Diferenças entre edições de "Nova Iorque (estado)"

222 bytes removidos ,  03h11min de 22 de setembro de 2018
Ajustes
(Ajustes)
{{mais notas|data=dezembro de 2011| arte=| Brasil=| ciência=| Estados Unidos=Estados Unidos | geografia=| música=| Portugal=| sociedade=|1=Este artigo ou se(c)ção|2=|3=|4=|5=|6=}}
{{Ver desambiguação2|o décimo primeiro estado dos Estados Unidos|a maior cidade do mesmo estado|Nova Iorque|Nova Iorque (desambiguação)}}
{{Info/Estado/EUA
=== Exploração e colonização europeia ===
[[Ficheiro:Map of territorial growth 1775.svg|thumb|left|Nova Iorque e as outras [[Treze Colônias]] (vermelho); terras cedidas ao [[Reino Unido]] pela [[França]] em [[1763]] (rosa) e parte do que viria ser território [[Estados Unidos|estadunidense]] em [[1783]].]]
A região onde fica atualmente o estado de Nova Iorque era habitada por dois grupos distintos de [[Povos nativos dos Estados Unidos da América|nativos norte-americanos]] muito tempo antes da chegada dos primeiros [[Europa|europeus]] na região. Estes grupos eram os [[iroqueses]] e os [[algonquinos]], que eram rivais entre si. Os iroqueses eram mais socialmente organizados do que os algonquinos, possuindo uma notável hierarquia política e social, além de serem mais avançados militarmente.
 
O primeiro europeu a explorar a região onde atualmente está localizado o estado de Nova Iorque foi o explorador e navegador [[Itália|italiano]] [[Giovanni da Verrazano]], que explorava em nome da corte [[França|francesa]]. Ele alcançou o [[rio Hudson]] por volta de [[1524]].
O controle [[Reino Unido|britânico]] sobre as colônias na [[América do Norte]] era motivo de descontentamento entre a população do estado de Nova Iorque. Na [[década de 1730]], [[John Peter Zenger]] criticou pesadamente o governo britânico, e ele foi preso por isso. Porém, o júri, em [[1735]], considerou Zenger inocente, alegando liberdade de [[imprensa]] - e fazendo disso uma grande vitória para a imprensa americana.
 
Os habitantes do estado também não gostavam dos impostos cobrados sobre produtos fabricados nas colônias ou da autoridade dos juízes ingleses, e Nova Iorque foi uma das [[Treze Colônias]] britânicas que se rebelaram contra o Reino Unido na [[guerra da independência dos Estados Unidos da América]]. Durante esta guerra, cerca de 30 mil pessoas leais à Inglaterra abandonaram a colônia. Nova Iorque foi o palco de várias batalhas importantes, como a [[batalha de Saratoga]], embora a cidade homônima tenha sido capturada logo no início da guerra pelos britânicos, que abandonariam a cidade somente após o fim da guerra.
 
Em [[9 de julho]] de [[1776]], o congresso provincial de Nova Iorque reuniu-se em ''White Plains'', aprovando definitivamente a [[Declaração de Independência dos Estados Unidos da América]], adotado pelo Congresso Continental cinco dias antes, em [[4 de julho]]. Nova Iorque ratificaria os [[artigos da Confederação]] em [[6 de fevereiro]] de [[1778]].
 
O fim da guerra de independência tornou possível desenvolver as terras que formam atualmente o oeste do estado de Nova Iorque, que até então não faziam parte de nenhuma das antigas Treze Colônias. Nova Iorque e [[Massachusetts]] reivindicaram a região. Pelo [[Tratado de Hartford]], de [[1786]], Nova Iorque teria direito à soberania das terras, enquanto que Massachusetts teria o direito de adquirir as terras da região dos nativos norte-americanos. Diversos grupos tentaram passar por cima do tratado, sem sucesso. Um ''[[leasing]]'' de 999 anos assinado em [[1887]] foi rapidamente anulado pelo Legislativo de Nova Iorque e de Massachusetts.
Em [[1 de abril]] de [[1888]], a região foi vendida para [[Nathaniel Gorham]] e [[Oliver Phelps]], de Massachusetts, por um milhão de dólares, a serem pagos em três parcelas anuais. Gorham e Phelps, porém, somente adquiririam os direitos de propriedade após comprarem estas terras dos nativos norte-americanos que habitavam a região. Gorham e Phelps imediatamente abriram negociações com os nativos da região, adquirindo as terras a leste do [[rio Genessee]] através do [[Tratado de Buffalo Creek]], [[8 de julho]] do mesmo ano. Gorham e Phelps porém, rapidamente entraram em dificuldades financeiras, e concordaram em ceder as terras a oeste do rio Genessee para o Massachusetts em [[1790]]. Em [[12 de março]] de [[1791]], o Massachusetts vendeu todas estas terras para [[Robert Morris]], que logo vendeu estas terras para a ''[[Holland Land Company]]''. Pelo [[Tratado de Big Tree]], assinado em setembro de [[1797]], Morris comprou as terras a oeste do Genesse dos nativos norte-americanos. Em [[1802]], a ''Holland Land Company'' abriu um escritório de vendas em [[Batavia (Nova Iorque)|Batavia]], e iniciou a venda das terras da região para terceiros. O escritório ainda existe em tempos atuais, servindo atualmente como um [[museu]].
 
