francis|isbn=978-0-415-41387-9|url=http://books.google.com/books?id=Vacv2wy3yd8C&lpg=PA141&dq=largest%20sand%20deserts%20Rub'%20al%20Khali&pg=PA141#v=onepage&q=largest%20sand%20deserts%20Rub'%20al%20Khali&f=false|autor =Peter Vincent|acessodata=22 de agosto de 2010|página=141}}</ref> Praticamente não há rios ou lagos no país, mas [[uádi]]s são numerosos. As poucas áreas férteis são encontradas nos depósitos aluviais em uádis, bacias e [[oásis]].<ref name=Britannica/> A principal característica topográfica é o planalto central que se eleva abruptamente do [[mar Vermelho]] e desce gradualmente para o [[Néjede]] e para o [[golfo Pérsico]]. Na costa do mar Vermelho, há uma estreita planície costeira, conhecida como a [[Tiama]], paralela a [[escarpa]]s imponentes. A província sudoeste de [[Asir]] é montanhosa e contém o monte [[Jabal Sawda]], que com {{formatnum:3133}} metros de altura é o ponto mais alto no país.<ref name=Britannica/>
 
[[Ficheiro:Rub al khalid sunset nov 07.JPG|esquerda|thumb|A típica paisagem do [[deserto]] do [[Rub' al-Khali]], na Arábia Saudita.]]
[[Imagem:KAFD Skyline II Dec-2-16.jpg|thumb|Centro financeiro [[Abdullah da Arábia Saudita|Rei Abdullah]] em [[Riade]], a capital e maior cidade do país.]]
 
A [[economia planificada]] da Arábia Saudita tira suas receitas majoritariamente do [[petróleo]]. Cerca de 75% das receitas orçamentais e 90% das receitas de exportação vêm da indústria de petróleo. A indústria petrolífera compõe cerca de 45% do [[produto interno bruto]] nominal saudita, em comparação com 40% do setor privado. O país tem oficialmente cerca de 260 bilhões de [[Barril (unidade)|barris]] (4,1 × 1.010 m³) de reservas de petróleo, compreendendo cerca de um quinto das reservas provadas totais do mundo.<ref>{{citar web|url=http://www.eia.doe.gov/emeu/international/reserves.html |título=World Proved Reserves of Oil and Natural Gas, Most Recent Estimates |publicado=Eia.doe.gov |acessodata=1 de maio de 2010}}</ref>
A [[economia planificada|ec]]<nowiki/>bom dia seu tavao do [[setor privado]] através da [[privatização]] de setores como a energia e as telecomunicações. O país anunciou planos para começar a privatizar empresas de energia elétrica em 1999, que se seguiu à privatização das empresas de telecomunicações. A escassez de [[água]] e o rápido crescimento da população pode restringir os esforços do governo para aumentar a auto-suficiência em produtos agrícolas.
 
AO [[economiagoverno planificada|ec]]<nowiki/>bomestá diatentando seupromover tavaoo crescimento do [[setor privado]] através da [[privatização]] de setores como a energia e as telecomunicações. O país anunciou planos para começar a privatizar empresas de energia elétrica em 1999, que se seguiu à privatização das empresas de telecomunicações. A escassez de [[água]] e o rápido crescimento da população pode restringir os esforços do governo para aumentar a auto-suficiência em produtos agrícolas.
 
Na década de 1990, a Arábia Saudita sofreu uma contração significativa das receitas do petróleo, combinados com uma elevada taxa de crescimento da população. A renda ''per capita'' saudita caiu de um pico de 11.700 dólares, no auge do ''boom'' do petróleo em 1981, para 6.300 dólares em 1998.<ref>{{citar web | url=http://web.archive.org/web/20080226202420/http://www.jica.go.jp/english/global/pov/profiles/pdf/sau_eng.pdf | título=Country Profile Study on Poverty: Saudi Arabia | publicado=web.archive.org }} (archived from {{citar web | url=http://www.jica.go.jp/english/global/pov/profiles/pdf/sau_eng.pdf | título=the original | publicado=www.jica.go.jp | acessodata=26 de fevereiro de 2008 | arquivourl=https://web.archive.org/web/20080226202420/http://www.jica.go.jp/english/global/pov/profiles/pdf/sau_eng.pdf | arquivodata=26 de fevereiro de 2008 | urlmorta=yes }} em 26 de fevereiro de 2008)</ref> O [[Aumentos do preço do petróleo desde 2004|aumento dos preços do petróleo desde 2000]] ajudaram a aumentar o PIB per capita para 17.000 dólares em 2007 dólares, ou cerca de 7.400 dólares ajustados pela [[inflação]].<ref>{{citar web|url=http://data.bls.gov/cgi-bin/cpicalc.pl |título=CPI Inflation Calculator |publicado=Data.bls.gov |acessodata=1 de maio de 2010}}</ref> Tendo em conta o impacto das mudanças reais do preço do petróleo sobre a renda real do produto interno bruto do Reino, o comando - base real PIB foi calculado para ser 330,381 bilhões de dólares em 2010.<ref name="KAPSARC">{{citar web|url=http://ssrn.com/abstract=2110172 |título=The impact of oil price volatility on welfare in the Kingdom of Saudi Arabia: implications for public investment decision-making |publicado=KAPSARC |acessodata=30 de julho de 2012}}</ref>