Diferenças entre edições de "Lino Guedes"

7 bytes removidos ,  19h24min de 4 de outubro de 2018
m
sem resumo de edição
m
m
|website =
}}
'''Lino de Pinto Guedes''' ([[Socorro (São Paulo)|Socorro]], [[24 de junho]] de [[1897]] - [[4 de março]] de [[1951]]) foi um [[jornalista]] e [[poeta]] [[brasil]]eiro<ref>[http://www.pco.org.br/negros/60-anos-da-morte-do-poeta-escritor-e-jornalista-herdeiro-de-luis-gama/zyiy,s.html 60 anos da morte do poeta, escritor e jornalista “herdeiro” de Luís Gama] {{Dead link|date=October 2018}}. Partido da Causa Operária</ref><ref>[http://www.palmares.gov.br/2007/03/lino-guedes-percursor-da-negritude-na-poesia-brasileira/?p=1892 Lino Guedes: percursor da negritude na poesia brasileira]. Fundação Cultural Palmares, 2 de março de 2007</ref>.
 
==Biografia==
 
Filho de ex-[[escravos]], ficou órfão de pai aos 2 anos de idade. Contou com a ajuda do fazendeiro e líder político local Olympio
Gonçalves dos Reis para estudar na escola Normal em [[Campinas]]. Ali começou a carreira de jornalista, colaborando com os jornais ''Diário do Povo'' e ''Correio Popular''. Mais tarde, trabalhou também no ''Jornal do Comércio'', ''O Combate'', ''Razão'', ''São Paulo - Jornal'', ''Correio de Campinas'', ''Correio Paulistano'' e ''Diário de São Paulo''<ref>DOMINGUES, Petrônio. [httphttps://www.afroasiaportalseer.ufba.br/pdf/AA_41_PDominguesindex.pdfphp/afroasia/article/view/21200/13785 Lino Guedes: de filho de ex-escravo à “elite de cor”]. Afro-Ásia, 41 (2010), 133-166</ref>.
 
Foi também um militante do [[Movimento negro no Brasil|movimento negro]], frequentando as associações e grêmios que atuavam na regão. Inspirado na obra de [[Luís Gama]], fundou em [[1923]] o jornal ''Getulino'' (apelido do poeta), ao lado de [[Benedito Florêncio]] e [[Gervásio de Morais]].
23 872

edições