Abrir menu principal

Alterações

225 bytes adicionados ,  17h20min de 20 de setembro de 2018
reestruturando a página
* [[Portugal Telecom]]
}}
| destino =[[Incorporação|Incorporado]] na [[Telefônica Brasil]]
| encerramento =
| sede = [[Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini|Av. Eng. Luís Carlos Berrini]], nº 1376 – [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[São Paulo (estado)|SP]]
 
== História ==
[[Imagem:VivoRJ.jpg|180px|esquerda|thumb|O prédio da ''Vivo'' na Av. Ayrton Senna, RJ]]
=== Formação ===
[[Imagem:Vivosp.jpg|180px|esquerda|thumb|O prédio da ''Vivo'' na Av. Chucri Zaidan, SP]]
 
[[Imagem:VivoRJ.jpg|180px|esquerda|thumb|O prédio da ''Vivo'' na Av. Ayrton Senna, RJ]]
 
A Vivo atuou como empresa no mercado brasileiro de 13 de abril de 2003 a abril de 2012, quando passou a ser uma [[marca comercial]] da [[Telefônica Brasil]]. Teve origem na junção das operadoras de celular das empresas Celular CRT Participações S/A (que operava como Telefônica Celular), Tele Leste Celular Participações S/A (que, na Bahia e em Sergipe, operavam respectivamente como TeleBahia e Telergipe Celular), Tele Centro-Oeste Celular Participações S/A (que também detinha o controle da Norte Brasil Telecom S/A, que operavam, respectivamente como TCO e NBT), Tele Sudeste Celular Participações S/A, [[Telesp Celular|Telesp Celular Participações S/A]] e Global Telecom S/A com investimentos da [[Telefonica]] da [[Espanha]] e da [[Portugal Telecom]], de [[Portugal]] até 28 de julho de 2010. A partir da conclusão do processo de venda de 30% da Portugal Telecom para a Telefonica por cerca de R$ 17,2 bilhões, esta última se torna a controladora da empresa com 60%. A empresa comprou o restante de ações por meio da antiga [[Telesp]] que tinha [[Empresa de capital aberto|Capital aberto]] na [[Bovespa]].<ref>{{citar web|url=http://www1.folha.uol.com.br/mercado/995679-telefonica-vai-adotar-marca-vivo-ate-primeiro-semestre-de-2012.shtml|título=Telefônica vai adotar marca Vivo até primeiro semestre de 2012|publicado=[[Folha de S.Paulo]]|data=24 de outubro de 2011}}</ref>
 
Em 3 de agosto de 2007, a Vivo anunciou a compra da [[Telemig Celular]] que também pertencente a ela a [[Amazônia Celular]] por R$ 1,213 bilhão de reais, incorporando 4,8 milhões de clientes.<ref>{{citar web|url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u317312.shtml|título=Vivo compra Telemig e Amazônia Celular por R$ 1,213 bi|publicado=[[Folha.com]]|data=3 de agosto de 2007|acessodata=21 de fevereiro de 2012}}</ref> Dois meses após, a [[Anatel]] (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou a compra.<ref>{{citar web|url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u339143.shtml|título=Anatel aprova compra da Telemig pela Vivo|autor=Lorenna Rodrigues|publicado=[[Folha.com]]|data=23 de outubro de 2007|acessodata=21 de fevereiro de 2012}}</ref> Posteriormente, a Vivo vendeu a Amazônia Celular para a [[Oi (empresa)|Oi]] por R$ 120 milhões. Com isso, em 15 de abril de 2008, a Telemig Participações e Telemig Celular deixou de existir e passou a se chamar Vivo.<ref>{{citar web|url=http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u357049.shtml|título=Oi compra Amazônia Celular da Vivo por R$ 120 milhões|publicado=[[Folha de S.Paulo]]|data=20 de dezembro de 2007|acessodata=21 de fevereiro de 2012}}</ref>
 
