Diferenças entre edições de "Espectrógrafo"

518 bytes adicionados ,  02h08min de 26 de setembro de 2018
Algumas curiosidades sobre o espectrógrafo, incluindo os feitos que ele auxiliou alcançar.
(Inserção de hiperlinks)
(Algumas curiosidades sobre o espectrógrafo, incluindo os feitos que ele auxiliou alcançar.)
== A estrutura de um espectrógrafo ==
[[Ficheiro:Espectrógrafo.gif|miniaturadaimagem|A estrutura de um espectrógrafo e o comportamento da luz de sua entrada no instrumento até o final da análise]]
A fenda limita a luz que entra no espectrógrafo, atuando como uma fonte pontual de luz a partir de uma imagem maior. Isso permite que sejam obtidos vários espectros de diferentes regiões de uma fonte, como uma galáxia ou uma estrela específica no campo de visão do telescópio. A luz é então [[Colimação|colimada]] antes de atingir uma grade de [[difração]]. Isso dispersa a luz em comprimentos de onda que podem então ser focalizados por um espelho de câmera em um detector, normalmente é utilizado um dispositivo de acoplamento carregado (charged-couple device; CCD). Ao girar a grade, diferentes partes do espectro disperso podem ser focadas na câmera. A lâmpada de comparação é vital, por fornecer linhas espectrais de comprimento de onda conhecido (por exemplo, sódio ou néon) em repouso em relação ao espectrógrafo, permitindo que o espectro da fonte seja analisado.{{Química analítica}}
 
Os primeiros espectrógrafos usaram papel fotográfico como detector. A classificação espectral da estrela e a descoberta da sequência principal, a lei de Hubble e a sequência de Hubble foram todas feitas com espectrógrafos que usaram papel fotográfico. O fitocromo do pigmento da planta foi descoberto usando um espectrógrafo que usou plantas vivas como detector. Espectrógrafos mais recentes usam detectores eletrônicos, como os CCDs, que podem ser usados ​​tanto para luz visível quanto para luz UV.{{Química analítica}}
 
== Referências ==