Enquanto isto, durante o processo do planeamento do sistema do governo federal, Nova Iorque se opôs à instalação de um governo centralizado. Após intensas discussões entre Nova Iorque e outros estados (ou futuros estados), sobre temas relacionados com o governo norte-americano, Nova Iorque concordou em ratificar a [[Constituição dos Estados Unidos da América]] em [[26 de julho]] de [[1788]], tornando-se o 11° estado norte-americano a juntar-se à União. A cidade de Nova Iorque foi temporariamente a capital do país entre [[1785]] a [[1790]], quando a capital nacional mudou-se permanentemente para [[Washington, DC]]. Na cidade de Nova Iorque, [[George Washington]] foi empossado como o primeiro [[presidente dos Estados Unidos]].
 
=== 1790 - [[1900]] ===
[[Ficheiro:NYSCapitolPanorama.jpg|thumb|Vista do [[Capitólio estadual de Nova Iorque]], em [[Albany (Nova Iorque)|Albany]].]]
 
A atual [[Constituição]] de Nova Iorque foi adotada em [[1894]]. A constituição original do estado fora adotada em [[1777]]. [[Emenda Constitucional|Emendas]] à constituição podem ser propostas pelo legislativo, e para serem aprovadas precisam de ao menos 67% dos votos de ambas as câmaras do legislativo, e então serem aprovadas por 51% da população eleitoral, em um [[referendo]]. Emendas também podem ser introduzidas e aprovadas em [[Convenção constitucionais nos Estados Unidos da América|convenções constitucionais]], que precisam ser aprovadas por ao menos 51% dos membros de ambas as câmaras do [[poder legislativo]] e, então, por ao menos 51% da população eleitoral em um referendo. Desde a aprovação da última constituição estadual, em 1894, foram realizadas mais de 194 emendas à constituição.
 
O principal oficial do [[poder executivo]] em Nova Iorque é o [[governador]]. Este é eleito pelos eleitores do estado para mandatos de até quatro anos de duração, e pode concorrer à reeleição quantas vezes quiser. Outros três oficiais (entre eles, o [[vice-governador|tenente-governador]]) também são eleitos pela população a mandatos de quatro anos de duração, e podem concorrer a reeleição quantas vezes quiserem. O governador é responsável por escolher diversos oficiais do executivo, incluindo o secretário de Estado e os ministros de cada um dos 20 departamentos do executivo de Nova Iorque.
Mais de 60% da receita do orçamento do governo de Nova Iorque é gerada por [[imposto]]s estaduais. O restante vêm de verbas recebidas do governo federal e de [[empréstimo]]s. Em [[2002]], o governo do estado gastou 119,199 bilhões (br) / mil milhões (pt) de dólares, tendo gerado 104,534 bilhões de dólares. A [[dívida governamental]] de Nova Iorque é de 89,856 bilhões, a maior entre qualquer estado americano. A dívida [[per capita]] é de 4 696 dólares, o valor dos impostos estaduais per capita é de 2 261 dólares, e o valor dos gastos governamentais per capita é de 6 230 dólares.
 
Na cidade de Nova Iorque, mais de 80% da população é membro ou simpatizante do [[Partido Democrata (Estados Unidos)|Partido Democrata]]. Porém, os [[Partido Republicano (Estados Unidos)|republicanos]] correspondem a cerca de 55% da população eleitoral do resto do estado. Por causa disto, a guerra por votos no estado de Nova Iorque, entre os democratas e os republicanos, é acirrada, tanto para em eleições nacionais como em eleições estaduais. Nova Iorque é de importância vital nas eleições presidenciais dos Estados Unidos da América. Isto porque o estado possui direito a 33 votos eleitorais, mais do que qualquer outro Estado norte-americano, com exceção da [[Califórnia]]. Desde as eleições presidenciais de [[1880]], todos os Presidentes que foram eleitos em eleições nacionais obtiveram o apoio da população eleitoral de Nova Iorque.
 
== Economia ==
== Cultura ==
[[Ficheiro:2001 NY Proof.png|250px|right|thumb|Moeda de 25 centavos de dólar americano de Nova Iorque.]]
Ao menos cinco [[navio]]s da [[Marinha dos Estados Unidos da América|Marinha norte-americana]] foram nomeados em homenagem ao estado de Nova Iorque. A construção de um sexto navio foi iniciada em [[10 de setembro]] de [[2004]], e será o sexto navio a ser nomeado em homenagem ao estado.
 
=== Símbolos do estado ===