== Telefonia Fixa ==
[[Imagem:Vivosp.jpg|180px|esquerda|thumb|O prédio da ''Vivo'' na Av. Chucri Zaidan, SP]]
=== Unificação da Telefônica ===
Todos os serviços prestados pela [[Telefónica]]Telefônica no [[Brasil]] foram mudados para a marca Vivo no dia 15 de abril de 2012.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/servicos/noticias/telefonica-unifica-servicos-no-brasil-sob-a-marca-vivo-2|título=Telefônica unifica serviços no Brasil sob a marca Vivo|publicado=[[Exame.com]]|data=3 de abril de 2012|acessodata=4 de abril de 2012}}</ref> Com isto a empresa espanhola investiu na unificação R$ 120 milhões.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/telefonica-vivo-investe-r-120-mi-em-mudanca-de-marca|título=Telefônica/Vivo investe R$ 120 mi na mudança de marca|autor=Fernando Paiva|obra=Teletime|publicado=[[Exame.com]]|data=3 de abril de 2012|acessodata=4 de abril de 2012}}</ref> Serão trocados 200 mil orelhões em locais estratégicos na região aonde a marca Telefônica era atuante.<ref>{{citar web|primeiro=Letícia|último=Cordeiro|url=http://www.teletime.com.br/12/04/2012/vivo-trocara-200-mil-tups-em-sao-paulo-para-abrigar-nova-marca/tt/272899/news.aspx|título=Vivo trocará 200 mil TUPs em São Paulo para abrigar nova marca|publicado=Teletime|data=12 de abril de 2012|acessodata=14 de abril de 2012}}</ref> Tornando a Vivo só uma marca da Telefónica Brasil.
 
{{principal|[[Telecomunicações de São Paulo|Área de cobertura da Vivo com as cidades e alteração dos prefixos telefônicos]]}}
 
=== Compra da GVT ===
{{Artigo principal|GVTGlobal Village Telecom}}
Em 25 de março de 2015 foi aprovada a compra da [[GVTGlobal Village Telecom]] pela espanhola [[Telefónica]], por US$ 9,3 bi.<ref>{{citar web|título=Cade aprova compra da GVT pela Telefónica sob condições|url=http://tecnologia.terra.com.br/cade-aprova-compra-da-gvt-pela-telefonica-sob-condicoes,c958eb4d6815c410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html|obra=[[Reuters]]|publicado=[[Terra Networks]]|data=25 de março de 2015}}</ref> Com isso, em 15 de abril de 2016, a GVT deixou de existir e passou a se chamar Vivo.<ref>{{citar web|título=GVT passará a se chamar Vivo a partir de abril|url=http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2016/02/gvt-passara-se-chamar-vivo-partir-de-abril.html|obra=[[G1]]|publicado=[[Globo.com]]|data=28 de fevereiro de 2015}}</ref>
 
== Telefonia Celular ==
=== Cobertura ===
A Vivo está presente em todos os estados brasileiros com as tecnologias GSM, 3G, 3G plus e 4G. Em 2013, a Vivo iniciou a implementação da rede 4G. Segundo estimativa da [[Anatel]], a Vivo é responsável por mais de 30% do mercado de celulares no país. Somada a área de cobertura da operadora, 95% do território brasileiro é atendido pela Vivo. Em janeiro de 2012, a operadora chega a 3.702 cidades do país, incluindo capitais.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/servicos/noticias/vivo-chega-a-3-702-cidades-atendidas-com-telefonia-movel|título=Vivo chega a 3.702 cidades atendidas com telefonia móvel|autor=Sérgio Spagnuolo|obra=[[Reuters]]|publicado=[[Exame.com]]|data=13 de janeiro de 2012|acessodata=4 de abril de 2012}}</ref> A Vivo tem a maior comunidade em número de clientes, conforme relatório de participação de mercado da ANATEL de 2012. Com a ampliação, a cobertura da Vivo atinge 94 municípios e detém 39 por cento do mercado de 4G no país, ou 973 mil clientes, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados pela companhia.<ref>{{citar web|url=http://info.abril.com.br/noticias/mercado/2014/05/vivo-e-oi-adicionam-29-municipios-a-cobertura-de-internet-movel-4g.shtml|título=Vivo e Oi adicionam 29 municípios à cobertura de Internet móvel 4G|obra=[[Reuters]]|publicado=Info|data=31 de maio de 2014|acessodata=30 de junho de 2014}}</ref>
A cobertura 4G da Vivo já se estende por 2.622 cidades, onde vivem 84,7% da população urbana brasileira (Fonte: Teleco). A operadora atingiu a marca no dia 27/10/2017, quando também conseguiu cobrir 100% da área urbana do Espírito Santo, primeiro estado a ter 4G na totalidade de seus municípios. A operadora mantém-se na liderança do segmento de internet móvel com o 4G, acumulando 33,9% de market share (dados de agosto da Anatel).
 
