Diferenças entre edições de "Debates eleitorais televisionados no Brasil"

Leite cita a declaração do marqueteiro responsável pela imagem do candidato em 2002, [[Duda Mendonça]], no livro ''"Casos e coisas"'',<ref>Trecho extraído do livro Casos e Coisas, de autoria de Mendonça São Paulo: Globo, 2001. pg.123-124, encontrado no "Os presidenciáveis no ringue eletrônico</ref> para dar ênfase nesta questão no ponto de vista da propaganda eleitoral, onde diz que a ''"decisão [de frequentar debates] pode variar de lugar para lugar, de candidato para candidato, de campanha para campanha e, sobretudo, em função da posição que o sujeito ocupa nas pesquisas eleitorais."''
 
Podemos citar vários casos de não-participações de debates eletrônicos: o dos presidenciáveis [[Fernando Collor]](apenas no primeiro turno) - no pleito de 1989, [[Fernando Henrique Cardoso]] - no pleito de 1998, e [[Luiz Inácio Lula da Silva]] (apenas no primeiro turno)<ref>{{citar web | url=http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,AA1309840-5601,00.html | título=" NÃO VAI AO DEBATE DA TV GAZETA NA TERÇA, DIZ GARCIA" | publicado=g1.globo.com }}</ref> - no pleito de 2006.
 
== Formato ==
3 200

edições