Diferenças entre edições de "Fragata"

1 byte adicionado ,  17h27min de 11 de setembro de 2018
m
→‎Fragatas antisubmarinas atuais: Correção ortográfica
m (→‎Fragatas antisubmarinas atuais: Correção ortográfica)
No outro lado do espectro existem as fragatas especializadas em [[luta anti-submarina]]. A crescente velocidade dos [[submarino]]s desde o final da Segunda Guerra Mundial, reduziu acentuadamente a margem de superioridade da fragata em relação ao submarino. A fragata já não podia ser um navio lento, propulsado por máquinas da marinha mercante. As fragatas do pós-guerra tornaram-se, portanto, mais rápidas. Estes navios têm equipamento [[sonar]] aperfeiçoado, morteiros, torpedos e mísseis antisubmarinos. Mísseis ar-superfície e [[míssil terra-terra|superfície-superfície]] dão-lhes capacidades defensivas e ofensivas, cada vez maiores.
 
Especificamente para a luta antisubmarina, a maioria das fragatas modernas, possui uma plataforma de pouso e [[hangar]] à ré, permitindo a operação de [[helicóptero]]s. Os helicóperos permitem às fragatas atacar os submarinos nucleares mais rápidos que as embarcações de superfície. O helicóptero amplia, também, o raio de deteção de ameaças submarinas e de superfície, por parte da fragata. Para estas tarefas, os helicópteros estão equipados com sensores especializados, tais como [[sonobóia]]s, sonares mergulhantes, detetoresdetectores de anomalias magnéticas, bem como armamento para atacar os seus alvos, como torpedos e cargas de profundidade. Os seus radares de bordo também podem ser usados para o reconhecimento além do horizonte e guiamento dos mísseis superfície-superfície da fragata. O helicóptero também é bastante útil em tarefas complementares tais como busca e salvamento, introdução de equipas de abordagem e transporte.
 
=== Desenvolvimentos futuros ===
180

edições