=== Unificação da TelefónicaTecnologia ===
Todos os serviços prestados pela [[Telefónica]] no [[Brasil]] foram mudados para a marca Vivo no dia 15 de abril de 2012.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/servicos/noticias/telefonica-unifica-servicos-no-brasil-sob-a-marca-vivo-2|título=Telefônica unifica serviços no Brasil sob a marca Vivo|publicado=[[Exame.com]]|data=3 de abril de 2012|acessodata=4 de abril de 2012}}</ref> Com isto a empresa espanhola investiu na unificação R$ 120 milhões.<ref>{{citar web|url=http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/telefonica-vivo-investe-r-120-mi-em-mudanca-de-marca|título=Telefônica/Vivo investe R$ 120 mi na mudança de marca|autor=Fernando Paiva|obra=Teletime|publicado=[[Exame.com]]|data=3 de abril de 2012|acessodata=4 de abril de 2012}}</ref> Serão trocados 200 mil orelhões em locais estratégicos na região aonde a marca Telefônica era atuante.<ref>{{citar web|primeiro=Letícia|último=Cordeiro|url=http://www.teletime.com.br/12/04/2012/vivo-trocara-200-mil-tups-em-sao-paulo-para-abrigar-nova-marca/tt/272899/news.aspx|título=Vivo trocará 200 mil TUPs em São Paulo para abrigar nova marca|publicado=Teletime|data=12 de abril de 2012|acessodata=14 de abril de 2012}}</ref> Tornando a Vivo só uma marca da Telefónica Brasil.
 
=== Compra da GVT ===
{{Artigo principal|GVT}}
Em 25 de março de 2015 foi aprovada a compra da [[GVT]] pela espanhola [[Telefónica]], por US$ 9,3 bi.<ref>{{citar web|título=Cade aprova compra da GVT pela Telefónica sob condições|url=http://tecnologia.terra.com.br/cade-aprova-compra-da-gvt-pela-telefonica-sob-condicoes,c958eb4d6815c410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html|obra=[[Reuters]]|publicado=[[Terra Networks]]|data=25 de março de 2015}}</ref> Com isso, em 15 de abril de 2016, a GVT deixou de existir e passou a se chamar Vivo.<ref>{{citar web|título=GVT passará a se chamar Vivo a partir de abril|url=http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2016/02/gvt-passara-se-chamar-vivo-partir-de-abril.html|obra=[[G1]]|publicado=[[Globo.com]]|data=28 de fevereiro de 2015}}</ref>
 
== Slogans ==
*2003-2006: ''Vivo é você em primeiro lugar.''
*2007-2009: ''Sinal de qualidade.''
*2009-2012: ''Conexão como nenhuma outra.''
*2012-2016: ''Conectados vivemos melhor.''
*2016-presente: ''Viva tudo''
 
== Tecnologia ==
[[Imagem:Black-RAZRV3-closed.jpg|thumb|esquerda|150px|[[Motorola RAZR V3|Motorola V3c]].]]
Antes da unificação, algumas operadoras usavam a tecnologia [[CDMA]] e em [[2007]] adotou a tecnologia [[GSM]] que já foi implantada em todos os estados mais o DF e se tornando, assim, a única operadora que opera CDMA, [[TDMA]] e GSM no Brasil.<ref>{{citar web |url=http://www.vivo.com.br/site/imprensa/release_detalhe.page?releaseId=832 |título=Release de Imprensa da Vivo |autor= |obra= |data=21 de julho de 2006 |acessodata=23 de janeiro de 2007}}</ref> Por ter um custo de manutenção mais caro, a tecnologia [[CDMA]] fica em segundo lugar na preferência dos clientes devido ao crescimento do GSM no Brasil, que gradualmente vem se tornando a tecnologia mais utilizada pelos brasileiros. Algumas áreas já contam com cobertura [[CDMA2000]] (1xRTT), duas vezes mais veloz que a tecnologia [[GPRS]] dos celulares GSM.
 
Hoje a Tecnologia CDMA para acesso à internet está em fase de desativação (phaseout), sendo utilizada por usuários que ainda não migraram para a tecnologia 3G HSPA e também no novo "Vivo Residencial", serviço de telefonia fixa que proporciona ao cliente levar consigo seu telefone fixo por toda a área de cobertura CDMA, tal qual um celular. Conforme notificação da Vivo a seus clientes,100% da rede CDMA EV-DO foi desativada em [[13 de novembro]] de [[2009]] para liberação do espectro para o HSPA, no qual os clientes terão condições especiais para aquisição de equipamentos para a substituição.<ref>{{citar web |url=http://www.vivo.com.br/portalweb/appmanager/env/web?_nfpb=true&_pageLabel=P1200158371317391404067&_nfls=false# |título= Substituição da Rede com a Tecnologia CDMA pela GSM/3G. |autor= |publicado= '''Vivo''' |acessodata= 30 de junho de 2014}}</ref>
 
== Slogans ==
*2003-2006: ''Vivo é você em primeiro lugar.''
*2007-2009: ''Sinal de qualidade.''
*2009-2012: ''Conexão como nenhuma outra.''
*2012-2016: ''Conectados vivemos melhor.''
*2016-presente: ''Viva tudo''
 
== Resultados ==
7 177

edições